Professores de Uauá protestam contra falta de pagamento do salário de dezembro de 2020

Professores da rede municipal de ensino de Uauá, cidade da região norte da Bahia, realizaram protesto na praça São João Batista, a principal do município, contra o ex-prefeito Lindomar Dantas (PC do B), que perdeu a eleição no dia 15 de novembro do ano passado e teria deixado o cargo devendo o salário de dezembro de 2020 a maioria absoluta dos 377 professores da rede e aos demais servidores da Educação.

Além disso, de acordo com a APLB-Sindicato núcleo de Uauá, o ex-prefeito não repassou para as instituições financeiras, especialmente a Caixa Econômica, o desconto dos empréstimos consignados realizados pelos servidores nas folhas de novembro e dezembro de 2020, o que coloca nos servidores no cadastro de devedores ativos. Outra irregularidade encontrada pelo o Sindicato da categoria é que, a gestão anterior também não vinha repassando a parcela devida ao INSS.

Ainda de acordo com a APLB-Uauá, o órgão já se reuniu com a atual gestão para conversar sobre esses esse assunto  e o mesmo mostrou-se aberto ao diálogo. Porém, informou que o INSS “sequestrou” R$ 600 mil do Fundo de Participação dos Município (FPM), nos primeiros dez dias de janeiro referente a débito do município junto a instituição, o que comprometerá a receita do mês em curso, pedindo para o sindicato procurar a justiça.

Nossa equipe conversou por telefone com o ex-prefeito Lindomar Dantas, que informou que está fazendo o fechamento do processo administrativo que a lei lhe permite realizar para dar as respostas necessárias a todos os seguimentos na hora certa. O blog continua aberto aos esclarecimentos do ex-gestor de Uauá.

Waldiney Passos