NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DE ALOYSIO FERREIRA

NOTA DE PESAR

01.    O findar da manhã deste sábado (15), para a população jaguarariense, foi também um encerrar da história de vida de um de seus mais ilustres membros, o Senhor Aloysio Ferreira da Silva.
02.    Homem de elevada notoriedade, tanto por suas qualidades profissionais quanto por suas qualidades pessoais, que o tornaram pessoa querida e destacada de nossa sociedade, assim será lembrado.
03.    Professor de Educação Física, foi um dos primeiros mestres do memorável Centro Educacional Cenecista de Jaguarari, ainda na década de 1970, época de fundação daquela unidade de ensino.
04.    Mas a contribuição profissional de Aloysio Ferreira excedeu os muros daquela escola e os limites de suas atribuições docentes, quando por cerca de quatro décadas, foi serventuário da Justiça, como escrivão, no Fórum da Comarca de Jaguarari.
05.    Dedicado a casa, foi companheiro de vida de Dona Aida, por longas décadas, com quem teve quatro filhas: Soraia, Débora, Saionara e Núbia, pelas quais diversos netos e também bisnetos. E assim, esse já saudoso patriarca ajudou a estruturar uma das famílias mais tradicionais de Jaguarari: a “família Requião Ferreira”. Simultaneamente a isso, com seu carisma e sabedoria, era foco da admiração de seus irmãos e também de seus genros, servindo-lhes de referência ao bom conselho e ao cultivo da virtude.
06.    Aposentado e apaixonado pelo saber, teve como um de seus principais lazeres a leitura, sendo os livros, a poltrona ou mesmo uma simples cadeira, alguns de seus “companheiros” diários, para os quais dedicava horas, muitas páginas e atenção. 
07.    Aloysio Ferreira da Silva é um nome expressivo e forte da história deste município, e assim passará para a posteridade: como um exemplo de pessoa rica em valores, conhecimento, bons sentimentos e grandeza.
Jaguarari (BA), em 15 de junho de 2019.
A família.