Estudantes da rede estadual começam a receber vale-alimentação em Senhor do Bonfim

Começou, nesta segunda-feira (20), a entrega do vale-alimentação em Senhor do Bonfim e mais 21 municípios da Bahia. A medida do Governo da Bahia beneficia 284 mil estudantes da rede estadual de ensino e a distribuição é feita nas redes Açaí e Cesta do povo com suas lojas conveniadas. Cada estudante recebe R$ 55. Para os municípios onde não têm essas redes de supermercado, os estudantes receberão um cartão alimentação que será enviado para a escola.

A ação beneficiará ao todo 800 mil estudantes na Bahia, totalizando R$ 44 milhões de recursos do Estado. O Vale-alimentação estudantil é um benefício complementar emergencial, concedido em razão do estado de calamidade pública em Saúde, decorrente da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

A estudante Iasmyn Silva, 14, do Colégio Estadual Teixeira de Freitas, em Senhor do Bonfim, falou sobre o significado do vale-alimentação para sua família. "Eu vim ao supermercado receber o benefício que vai ser muito importante para a minha família na alimentação. Neste momento, esta ajuda garante que não passemos por dificuldades", disse.

“A entrega do vale-alimentação pelos supermercados foi uma alternativa emergencial que encontramos para que os estudantes tenham acesso mais rapidamente aos gêneros alimentícios. Em paralelo, estamos empreendendo todos os esforços para que os cartões também cheguem o mais breve possível para aqueles estudantes onde estas redes de supermercado não atuam”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

O secretário ressaltou as recomendações sobre a proteção individual. “Orientamos para que vá ao supermercado apenas uma pessoa por família, no caso o estudante, a mãe, o pai ou o responsável. Que também evitem horários de aglomerações, e que usem máscaras de proteção. E reforçamos que todos os estudantes matriculados na rede estadual já têm este direito ao vale-alimentação garantido. Então, é importante ter a tranquilidade necessária para a retirada”, destacou.

No supermercado, o estudante, o pai, a mãe ou responsável que esteja com o cadastro atualizado do CPF na escola, deve se dirigir ao setor de atendimento ao cliente para a retirada do vale-alimentação, portando originais do CPF e de um documento de identificação com foto. O vale pode ser resgatado durante todo o período de suspensão das aulas. Quem ainda não tem o CPF informado no ato da matrícula deve fazer a atualização no sistema Siadiante, acessando o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Dúvidas também podem ser sanadas pelo telefone: 0800 284 0011.

A Secretaria da Educação do Estado ressalta, ainda, a orientação para que sejam adquiridos alimentos com valor nutricional, como feijão, arroz, macarrão, frutas e verduras, dentre outros. O vale é exclusive para a compra de alimentos.

Mais informações no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Educação do Estado da Bahia