Primeira Assembleia Geral do SINDSPUJ em 2022!

O SINDSPUJ realizou a primeira assembleia geral do ano com forte adesão de servidores de várias categorias, em 03/02/2022. Na oportunidade discutiu-se a pauta de reivindicação que tem como meta principal o reajuste salarial 2022 e o cumprimento da data-base.

Foi oportuno relatar as diversas ações realizadas em 2021, dentre elas a paralisação e o estado de greve em defesa do salário de dezembro 2020 dos servidores da saúde; as ações judiciais para reverter as remoções arbitrárias; para restabelecer a progressão de auxiliares de classe, o enquadramento e a estabilidade econômica de servidores que amargaram além da opressão, o prejuízo salarial incalculável. Também foi oportuno lembrar que naquele ano, o Ministério Público foi acionado devido as perseguições a servidores e a excessiva prática contratual praticada pelo governo municipal. 

No decorrer da assembleia a assessoria jurídica do SINDSPUJ explanou sobre tudo o que tem sido feito em favor dos direitos na via judicial, destacando processos que entrarão em fase de precatório, inclusive anunciou o disparo recente de processo coletivo em defesa do quinquênio dos servidores que completaram o ciclo respectivo em 2021 e não tiveram o direito efetivado. No tocante a luta pelo rateio do FUNDEF e do FUNDEB, todo o esclarecimento pertinente foi dado com a transparência que a causa requer.    

Em relação as medidas sindicais para fazer cumprir a lei de data base e efetivar a revisão salarial 2022, foi deliberado a realização de paralisação e o estado de greve, caso o governo não conceda este  direito no prazo da lei.

Os servidores em plenária se mostraram decididos e unidos para lutar pelo direito, independente da categoria a qual pertencem, embora saibam que o mês de fevereiro é o período crucial para o governo "Cuidando de nossa Gente" mostrar uma postura diferente daquela adotada no ano passado no qual se recusou a receber o sindicato, deixando os servidores amargar o maior arrocho salarial dos últimos vinte anos. 

Não podemos esquecer que são mais de quarenta categorias que já sofrem com três anos sem a revisão salarial prevista na lei de data base! Um absurdo que sempre será repudiado! 

Para mudar essa realidade, não mediremos esforços!  
                                                    
Por isso servidores, permaneçam atentos e preparados para lutar por seus direitos! 

A luta sempre terá êxito!

Firme na luta,

Diretoria Executivo do SINDSPUJ