Membro do PT de Jaguarari emite "Carta de repúdio" e acusa presidente do partido de "divulgar Fake News"

CARTA DE REPÚDIO

Eu, Jucineide Maria Santos de Souza, moradora do núcleo residencial Pilar, distrito do município de Jaguarari/BA, venho a público repudiar com extrema indignação o ato covarde de uma carta aberta relatando minha expulsão do Partido dos trabalhadores (PT JAGUARARI), sendo esta mesma, mentira, enviado a publicação e destinada ao público pelo senhor Yon Fontes no dia 6 de outubro 2020, através do site Jaguarari online, onde sobre as acusações estavam alegações de que com motivos grosseiros teriam sido criados situações de conflitos, além de um comportamento que culminariam em falta de MORAL e ÉTICA o que contradiz a exigência de quem está a divulgar uma Fake News. O senhor Yon Fontes agiu sem a mínimo pudor e honradez  ao cometer um crime virtual usando o "Partido dos Trabalhadores" com o objetivo de vingança pessoal ou de interesses nada coerentes e eficazes a filosofia do referido partido, com sua publicação a qual não condizia com a verdade uma vez que nunca houve a minha expulsão do Partido dos trabalhadores, onde um filiado para ser expulso tem o direito de receber a informação de uma  denúncia formal e então apresentar uma defensa na qual precisa ser avaliada por uma comissão de ética, respeitando assim a moral de todos que formam a sigla citada, tal punição deveria  passar por um processo legal e estatutário de que após o partido dos trabalhadores  receber alguma denúncia de comportamento inadequado de um filiado, o mesmo tem o direito à defesa a qual nunca em momento algum fui comunicada e a notícia chegou  já através desta dita  "CARTA ABERTA" publicada em rede social.



Mais uma vez  sendo agredida por supostos líderes do grupo político do atual prefeito Antônio Ferreira do Nascimento,  desta vez na pessoa do senhor Yon Fontes, com a retirada de direitos pelo abuso de poder do mesmo enquanto ocupante do cargo de presidente do partido dos trabalhadores no município de Jaguarari. Onde  com seu ato imoral,  causou a mim, meu esposo e toda a minha família inúmeros danos morais e  psicológicos, além do risco de agressões físicas por parte de pessoas que induzidas ao erro acreditaram que haveria de minha parte uma traição ao partido dos trabalhadores onde  por sua vez não foi relatado a verdade sobre o meu afastamento do referido grupo político, uma vez que, por amor a ideias coletivas  e respeito próprio não poderia mais aceitar os inúmeros insultos e agressões vindas de pessoas que determinam as principais ações em grupo. 



O que o  senhor Yon  Fontes provavelmente deixou de explicar em suas acusações insanas conhecidas por "Fake News" enviadas e publicadas pelo site Jaguarari Online, não passava de uma MENTIRA, porque nunca fui expulsa do Partido dos Trabalhadores e continuo devidamente filiada, porém, irei me desfiliar de vontade própria deixando claro e em público que não tenho absolutamente nada contra o Partido dos Trabalhadores a sigla  qual jamais atribui culpas pelas agressões sofridas de forma pessoal, covarde e em grupo de várias pessoas que ficam à frente do grupo político do atual prefeito de Jaguarari o senhor Antônio Ferreira do Nascimento, o que bem diferentemente da Fake News de expulsão, já mencionada, feita pelo Senhor Yon Fontes, posso provar  as agressões morais sofridas a minha pessoa, as quais temos várias provas, inclusive  do senhor Adalto motorista do atual prefeito de JAGUARARI e  do senhor Osnei Duarte, marido da secretaria de ação social a senhora Letícia Duarte, que agem de forma absurda aos padrões sociais que regem a democracia.



Justamente por não  aceitar compactuar com situações as quais não condizem com a moral devida de um pleito eleitoral em defesa da minha integridade física e psicológica me afastei e mesmo afastada os ataques continuaram e com eles todo tipo de desrespeito, dano moral e psicológico provocado pela enxurrada de calúnias e difamações. Espero poder ter a minha  defesa analisada pelo presidente estadual e nacional do partido dos trabalhadores uma vez que a imparcialidade do Senhor Yon Fontes presidente do Partido dos Trabalhadores no município de JAGUARARI já não parece ter capacidade de fazer uma  análise de forma justa e confiável onde se percebe uma ação pessoal  ou de interesses outros....



Como falar em "ética e moral" dentro de uma conduta através de postagens com conteúdo inverídico que levou centenas de pessoas a prejulgamentos que nada condizem com o que de fato aconteceu? Solicitamos assim uma análise dos fatos ocorridos inclusive ao juiz eleitoral do município de JAGUARARI.



Segue em anexo a comprovação com minha ficha de filiação do partido dos trabalhadores e a carta solicitando por mim mesma a  desfiliação.



Em nome da verdade e da justiça principais princípios da integridade social, digo:  Vamos ter que esperar o tempo de Deus para a tão sonhada alma lavada diante da verdade.

Quem tem Deus tem tudo, e quem não honra os seus juramentos não estão aptos para viverem perante a DEMOCRACIA.



Jucineide Maria Santos de Souza



A nota acima e autoria são de responsabilidades da autora, que solicitou direito de resposta, mesmo tardio, por alegar que até a presente data sofre ataques em decorrência da ampla repercussão da "desfiliação" publicada em 6 de outubro de 2020 enviada pelo presidente do PT (Relembre aqui), Yon Fontes, a este Blog.