Prefeito de Jaguarari, após pressão sindical, envia Projeto de Lei para possível rateio do recurso do Fundef

Marcada para a manhã desta quinta-feira (14), uma mobilização com os professores que atuaram entre 1998 e 2006, acerca do rateio dos R$ 15.810.000,00 que se encontram nas contas da prefeitura, teve um reviravolta e acendeu a esperança de êxito na conquista dos direitos. 

A mobilização, que de forma surpreendente contou com a inesperada presença do prefeito de Jaguarari Everton Rocha, que por diversas vezes chegou a dizer na mídia local e regional que não faria o rateio por impedimento oriundo de recomendações do TCU, MPF e MPE, agora voltou atrás e enviou à Câmara Municipal, Projeto de Lei com o objetivo de contar com a aprovação do Legislativo e a homologação do judiciário.

Vale ressaltar que o prefeito não tomou esta iniciativa antes, e agora de posse da recomendação do MP e declaração à imprensa da Promotora local, que afirmou publicamente que seguirá a recomendação do TCU, ou seja contrária ao rateio, o prefeito, talvez com a intenção de sair "bem na fita", envia projeto à Câmara.

Será se os possíveis beneficiados serão, mais uma vez, "tolos" a tal ponto de cair neste papo de "bom samaritano"?

Foto: ASCOM-PMJ