Vigilância Sanitária se reúne com comerciantes do segmento de alimentos e bebidas e orienta sobre o funcionamento dos estabelecimentos neste fim de semana

O decreto municipal nº 87/2021, que altera o decreto nº 83/2021, estabelece algumas mudanças no que se refere ao funcionamento do segmento de alimentos no município de Jaguarari. De acordo com as novas medidas, os estabelecimentos estão autorizados a funcionar no próximo final de semana, mas com algumas restrições.

 

O decreto determina que: “Os serviços de restaurantes, lanchonetes, padarias, sorveterias, açaí e afins, que vendem comida pronta, podem operar de portas abertas até as 20h30 e, na modalidade de entrega em domicílio (delivery), até às 24h”.

 

Em vista desta alteração e em continuidade às ações de combate, enfrentamento e prevenção ao novo coronavírus em Jaguarari, a Vigilância Sanitária Municipal realizou duas reuniões nesta terça-feira (11/5), no Centro de Cultura da Paróquia São João Batista. Uma com a equipe de fiscalização do setor e outra com os proprietários e representantes dos estabelecimentos comerciais citados no decreto.

 

“Alinhamos as diretrizes relacionadas ao horário de funcionamento no final de semana, em concordância com o toque de recolher, determinado para as 21h, e às demais restrições previstas no novo decreto”, disse a diretora da Vigilância Sanitária, Patrícia Farias.

 

Vale ressaltar que a proibição da venda de bebidas alcoólicas, em quaisquer estabelecimentos, se mantém no final de semana, em todo o Município, inclusive por sistema delivery. Bares, distribuidoras de bebidas e afins não podem comercializar bebidas alcoólicas no período entre 18h do dia 14 de maio (sexta-feira) até às 5h do dia 17 de maio (segunda-feira).

 

Atentos à busca pela redução do número de casos de Covid-19 entre a população de Jaguarari, a Vigilância Sanitária dará continuidade às ações educativas, às capacitações e treinamentos, conforme cronograma estabelecido. “O número de casos ativos no Município teve um decréscimo relevante e estamos trabalhando para que a incidência de infecções pelo coronavírus seja ainda menor”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Raquel Bonfim.

 

 

Assessoria de Comunicação Social