Falta de médico na emergência do hospital de Jaguarari poderia ter custado vidas

Nesta sexta-feira, 3 de maio, das 8h às 14h, o hospital municipal de Jaguarari se expôs novamente ao risco de interromper vidas por falta de profissional da medicina (médico). Conforme nossa equipe apurou, por meio de denúncias de pacientes, assim como com a direção da unidade de saúde e também com o secretário de saúde.
Segundo nos informou o diretor William Wendel (Lila do pastel), a médica que daria plantão teve um problema de saúde e não pode vim, deixando assim expostos ao risco de morte os pacientes que por ventura viessem a necessitar de atendimento de urgência ou emergência.
A direção clínica do hospital não existe no momento, pois a médica que estava ocupando o cargo interinamente pediu para sair (não conseguimos apurar por quais motivos), seria o diretor (a) responsável por assumir o plantão na ausência do plantonista. Esta não é a primeira vez que a casa de saúde fica sem plantonista.
E se chega um paciente com alguma urgência e por falta de médico para atender, morresse, quem seria diretamente o responsável?
Por enquanto esta é a saúde que a administração do prefeito Everton Rocha vem propiciando aos moradores do município de Jaguarari.
Ainda pela manhã o vereador Neném do Catuni esteve no hospital, chegando inclusive a posar para foto ao lado do diretor administrativo, enquanto pacientes agonizavam à espera de um médico para atendê-los.
Próximo ao meio dia o também vereador William Rogers esteve na unidade de saúde cobrando do diretor Lila solução para o caso.
Por telefone, segundo fomos informados, o vereador Zé Galego falou com o secretário de saúde, Rodrigo Bonfim, buscando informações sobre a contratação de um médico substituto para assumir o plantão.
De perto da problemática, vimos a preocupação do secretário Rodrigo, do diretor Lila e de Roberta Olimpo tentando conseguir um médico para vir atender aos pacientes, inclusive oferecendo um valor à vista superior ao pago por plantão normal de 24h, mas a dificuldade de encontrar um profissional desse disponível não é fácil, mesmo o município estando pagando em dia estes servidores.
Parabenizamos aqui os esforços de todos os envolvidos na busca por uma solução, o que só se efetivou por volta das 14h com a chegada de Dr. Dário e Edilberto Sá.