Jovens atletas da EAF brilham no Campeonato de Atletismo para adultos

Através de um esforço finaceiro incrível a Escolinha de Atletismo Flamengo enviou para Recife quatro atletas para participarem do certame de pernambuco, como convidados. Essa ação já havia sido feita com outros atletas no mês de março, quando a entidade enviou seis (Alessandro Bonfim , Ticiane Bonfim, Erivânia Cruz, Núbia Oliveira, Jonatas Natanael e Emilly Rios) para o Pernambucano SUB 20 e obteve sucesso, classificando três deles (Alessandro, Emilly e Núbia) para o Brasileiro Escolar de Atletismo em Natal - RN, além de garantir a presença de Erivânia e Ticiane em outras competições, a primeira fez o índice para o Troféu Brasil na prova dos 3.000 metros com obstáculos, maior competição de atletismo da América do Sul e a segunda fez um resultado que lhe garante no Troféu Norte Nordeste Adulto, que será realizado na mesma linda Recife no final de junho. 
Dessa vez o Objetivo seria rankear mais atletas para o Troféu Norte Nordeste Adulto 2019, e o Troféu Norte Nordeste SUB 18, que será em Natal-RN, no final de setembro.
Pois bem, os objetivos foram alcançados, visto que Saionara de Jesus foi a quarta colocada no Lançamento do Disco (33.72),  quinta colocada no Arremesso do Peso e não conseguiu validar nenhum lançamento no martelo, sua principal especialidade. Adriano dos Santos ficou em 4º nas duas provas que disputou, 800 e 1.500 metros rasos, com marcas que o classificam entre os melhores da sua categoria (SUB 18) e garantem a sua participação nas principais competições do ano.
Paulo Henrique ficou em primeiro na sua bateria dos 100 metros rasos e segundo nos 200 metros rasos. 11.02 e 22.40 são marcas que o deixam esperançoso de classificação para voltar a Recife.
Já a garota, Thais Martins, de Serra dos Morgados que obteve os seus melhores resultados na Pista do Santos Dumont em 2017 e 2018, quando fora terceira e vice campeã respectivamente no Troféu Norte Nordeste Adulto e Campeonato Brasileiro SUB 18, dessa vez não conseguiu marcas tão expressivas, apesar da terceira colocação nos 3.000 Metros com Obstáculos e a quinta colocação nos 1.500 metros rasos.
Há que se respeitar esses garotos, essa escola emblemática, que revolucionou o planejamento de esporte na região, fugindo de uma mesmice doentia das secretarias de futebol, que trabalham somente uma modalidade e se dizem ser de esportes.