Por falta de transparência prefeito de Jaguarari sofre derrota no Tribunal de Justiça

O prefeito de Jaguarari, Everton Rocha (PSDB), terá 10 dias para tornar público todos os gastos com ações de enfrentamento ao novo Coronavírus, foi o que decidiu a Desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia, Gardênia Pereira Duarte, em atenção ao Agravo de Instrumento impetrado pelo vereador Valdemilson Vieira (Val do Jacunã), que havia solicitado via Ofício, que o gestor cumprisse com as recomendações do Ministério Público, quanto a transparência para com os recursos públicos.

Em um dos trechos da decisão, a Desembargadora destaca que “a necessidade de maior fiscalização dos gastos públicos evita a malversação de recursos e também de maior transparência acerca das contratações”.