Registros de preços publicados pela Prefeitura de Jaguarari ignoram os princípios da economicidade e moralidade

Imagem relacionada
A Prefeitura de Jaguarari, por meio de seu gestor, o prefeito Everton Carvalho Rocha (PSDB) publicou na última quarta-feira, 17 de julho, no Diário Oficial do Município diversos registros de preços de diversos produtos e serviços, os quais pretende adquirir, que juntos representam o quanto os princípios da economicidade e moralidade são ignorados.
No registro de preço de número 013/2019, no valor de R$ 85.000,00 (oitenta e cinco mil reais) há a pretensão de adquirir 96.000 (noventa e seis) mil copos de 200 ml de água mineral e 4.000 (quatro mil) garrafões de 20 L no valor de R$ 9,00 (nove reais) cada, onde o preço mais caro na cidade é de apenas R$ 8,00 (oito reais).
No registro de preço número 01/2019 e 03/2019, no valor total de R$ 787.330,00 (setecentos e oitenta e sete mil e trezentos e trinta reais) em mão de obra mecânica.
Já o registro de preço número 02/2019, o valor é de R$ 927.400,00 (novecentos e vinte e sete mil e quatrocentos reais) em peças automotivas.
Todos os valores são visivelmente exagerados, tendo em vista que escolas municipais estão caindo e colocando em risco a vida de crianças.