Ex-prefeito de Jaguarari, Everton Rocha, é advertido por atraso na prestação de contas de três meses consecutivos

O ex-prefeito de Jaguarari, Everton Carvalho Rocha (PSDB), que não conseguiu a reeleição no pleito de 2020, foi advertido pelo Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, por não apresentar, dentro do prazo legal, as prestações de contas mensais relativas aos últimos três meses do exercício de 2020.

A advertência foi feita no Edital nº 131/2021 publicado na edição da última sexta-feira (26/02) do Diário Oficial do TCM. O não cumprimento desta obrigação imposta pela legislação aos gestores municipais poderá acarretar aplicação de graves sanções administrativas ao responsável, e levar até mesmo à determinação de Tomada das Contas, por parte auditores do TCM, em caso de desobediência.

No edital foram relacionadas várias autoridades e entidades dos municípios com pendências de apresentação de contas dos últimos meses de 2020. Destaca-se que o ex-prefeito jaguarariense deve as prestações de contas devem ser apresentadas exclusivamente pelo sistema e-TCM. E devem observar as respectivas competências mensais de entrega da UJ, inserindo-se cada documento na classificação correspondente. Também deve ser cumprido o dever de inserção dos dados no sistema SIGA.