Adriano dos Santos conquista medalha de prata no Brasileiro SUB 18, em Porto Alegre - RS

Ele conseguiu, o recordista no Norte Nordeste, Adriano dos Santos, BOLSA ATLETA/AASF/EAF que já havia vencido a semifinal dos 800 metros rasos, com o tempo de 1.55.43, conquistando a prioridade de correr a final em uma raia melhor e também o status de favorito, mesmo tendo sido novamente ignorado pela ótima transmissão do aplicativo da Confederação Brasileira de Atletismo - CBAt, tornou-se vice campeão brasileiro SUB 18 da prova mais emblemática do espetacular ATLETISMO nacional.

O garoto de infância difícil em Lajedo, pequena vila que fica próximo ao sofrido Povoado de Flamengo, onde fica situada a redentora Escolinha de Atletismo Flamengo, voltou a pista do SOGIPA, clube gaúcho tradicionalmente conhecido por revelar grandes atletas olímpicos, sobretudo no pacífico judô, no dia seguinte para correr a final e fez novamente a sua personal best (melhor marca da vida) pela terceira vez esse ano, 1.52.43, trazendo para Jaguarari, sua cidade natal mais um título expressivo.

Com essa marca ele permanece em terceiro lugar no Ranking Nacional da prova, além de ter o privilégio de dizer que superou dois principais talentos na atualidade, considerados promessas para a olimpíada de 2024, Lucas Pinho Leite, de Barra dos Garças, que esse ano correu essa prova abaixo de 1.50, alem do garoto do IPEC, que acabou se tornando o campeão da prova, o paranaense Pedro Luiz Tambolim.

Eles voltam a se enfrentar em novembro, nos Jogos Escolares da Juventude que esse ano acontecerão na linda Blumenau-SC, entre os dias 22 e 26. Para essa competição a redentora Escolinha de Atletismo Flamengo cedeu sete atletas mais o Professor Ferreirinha para a seleção baiana.

A Federação Bahiana de Atletismo-FBA, custeou as passagens e estada do atleta no Rio Grande do Sul, sendo que a Mineração Caraíba e o Vereador Zé Galego ajudaram nas outras despesas de chegada ao longínquo aeroporto de Salvador e alimentação durante todos esses deslocamentos.

EAF