Danos nos pontos de abastecimento de água são a causa do desabastecimento em Flamengo

Mesmo após a retomada da Operação Exército, que auxilia no abastecimento de água potável para todo o município, moradores do povoado Flamengo reclamam a falta de água para consumo humano. Moradores da localidade fizeram algumas reclamações durante programa da Rádio Liderança FM e cobraram da Prefeitura Municipal de Jaguarari uma solução urgente para o problema.

Em resposta aos questionamentos, o coordenador da COMDEC, Givaldo Costa, informou que o cronograma para a distribuição da água, que teve início no dia 9 de janeniro, é de responsabilidade do Exército Brasileiro, sem qualquer intervenção da Prefeitura no roteiro.

Ainda segundo Givaldo Costa, existem 15 cisternas em Flamengo, identificadas como Pontos de Abastecimento (PA), em um raio de 500 metros entre cada uma delas. A água que chega pelos caminhões-pipa, abastece os reservatórios que servem coletivamente às famílias próximas a cada ponto. A depender da quantidade de pessoas por família beneficiada, o abastecimento das cisternas é feito de duas a oito vezes ao mês.

O coordenador da COMDEC aponta ainda como causa principal para essa situação, a inoperância do poço situado em Juacema, antes usado para atividades domésticas e consumo animal em Flamengo e adjacências. Porém, como o poço foi danificado e não reparado na gestão do ex-prefeito, Everton Rocha, ocorre uma sobrecarga dos reservatórios abastecidos pelo Exército, resultando na redução da capacidade de abastecimento de água para consumo humano e no aumento crescente da demanda.

O Secretário Municipal de Agricultura e Recursos Hídricos, Valdemilson Vieira, também aponta outro problema: as três caixas do sistema de abastecimento no poço de Juacema foram danificadas. “Ao que parece foi resultado de ato intencional, visto que todas elas explodiram e, curiosamente, na mesma época em que ocorreu na localidade de Catuni da Estrada, comprometendo o sistema de distribuição”, disse o secretário.

O fato é que a Secretaria de Agricultura já está trabalhando para reativação do poço em Juacema, para que os pontos de abastecimento de água para consumo humano, fornecida pelo Exército no Flamengo, sejam desafogados.  

Assessoria de Comunicação Social