A pedido de um forte político de Jaguarari, Delegada Dra Maria Elisa Padilha poderá ser exonerada do cargo e o município voltar a ficar sem delegado titular.

A quem interessa a saída da Delegada de Jaguarari, Dra. Maria Elisa Padilha, e porquê?

Corre a boca miúda que um político influente da cidade pediu a remoção da Delegada de Jaguarari, Dra. Maria Elisa Padilha, e que já dá como certa a sua exoneração no início de dezembro próximo quando a mesma retornará das suas férias, sendo este o assunto principal entre os seus correligionários nos últimos dias.

Mas, que motivos move esse político influente a agir assim?

O que a delegada fez, ou não fez que o levou a essa atitude?

Seriam as prisões realizadas que não fazem distinção de classe social?

Ou quem sabe a conduta imparcial e profissional que a Delegada adotou durante todo o conturbado processo político pelo qual nossa Jaguarari passou quando anoitecia com um prefeito e amanhecia com outro?

Há de se registrar a forma íntegra e transparente com que a Delegada, dentro do que lhe cabia, conduziu toda aquela instabilidade política de ânimos acirradíssimos, agressões verbais e físicas ocorridas em nossa cidade. Toda a população jaguarariense tem plena convicção da firme e honrada postura profissional imposta pela Dra. Maria Elisa, que foi determinante para que o controle da situação fosse mantido naquele momento tão instável.

Há pouco tempo uma das emissoras rádio local, a qual é ligadíssima a um político influente, de maneira torpe e irresponsável, por dias tentou desgastar a imagem da Polícia Civil de Jaguarari, inclusive atribuindo, de forma injusta, à Delegada o trabalho de “patrulhar as ruas da cidade recolhendo usuários de maconha”, trabalho este, que não compete a Polícia Civil.

É bem verdade que o trabalho da Delegada não agrada a todos e não é para agradar mesmo, é para cumprir a Lei, investigar e fornecer ao Ministério Público subsídios para uma possível denúncia... Será que é disso que esse político influente tem receio? Da atuação independente e pautada na legalidade que a Delegada sempre adotou neste município?

Senhor político influente, se V. Exa. quer mesmo o bem de Jaguarari use sua influência política para conseguir mais policiais para o nosso município, não para diminuí-los, some forças para que as instituições trabalhem dentro das suas atribuições com independência e segurança, ajude, no que lhe for possível, a Delegacia a melhorar cada vez mais suas instalações que, diga-se de passagem tem uma nova roupagem, bela, aconchegante, com um atendimento ao público e as outras instituições diferenciado, educado, solícito e só quem ganha com isso, senhor político influente, é o povo de Jaguarari.

Vale lembrar aqui um triste episódio da história recente de Jaguarari, nunca antes ocorrido e que deixou perplexo todo o estado da Bahia e estados vizinhos, há exatamente um ano a representante do poder judiciário desta cidade foi vítima de insultos, calúnias, difamações, injúrias e quase agressão física por parte de um grupo político do município, não é fomentando ódio e perseguições que se colhe bons frutos, ao contrário, o respeito às instituições e seus representantes é essencial à construção de um mundo melhor, de uma Jaguarari melhor, agora, passado um ano da investida criminosa contra a nobre Juíza o alvo é a Delegada, que assim como a Magistrada, desempenha importante trabalho neste município, firmes na decência, na honestidade, na probidade e em dignidade, portanto, senhor político influente, o povo Jaguarariense lhe pede “RESPEITO PARA TODOS E TODAS”.

O político que se presta a pedir a exoneração de uma Delegada atuante, imparcial, honesta, dedicada ao exercício de suas funções, sempre tratando os cidadãos desta terra com o devido respeito que todos merecem, não pode ser exemplo de honestidade, de transparência. Ao agir assim, senhor político influente, as suas vísceras da corrupção e o desejo da impunidade aos seus atos lesivos ficam ainda mais expostos. É ESTE O TÍTULO QUE QUERES LEVAR PARA A SUA CARREIRA POLÍTICA?