Fome? Aqui Não!: Em ato simbólico no CRAS de Pilar,foram entregues as primeiras cestas básicas da campanha

Ação de compromisso social e amor ao próximo, este é o lema da Campanha “Fome? Aqui Não!”, uma iniciativa do Comitê de Atuação Contra a Covid-19 do Município de Jaguarari, que vai promover a doação de 3.300 cestas básicas para 1.100 famílias em situação de vulnerabilidade social de todo o Município, durante três meses.

Nesta sexta-feira (09/4), a Prefeitura Municipal, Governo Cuidando da Nossa Gente, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, em parceria com a Mineração Caraíba, em um ato simbólico no CRAS de Pilar, fez a entrega das primeiras cestas básicas.

Respeitando todos os protocolos de prevenção à Covid-19, participaram da ação, representantes do Comitê de Crises e Contingências da Mineração Caraíba, Rafael Cerqueira e Rogério Souza, a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Letícia Duarte, a coordenadora do CRAS de Pilar, Cristina Brito, e, representando o prefeito Antônio Nascimento, o chefe de gabinete Erasmo Morgado.

“Agradecemos à Mineração Caraíba pela doação dos alimentos, por mais uma vez colaborar com as pessoas mais necessitadas neste momento de tanta carência. É importante destacar também que os gêneros alimentícios foram adquiridos no comércio de Pilar”, disse Letícia Duarte. De acordo com a secretária, a Sedes ficará responsável pelo cadastramento das famílias em situação de vulnerabilidade social e pela distribuição das cestas básicas.

As entregas ocorrerão durante os meses de abril, maio e junho, como forma de reduzir os impactos causados pela pandemia do novo coronavírus. “Em nome do prefeito de Jaguarari, Antônio Nascimento, quero agradecer esta iniciativa que está beneficiando uma parcela da população que está em extrema vulnerabilidade. E aproveito para destacar que a Prefeitura também está atuando nesse sentido: já estamos providenciando a compra de mais cestas básicas, distribuímos Kits Alimentação na Semana Santa e vamos continuar fazendo doações para enfrentar esse momento tão crítico que passamos”, concluiu Erasmo Morgado.


 

Assessoria de Comunicação Social