“É UM DESRESPEITO COM A GENTE QUE ARRISCA A VIDA NO COMBATE A COVID-19”, DESABAFA SERVIDORES DA SAÚDE AO SE REFERIREM À FALTA DE REAJUSTE SALARIAL

Um grupo de servidores da saúde, que trabalham diretamente no combate ao novo Coronavírus entrou em contato com o blog Jaguarari On Line para emitir um desabafo contra a falta de respeito e valorização a quem arrisca suas vidas para proteger a população jaguarariense. Segundo estes servidores, que pediram anonimato a fim de evitarem perseguição, o prefeito de Jaguarari, Everton Rocha, “pousa de bom moço, de preocupado com a saúde da população, mas faz pouco caso com a nossa saúde e de nossos familiares”, disseram. Ainda segundo eles, a atuação do gestor fanfarrão é tão catastrófica que “várias vezes tivemos que comprar nosso próprio álcool em gel [a 70%], porque não era disponibilizado a nós, é um desrespeito com a gente que arrisca a vida no combate a COVID-19", completou outra profissional. Ainda durante a conversa com o grupo, foi dito que “votamos nele confiantes que seríamos tratados com respeito, valorização e teríamos um prefeito que cumprisse com as promessas, mas vimos que ele [prefeito] não passa de mais falso, cheio de discurso bonito, que levou a todos ao abismo com as suas falácias na rádio”, argumentou outra profissional que mostrou-se bastante arrependida e indignada com a situação. O grupo encerrou a conversa pedindo que o prefeito Everton Rocha “cumpra com a data base [já passou, foi em fevereiro] e dê o nosso reajuste salarial, principalmente para nós que trabalhamos na saúde, que cada dia saímos saudáveis e não sabemos como retornaremos para as nossas casas”, finalizou o grupo.

Ressaltamos que por Lei o Município deveria ter reajustado o salário dos servidores públicos municipais no mês de fevereiro, mas até esta data (11/07), assim como aconteceu em 2017, o prefeito Everton Rocha ignora e desrespeita os funcionários concursados e efetivos, mas paga gratificações acima até do permitido em Lei para servidores comissionados, em sua maioria bajuladores.