Com Cooperativa contratada pela Prefeitura população está pagando mais caro com mão de obra em Jaguarari

Enquanto silêncio do Poder Legislativo causa indignação na população, a Prefeitura de Jaguarari segue em passos largos rumo à dilapidação do erário sem o menor pudor. Com a prestação de contas disponível no E-TCM, nossa equipe constatou a aberração que vem sendo cometida contra os cofres municipais.

Após a constatação, em 2017, que o modelo importado pelo ex-prefeito, ao contratar uma cooperativa para gerenciar a saúde municipal, o "Governo cuidando da nossa gente" parece ter se espelhado naquele que gerou prejuízos e desperdício do dinheiro público: contratou várias cooperativas, uma delas falaremos nesta matéria.

Uma consulta ao site do TCM - Tribunal de Contas dos Municípios, mostra que em maio, último mês antes da ativação dos trabalhos da COOPASAUD, um enfermeiro recebia em média o valor de R$ 3.000,00, porém com a Cooperativa o salário passou para R$ 5.238,77. Um técnico de enfermagem recebia em média, diretamente da Prefeitura R$ 1.320,00, agora recebe quase R$ 3.000,00. Nutricionista antes recebia R$ 1.630,22 passou para R$ 5.238,77. E não para por aí, o Município desembolsou, somente em junho com esta Cooperativa o valor de R$ 977.253,43. Um absurdo!

Com tantas discrepâncias ocorrendo debaixo do nariz das nossas autoridades, será que permanecerão e silêncio? Será se a população vai continuar a ver tudo de forma passiva?