PREFEITO EVERTON ROCHA SEGUE DESCUMPRINDO RECOMENDAÇÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO

O prefeito de Jaguarari, Everton Rocha, e os demais gestores baianos receberam recomendações do Ministério Público para divulgarem em tempo real, em sites próprios e Portal da Transparência, todos os dados relativos a contratações, licitações, dispensas de licitações, inexigibilidades, com cópias integrais, inclusive dos pagamentos e contratações que estejam relacionadas ao combate e prevenção ao novo Coronavírus (COVID-19).

Não estranhamente, Everton Rocha não tem dado a mínima para as recomendações do MP e segue ignorando, intencionalmente ou por falta do que demonstrar, de fato, que tenha gasto, incluindo-se aí a “grande compra de urnas funerárias”, isso chamou a atenção do Vereador Val do Jacunã, que encaminhou requerimento solicitando, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, toda a documentação fruto de contratações, compras e pagamentos relacionadas a COVID-19. O documento foi recebido no gabinete do prefeito na quinta-feira, 7 de maio, e até o fechamento desta matéria não obtivemos informações se o gestor cumpriu ou não.

Vale salientar que, caso o prefeito deixe de cumprir solicitações de membros do Legislativo pode incorrer em infração político-administrativa tipificado no Art. 4º, Inciso III.  Desatender, sem motivo justo, as convocações ou os pedidos de informações da Câmara, quando feitos a tempo e em forma regular; sujeitando-se ao risco de sofrer um novo processo de cassação e perda de mandato.