BASE DO PREFEITO ANTÔNIO SEGUE PARECER DO JURÍDICO E MANTÉM VETO DO PREFEITO DO PT A REPOSIÇÃO INFLACIONÁRIA DOS SERVIDORES DA CÂMARA

Um dia para não ser esquecido, é assim que deve está a cabeça dos servidores do legislativo municipal de Jaguarari, ao verem seus 4,54% de reposição inflacionária ir por água abaixo após os vereadores governistas manterem o veto da reposição imposto pelo prefeito Antônio Nascimento (PT).

Dos treze vereadores, dois não compareceram (Nivaldo e Cristina). Os onze presentes discursaram a favor e contra o veto, mas a situação baseada no Parecer do assessor jurídico, optou por seguir a recomendação e os cinco que compõem a base do prefeito municipal (Franco, William, Zé Galego e Budé) mudaram seus votos, em relação a primeira votação, e mantiveram o veto imposto pelo chefe do executivo. Já a oposição manteve a coerência e disseram não ao veto, mas mesmo tendo sido maioria na votação, não foi suficiente, pois segundo palavras do presidente durante a Sessão, seria necessário maioria absoluta (sete) votos contrários ao veto para derrubá-lo.

Com o resultado sai fortalecido o prefeito municipal, que agora tem, além da Lei Complementar 173/2020, a concordância da sua base na Câmara para evitar possíveis pressões do SINDSPUJ que luta em busca da reposição inflacionária para os servidores municipais.