Diante do anúncio do Sindicato dos Trabalhadores Intermunicipais do Estado da Bahia (Sindinter), de que poderiam deflagrar greve na madrugada da próxima sexta-feira (20) (veja aqui), o diretor da Falcão Real, Lázaro Silva, declarou ao Bahia Notícias que não haverá greve e denunciou suposta perseguição sofrida pela empresa.

“Tal situação de greve é uma decisão isolada do Sindinter, que não tem nenhuma adesão de nossos colaboradores”, declarou Lázaro.  “Infelizmente, não podemos obrigar os nossos colaboradores a se filiar ao sindicato e tampouco fazer descontos sem a devida autorização”, disse, em relação à reclamação do sindicato, de que não são reconhecidos pela empresa como representantes dos trabalhadores.

O funcionário da Falcão Real, Dejair Mendes, alega que não conhece nenhum colega filiado ao Sindinter e negou a possibilidade de greve. “A gente não reconhece o Sindinter como nosso representante. Isso é fake news! Os carros estão rodando normalmente. Os passageiros podem ficar tranquilos, que o serviço será prestado com normalidade”, declarou.

Perguntado sobre o suposto atraso de salários e a ausência de carteira assinada, Dejair, mais uma vez, contestou o sindicato. “Isso não é verdade. Estamos com os salários em dia, tíquetes em dia. Todos temos carteira assinada”, defendeu o funcionário.

O diretor da empresa reclamou de uma suposta perseguição contra a Falcão Real. “Estão extrapolando a razoabilidade. Não estão deixando a gente trabalhar. Em outubro de 2019, foram queimados 22 ônibus da empresa em Jacobina (veja aqui), um prejuízo irrecuperável de 18 milhões de reais. Empresas de grande porte nacional estão atuando como clandestinas em nossa região e ninguém vê. Estamos recebendo ameaças de morte constantemente”, denunciou.

“E, nesta semana, que estamos conseguindo trabalhar, vem uma determinação arbitrária, ilegal e imoral, sem adesão de funcionários, promover um desgaste em nossa imagem e mais prejuízo financeiro. Esse é o objetivo? Clamamos que nos deixem trabalhar!”, desabafou Lázaro.

Bahia Notícias 


O Juiz Federal da Subseção Judiciária de Campo Formoso bloqueou todos os valores depositados na Conta Corrente 22084-1, agência do Banco do Brasil, em nome da Secretaria de Educação da Prefeitura de Jaguarari, onde espera-se estar os R$ 15.810.000,00 (quinze milhões, oitocentos de dez mil reais) oriundos do chamado precatório do FUNDEF. A medida visa aguardar "a apresentação, por parte do município exequente, de plano de aplicação que satisfaça a vinculação de tais verbas à sua destinação exclusiva para manutenção e desenvolvimento do ensino público fundamental, abstendo-se de realizar subvinculação dos recursos dos precatórios à remuneração dos profissionais do magistério" por parte do executivo, que garanta a devida aplicação do recurso.

O prefeito municipal, que por vezes declarou ser contrário ao rateio, mudou seu discurso frente a pressão dos servidores da educação e ciente das recomendações dos órgãos de controle e fiscalização (TCU, TCM, MPF, MPE) que opinaram contrários ao rateio, buscou amparo do Legislativo local, que se viu entre a cruz e a espada, optando por votar favorável ao rateio. Com o aval da Câmara, o prefeito municipal estaria, como diz o ditado popular, "bem na fita", pois poderia utilizar 40%, ou seja, R$ 6.324.000,00 em obras de reformas das escolas e ainda sairia "bem visto" pelos servidores beneficiados, os quais dividiriam os 60%, cerca de R$ 9.486.000,00.

Por ter o prefeito, inicialmente apresentado uma proposta de aplicação dos recursos à Justiça e em seguida alterado-a com o envio do PL 021/2019 à Câmara, o Ministério Público Federal detectou a desvirtuação da destinação do recurso e solicitou do Judiciário o bloqueio total dos valores.

Tendo o Judiciário acatado o pedido do MPF, deferiu medida liminar de modo a:

1. Tornar indisponível o valor do precatório; 
2. Bloqueio da conta onde deve está o valor global de R$ 15.810.000,00;
3. Informe ao gerente do BB para o cumprimento do bloqueio e a confirmação do saldo em conta;
4. Notificações aos secretários de Educação, Administração; ao responsável pelo setor de recursos humanos e ao prefeito municipal.

A decisão ainda destaca que, "O não atendimento à presente determinação judicial importará em ato de improbidade administrativa e aplicação da correspondente sanção penal", e determina aos citados "que se abstenham da prática de qualquer ato que possa destinar as verbas oriundas do precatório n° 25/2017".

E agora, caso o prefeito de Jaguarari tenha utilizado algum valor deste recurso, com esta decisão será enquadrado no crime de improbidade administrativa?

Só o extrato bancário da referida conta poderá sanar as dúvidas que pairam neste caso.

O mapa mais recente do Monitor de Secas aponta avanço do nível de seca grave na região Nordeste. A ferramenta indica que, em outubro, a taxa era de 23,02% e passou para 36,03% em novembro. Neste nível, os possíveis impactos são perdas de cultura ou pastagens, escassez e restrição de água imposta.

De acordo com o monitoramento divulgado nesta semana, a região apresenta atualmente 88,61% do seu território com algum nível de seca, segundo a classificação do Monitor. Somente áreas localizadas nos litorais ainda estão classificadas sem seca relativa. A área com nível um pouco mais intenso, classificado como extremo, está situada em uma faixa entre o norte da Bahia e Pernambuco, totalizando cerca de 2% da região Nordeste.



Comparativo

Em relação ao mesmo período de 2018, a atual situação da região é melhor. Naquela ocasião, o Nordeste apresentava 93,71% do seu território com algum nível de seca. Além disso, apresentava 2,99% com seca excepcional.

Apesar de não ser a única variável usada para classificar a presença ou não da estiagem, a redução da chuva nesta época do ano acaba contribuindo para o avanço dela. No Ceará, por exemplo, em outubro, a média pluviométrica é de apenas 3,9 milímetros e, neste ano, o acumulado foi de 1,3 mm, conforme dados Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), em outubro, a média pluviométrica é de apenas 3,9 milímetros e, neste ano, o acumulado foi de 1,3 mm.


Outro indicativo para a situação crítica é o atual nível dos açudes. Conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), dos 155 reservatórios monitorados pelo órgão, 89 estão com volume abaixo dos 30%. O Castanhão, que é o maior açude da América Latina para múltiplos usos, está com apenas 3,02% de sua capacidade total.

Mais sobre o Monitor de Secas

O Monitor de Secas promove o monitoramento regular e periódico da situação da seca, por meio do qual é possível acompanhar sua evolução, classificando-a segundo o grau de severidade dos impactos observados. Em operação desde 2014, a ferramenta iniciou suas atividades pela região Nordeste. Com a metodologia já consolidada e entendendo que todas as regiões do País são afetadas em maior ou menor grau por fenômenos dessa natureza, foi iniciada a expansão da ferramenta para a inclusão de outros estados.

O projeto é coordenado pela Agência Nacional de Águas (ANA), com o apoio da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), e desenvolvido conjuntamente com diversas instituições estaduais e federais ligadas às áreas de clima e recursos hídricos.

Ascom Funceme

Cinco pessoas ficaram feridas após um acidente envolvendo três carros na BR-407, em Jaguarari, próximo ao povoado de Barrinha. A batida foi registrada na noite desta terça-feira (17/12), por volta das 18h40 e foi atendida pela equipe do SAMU.

Ainda não se sabe as circunstâncias do acidente, mas com a força do impacto, os três veículos saíram da pista e foram parar no meio da caatinga. Se envolveram na colisão: uma Fiat Toro, cor preta, placas de Tucano-BA, uma Nissan Frontier, branca, placas de Juazeiro-BA e um Fiat Uno, placa não identificada, carregado com peixes, sendo que a Frontier e o Uno ainda capotaram.

Os socorristas do SAMU e uma ambulância social encaminharam cinco vítimas para o Hospital Municipal de Jaguarari, aonde foram atendidas e tomadas as medidas necessárias pela equipe médica, João Antônio de Lima, 57 anos, com possível fratura no braço direito, José Arnaldo de Lima Saldanha, 31, suspeita de fratura na clavícula esquerda, Sandra Regane da Silva, 39, Carlos André da Silva, 40, ambos com escoriações e queixando-se de dores, que eram ocupantes do Fiat Uno, o motorista da Toro com escoriações leves, e o condutor da Frontier foi atendido no local e liberado.

Portal Jaguarari

A imagem pode conter: 6 pessoas, céu, nuvem, ponte, sapatos e atividades ao ar livre
O prefeito de Jaguarari, um gestor fracassado, que logrou êxito nas eleições de 2016, também, por mirabolantes promessas até hoje, em quase sua totalidade não cumpridas, em 2017 inaugurou, com status obra, a limpeza de um tanque no distrito de Gameleira. Quase dois após, desta vez no povoado de Flamengo, uma das comunidades mais carentes do município, o então gestor reuniu meia dúzia de secretários, um vereador, um deputado estadual, mais alguns poucos bajuladores e novamente se submeteu ao ridículo ato de "inaugurar" a instalação de uma torre de telefonia móvel, a qual pertence a um empresa privada e teve a sua instalação através de um projeto do governo do estado da Bahia.

O dito prefeito de Jaguarari, o qual se ver como possível candidato a reeleição, ignorando todo o atraso político-administrativo acentuado de forma severa em seu governo que apenas tem devastado o município com a sua incapacidade administrativa, vem investindo pesado em publicidade (blogs, redes sociais, rádios e tv), mesmo a população padecendo com a falta d'água e diversos outros serviços sucateados.

O "rei" das licitações, se é que assim pode ser chamado, compra quase que 100% dos serviços e produtos de outros municípios, sem contar a grande quantidade de profissionais contratados / comissionados oriundos de outras cidades, em quanto isso centenas de pais e mães de famílias seguem desempregadas e sem nenhuma perspectiva de mudança.

Será qual será a próxima vergonha que o prefeito de Jaguarari passará?
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, céu e atividades ao ar livre

Fotos: Ewerton Marcos - ASCOM/PMJ 

COMUNICADO
         
O SINDSPUJ – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguarari, comunica aos seus associados que o Dr. Elói Correia Júnior, assessor jurídico deste sindicato, estará dando plantão, nesta quarta (18/12/2019), das 08:30h as 15:30h. Os servidores interessados deverão ficar atentos a esta data e a este horário, para se dirigir à nossa sede, localizada em Novo Endereço, na Travessa José Amaro, nº 02, nas proximidades da Agência do INSS, no centro de nossa cidade.

Portanto, se você é servidor público, compareça! O seu direito é a nossa causa.
   
Atenciosamente,



DIRETORIA EXECUTIVA DO SINDSPUJ


                                                           
                           Jaguarari, 17 de dezembro de 2019

Uma mulher que está com seu pai de 75 anos com inicio de infarto internado no Hospital Municipal de Jaguarari, vem a publico reclamar do horário em que as refeições são servidas aos pacientes e ao atendimento por parte de alguns funcionários, e até de forma irônica com os acompanhantes.

Confira na integra a reclamação:  

"Bom, venho aqui fazer uma reclamação do Hospital de Jaguarari. Meu pai se encontra internado lá, a mais de uma semana não é a primeira vez, agora ele está lá de novo e venho pedir um pouco mais de atenção e respeito não só em relação à meu pai e sim a todos pacientes que lá se encontram, estão lá por que precisam não por que querem. O café da manhã chega só as 8:00 horas da manhã deveria ser mais cedo, poxa mais garanto que o buxo dos funcionários estão cheio uma hora dessa minha mãe perguntou do café da manhã dos pacientes a funcionária respondeu com ironia 'está na cozinha ok' ela quer que os pacientes levantem da maca e vão lá busca, e a hora do almoço 13:00 isso é hora de almoço gente que absurdo, funcionários que não  querem trabalhar nem todos viu dá à vaga pra quem quer, muitas vezes chego aí muitas delas estão com celular na mão nem atenção pra gente dá, bora trabalhar gente, nem o resto da comida do quarto da janta fica do dia pro outro, aff meu pai é daqui de Jaguarari trabalhou a vida toda voltou pra terra dele pra passar por isso, pronto falei".

REVOLTADA
ELAINE CRISTINA ARAÚJO DE SOUZA 
OLHEM MAIS PELA SAÚDE DE JAGUARARI OK.

Resposta da Direção do Hospital: 

A Prefeitura de Jaguarari e a Direção do Hospital em resposta a reclamação, informou que se prontificou a rever os horários das alimentações e caso confirmado o atraso irá alterar os devidos horários para que evite este tipo de problema, inclusive a Direção do Hospital pede desculpas se houve realmente o problema, e se ocorreu as falhas será devidamente corrigidas.


A Prefeitura de 
Jaguarari, administrada pelo prefeito Everton Rocha (PSDB) arrecadou no mês de novembro o valor de R$ 5.800.830,73‬ (cinco milhões, oitocentos mil, oitocentos e trinta reais e setenta e três centavos). 

nos primeiros treze dias do mês em curso, dezembro, a prefeitura de Jaguarari viu suas contas serem lotadas com a quantia de R$ 3.859.329,00‬ (três milhões, oitocentos e cinquenta e nove mil e trezentos e vinte e nove reais).

De 01/01/2017 até a última sexta-feira, 13/12/2019, a Prefeitura de Jaguarari já recebeu, sem contar valores recebidos de cobranças de IPTU, Alvarás e outras receitas, a imensa quantia de R$ 232.077.820,58‬ (duzentos e trinta e dois milhões, setenta e sete mil, oitocentos e vinte reais e cinquenta e oito centavos), no entanto por todo o município o que se vê, além do descontentamento da população, a falta de obras, a ausência de geração de empregos, a precariedade dos serviços públicos e o abandono dos mais necessitados continuam totalmente desproporcionais aos valores arrecadados.


A saúde, serviço prioritário amplamente difundido aos quatro cantos da Bahia, através de peças publicitárias pagas com o dinheiro do povo de Jaguarari, serve apenas para mascarar "as marcas de sangue" registradas mas mãos da atual administração "uma cidade para todos".

De vários povoados, distritos, ruas e localidades e da sede, ecoam os gritos de dor e desespero de um povo que sofre a perda de um ente querido por falta de atendimentos, exames, cirurgia, materiais. São pessoas enfermas lutando com as suas últimas forças para tentar recuperar a saúde; umas com a realização de rifas, bingos; outras com pedidos de ajuda em rádio, redes sociais; outras batendo na porta de vereadores, ex-vereadores, ex-prefeitos; todas oriundas do mesmo lugar: a porta da prefeitura de Jaguarari (secretaria de saúde).

Ainda no ano de 2017, na administração do prefeito atual, um médico usou as suas redes sociais para cobrar salários atrasados. O mesmo profissional chocou a todos quando disse que "estava cansado de ver velhinhos morrerem no hospital de Jaguarari por falta das mínimas condições para evitar as suas mortes". Na ocasião, apesar de ser sido divulgado por este blog, nenhuma autoridade local se mobilizou para, sequer, investigar o caso. 

Hoje recebemos mais um relato que as mesmas condições ora denunciadas em 2017, por um médico daquela unidade de saúde, continuam a acontecer e, o que as autoridades tem feito para evitar, ou ao menos amenizar tais situações?

Não bastasse tantos descasos, tomamos conhecimento que uma senhora residente no distrito de Pilar sofreu um acidente doméstico e foi levada a Sala de estabilização, ao chegar lá foi recomendado passar pelo ortopedista, que solicitou um raio x, todos realizados na rede particular porque o município está há quase seis meses com o equipamento quebrado e ortopedista na rede municipal... Detectada com um "trincamento" no fêmur e por ser idosa e diabética, a recomendação foi aguardar em casa o surgimento de uma vaga em uma unidade avançada para o tratamento do caso. Por conta das dores, a família teria levado a paciente a Sala de estabilização, que a encaminhou para o hospital de Jaguarari, a fim de aguardar a regulação. Devido as condições, foi solicitado da família que LEVASSE FRALDAS DESCARTÁVEIS, mas as fraldas compradas foram recusadas pela enfermagem do hospital sob a alegação que o modelo não era o "padrão", sequer foi levado em consideração as condições financeiras da família.

É esta a saúde de qualidade que foi prometida à população de Jaguarari, que ver milhões entrarem nas contas da prefeitura?

Até quando as demais autoridades deste município fingirão não saber de nada?


Por volta das 16h30 desta sexta-feira (13/12), uma carreta Volvo FH, cor prata, placas de Uauá-BA que estava carregada de sacos com torta de algodão tombou na BR-407, em Jaguarari, no contorno que da acesso ao município de Juazeiro-BA.

De acordo com o motorista da carreta José Aílton Rodrigues, de 42 anos, ele seguia normalmente pela rodovia quando ao se aproximar dos redutores de velocidade foi fechado por um caminhão baú, forçando o mesmo entrar na rotatória, quando iria concluir a manobra para retornar a via, a carga pendeu para o lado direito vindo a tombar. Ainda segundo José Aílton ele vinha da cidade de Luís Eduardo Magalhães-BA com destino ao município de Uauá.

Uma equipe do SAMU foi deslocada para local, mais o motorista não se feriu, a Polícia Rodoviária Federal e Policia Militar registraram a ocorrência e disciplinaram o trânsito no perímetro. Até a noite desta sexta-feira aguardava-se um outro veiculo para transporte da carga e um guincho para remoção da carreta do local.

Portal Jaguarari


Os estudantes Jair Paulo e Gustavo Barbosa, ambos 18 anos, representaram o município de Jaguarari, localizado no norte da Bahia, na 8ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), realizada no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas. Promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), a FECIBA foi aberta oficialmente, na tarde de terça-feira (10/12), pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e contou com a presença da secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Adélia Pinheiro. A feira foi aberta ao público e aconteceu das 8h30 às 18h, até está quinta-feira (12).

Os estudantes com a orientação da Professora Erilene Ferreira do Colégio Estadual Walter Brandão, apresentaram o projeto "Captação de água com a utilização de recursos recicláveis", o projeto foi baseado diante da falta de água no semiárido nordestino na tentativa de sanar a problemática de falta de água em uma região seca. Norteado pelo conceito de sustentabilidade visando reduzir o consumo de água fornecida pela empresa de abastecimento e saneamento de Jaguarari, para isso reaproveita-se a água da chuva com materiais recicláveis, para preservação do meio ambiente.

Nesta edição do FECIBA foram apresentados 240 trabalhos, distribuídos em seis categorias, oriundos de 138 unidades escolares de 87 municípios baianos e 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs).

Durante a feira os estudantes jaguararienses aproveitaram a oportunidade para absorver mais conhecimento visitando outros estandes de diferentes unidades escolares.

Portal Jaguarari

O setor de iluminação pública da prefeitura de Jaguarari, que tem a frente o Sr. Ademilton Ferreira, conhecido por todos como "Farinha", apesar do pequeno suporte material e humano disponível, tem se destacado pela dedicação e atendimento aos inúmeros pedidos de reposição de lâmpadas, colocação de braços de iluminação e refletores que atendem a eventos culturais e religiosos em várias comunidades.

Das mais de 120 localidades que cobram melhorias ou colocação de iluminação pública, o setor já realizou ao menos algum serviço em quase 70% delas, segundo informações obtidas pela reportagem deste Blog.

As cobranças ao setor são muitas, desde diretamente a equipe que trabalha, muitas vezes, até a noite para atender as necessidades da população, à ouvidoria, mas é notório, também, que o setor precisa de mais suporte material e pessoal. O diretor não confirmou a nossa reportagem, mas uma fonte nos informou que para atender as necessidades do setor, a prefeitura teria que ter pelo menos três equipes com quatro eletricistas e técnicos, cada equipe com um veículo e material de trabalho.

Ainda percebemos, haja vista as reclamações que chegam ao Jornal da Rádio Top Fm, que a ouvidoria da prefeitura é ineficiente, e aparentemente funciona simplesmente para onerar os cofres públicos com mais um cargo inútil.

Ao passo que sempre emitimos cobranças ao setor, e diga-se de passagem, nossas reclamações são sempre retornadas, parabenizamos os funcionários do setor de elétrica pelo bom serviço e atendimento prestado a população jaguarariense, e aqui, solicitamos a prefeitura através da secretaria de administração que busque equipar este importante setor para um serviço cada vez melhor e eficiente.


O Ministério Público de Senhor do Bonfim, denunciou na semana passada, onze pessoas que foram presas na operação da 27ª Ciretran, realizada no dia 21 de novembro, acusadas de estarem comercializando Carteira Nacional de Habilitação, com envolvimento de funcionários do órgão, e proprietários e instrutores de autoescolas. Também o MP denunciou um delegado, e um agente da policia civil.

Na denuncia contra o delegado, Edilzo, consta que ele tinha ligação com o vereador, Arlivan Gonçalves, e atuava para beneficiar o parlamentar, principalmente na liberação de presos e de veículos. Já o policial civil, William, segundo a denuncia do MP, teria atrapalhado as investigações, informado ao delegado, sobre o trabalho que a policia estava realizando.

A documentação já foi encaminhada para a justiça, cabe agora, o juiz decidir se aceita ou não a decisão, caso aceite, os acusados serão citados, e terão mais dez dias para apresentarem suas defesas, que mais uma vez serão analisadas pelo Ministério Publico, que terá mais cinco dias para se posicionar.

Ainda na denuncia, o Ministério Pública solicita que a Polícia Civil dê continuidade as investigações.

Fonte: ivansilvanoticia

Nesta segunda-feira, 9 de dezembro de 2019, segundo uma pessoa informou ao jornalismo deste Blog, o CMEI do distrito de Juacema serviu às crianças, como merenda escolar, CUSCUZ SECO (sem café, sem leite, sem manteiga). Indignada, a pessoa enviou uma foto para a nossa redação demonstrando a sua indignação contra a administração que está à frente da prefeitura de Jaguarari.

Como é de conhecimento de todos, o município é um dos que mais recebe dinheiro, mas mesmo assim tem deixado a população jaguarariense abandonada em vários aspectos.

Caso a secretaria de educação ou o CMEI de Juacema queira se manifestar sobre o caso específico, ocorrido nesta segunda (09/12/2019), enviado por uma pessoa que flagrou a situação, o espaço está à disposição.


O abastecimento de água nos municípios atendidos pelas barragens de Ponto Novo e Aipim precisou ser totalmente suspenso hoje (06) por causa de irregularidades no fornecimento de energia elétrica.

Foram afetados os moradores de Senhor do Bonfim, Andorinha, Jaguarari, Filadélfia, Ponto Novo, Caldeirão Grande, Itiúba, Campo Formoso e Antônio Gonçalves. 

A Coelba foi acionada e já está trabalhando para normalizar o fornecimento de energia o mais rápido possível. A Embasa aguarda esta solução para retomar os serviços de captação, tratamento, reservação e distribuição gradativa de água nos municípios prejudicados.

A empresa recomenda a todos os moradores destes locais que utilizem neste período a água armazenada de forma racional para evitar maiores transtornos.


Assessoria de comunicação

 
Após representação da Autoridade Policial da cidade de Jaguarari foi cumprido, pela POLÍCIA CIVIL, Mandado de Prisão Preventiva em desfavor de ERIVALDO DE SOUZA SANTOS, 33 (trinta e três) anos, acusado de ter tentado contra a vida da pessoa de nome ERIVAN PEREIRA DOS SANTOS, 22 (vinte e dois) anos, para tanto, utilizando-se de uma arma branca.

O crime ocorreu no Centro da cidade de Jaguarari no dia 03.07.2019, por volta das 23:45hs. Neste momento o preso encontram-se a disposição da Justiça.

Fonte: DT de Jaguarari / 19ª COORPIN
Por Portal Jaguarari 

Entregue ao atraso, ao retrocesso, ao abandono e a falta de capacidade administrativa, o município de Jaguarari vive um dos seus piores momentos em que uma administração pública pôde proporcionar.

A atual gestão, que tem à frente um prefeito eleito com uma das mais inusitadas promessas de campanha, construir uma padaria em cada escola, tem demonstrado de forma visível, aos mais de 33 mil jaguararienses, que o seu despreparo e a forma desrespeitosa com a qual gerencia o destino do povo deste município não se limita a apenas a incapacidade de gerar empregos, de cuidar da saúde, infraestrutura e segurança; o descaso com a vida de nossas crianças e adolescentes também está entre os principais pontos pelos quais o seu fracassado governo "Uma cidade para todos" mostra, de maneira direta, o descaso e o caos que vive o município de Jaguarari, de ponta a ponta.

As imagens aqui mostradas, evidenciam os riscos diários que correm as crianças e adolescentes da comunidade de Favela da Macambira com as péssimas condições da escola municipal e com a cisterna, que além de não ter água, está aberta, expondo a vida dos estudantes a acidentes ou algo mais grave.

Cansada de vivenciar este e tantos outros descasos, um grupo de moradores, preocupados com a vida e segurança de seus filhos, entrou em contato com a nossa equipe e pediu ajuda, para que esta situação chegue ao conhecimento do Ministério Público e também dos vereadores, já que, segundo eles, a secretaria de educação e a prefeitura de Jaguarari nada fizeram até o momento. 

Só pra se ter uma ideia, todas as escolas da rede municipal de ensino de Jaguarari encontram-se nesta ou em piores condições, sem que nenhum tipo de obras de recuperação tenha sido feito na atual administração, que, conforme já fora denunciado por este blog, até o mês de agosto havia comprado mais de 38 toneladas de cimento. 

A comunidade de Favela  da Macambira espera providências urgentes, pois caso algo de grave venha acontecer, a responsabilização será de imediato atribuída à gestão municipal por ser omissa e irresponsável com questões tão delicadas e importantes para a preservação da vida e segurança de seus filhos. 

Este espaço está a disposição da secretaria de educação e prefeitura de Jaguarari, caso queiram emitir alguma explicação à comunidade de Favela da Macambira.


O fornecimento de água em parte da zona rural de Jaguarari foi afetado nos últimos dias devido a irregularidades no fornecimento de energia elétrica.

O problema tem afetado o bombeamento de água para as localidades de Santa Rosa de Lima, Ipoeira dos Barros, Ocorrência, Alagadiço e Favelas. A Coelba já foi acionada e prevê regularizar o fornecimento ainda hoje (04). A Embasa aguarda esta solução para retomar em sua normalidade os serviços relacionados ao abastecimento de água nos locais prejudicados.

Atenciosamente

Assessoria de Comunicação da Embasa
(74) 3541 - 8400

COMUNICADO

O SINDSPUJ – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguarari, comunica aos seus associados que o Dr. Elói Correia Júnior, assessor jurídico deste sindicato, estará dando plantão, nesta quinta, dia 05/12/2019, das 08:30h as 12:00h. Os servidores interessados deverão ficar atentos a esta data e a este horário, para se dirigir à nossa sede, localizada em Novo Endereço, na Travessa José Amaro, nº 02, nas proximidades da Agência do INSS, no centro de nossa cidade.

Portanto, se você é servidor público, compareça! O seu direito é a nossa causa.

Atenciosamente,

DIRETORIA EXECUTIVA DO SINDSPUJ


• Por volta das 13h30 do dia 02dez19, a Gu/RP da 3ª Cia/Jaguarari, mediante solicitação da vítima, deslocou à Rua São João, a fim averiguar uma ocorrência de violência doméstica. Chegando ao local, a guarnição constatou a veracidade do fato, sendo que o autor insistiu em agredir verbalmente a vítima, com palavra de baixo calão. Diante dos fatos, vítima e acusado foram apresentados na Depol para a adoção das medidas cabíveis.


• Por volta das 19h25 do dia 02dez19, no povoado de Cariacá, a Guarnição CETO registrou ocorrência por Descumprimento de medida protetiva. Autor e vítima foram apresentados na Depol, onde foi lavrado o flagrante por violência doméstica, lei 11.340/03;

6º BPM! Semeando amor, colhendo o bem!

Fonte: ASCOM/6º BPM

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia analisaram e aprovaram, embora com ressalvas, na sessão desta terça-feira (03/12), as contas do exercício de 2018 de gestores de 24 câmaras de vereadores do estado. Alguns dos presidentes de câmaras não tiveram ressalvas graves, consideradas passíveis de multa, mas apenas formais. Outros foram punidos com multas de valor entre R$1 mil a R$3,5 mil, em razão de irregularidades, equívocos e omissões que foram constatadas quando da análise dos relatórios apresentados, pelos auditores do TCM e pelos conselheiros relatores.

O presidente da Câmara de Jaguarari, Márcio José Gomes de Araújo teve as contas aprovadas, referentes ao exercício financeiro de 2018.


Cabe recurso das decisões.

A Prefeitura de Jaguarari, administrada pelo prefeito Everton Rocha (PSDB) arrecadou de 01/11 a 30/11 o valor de R$ 5.891.830,73‬ (cinco milhões, oitocentos e noventa e um mil, oitocentos e trinta reais e setenta e três centavos). 

nos primeiros três dias do mês em curso, dezembro, a prefeitura de Jaguarari viu suas contas serem abarrotadas com a quantia de R$ 573.463,64‬ (quinhentos e setenta e três mil, quatrocentos e sessenta e três reais e sessenta e quatro centavos).

De 01/01/2017 até hoje, 03 de dezembro de 2019, a Prefeitura de Jaguarari já recebeu a quantia de R$ 227.565.258,24‬ (duzentos e vinte e sete milhões, quinhentos e sessenta e cinco mil, duzentos e cinquenta e oito reais e vinte e quatro centavos), no entanto por todo o município o que se vê, além do descontentamento da população, é a falta de obras, a ausência de geração de empregos, a precariedade dos serviços públicos e o abandono dos mais necessitados.

A prefeitura de Jaguarari, administrada pelo prefeito Everton Rocha (PSDB) alcançou a marca de R$ 3.629.464,79 (três milhões, seiscentos e vinte e nove mil, quatrocentos e sessenta e quatro reais e setenta e nove centavos) gastos apenas com combustíveis, no período entre 01/01 a 31/10

Em relação ao mês de setembro, a prefeitura aumentou em mais de 49% o consumo de combustíveis e assim outubro tornou-se o terceiro mês com o maior gasto, com a marca de R$ 402.726,87 (quatrocentos e dois mil, setecentos e vinte e seis reais e oitenta e sete centavos).

Frente a todos os dados publicados pelo Controlador do município em seu relatório referente ao mês de outubro, na cabeça de grande parte da população jaguarariense fica a pergunta: ONDE E COMO FOI GASTO TANTO COMBUSTÍVEL?

A Câmara municipal e o Judiciário local juntamente com o Ministério Público deveriam realizar um estudo detalhado das notas de abastecimentos, bem como solicitar imagens do circuito interno do posto onde a prefeitura compra estes combustíveis para averiguar se realmente todos os veículos que são abastecidos são, de fato, da frota municipal e, sendo, solicitar os roteiros com detalhamento comprovado da prestação do serviço aos cidadãos. 

Logo após presenciar o envio do projeto de lei nº 021/2019 que trata de rateio para professores que atuaram no período de vigência do FUNDEF, o SINDSPUJ obteve cópia deste projeto, solicitou análise de seu conteúdo, visto que se trata de matéria extremamente relevante.  Como é do conhecimento de todos, o projeto referido foi feito pelo Poder Executivo Municipal, sem a participação do SINDSPUJ, fato que impossibilita um consenso de redação ao se tomar como base o texto original.

Feita a análise do projeto em comento pela nossa assessoria jurídica (composta por Dr. Elói Correia Júnior e a Dra. Aline Menezes), ficou constatado que se o referido projeto de lei for votado com a redação original, inviabilizará rateio, e isso trará frustração e prejuízos sem precedentes aos professores supracitados. E ao detalhar sua análise, a assessoria jurídica do SINDSPUJ sugere uma emenda supressiva que suprima o Art. 4º deste projeto, pois neste está expresso, que ao se torná-lo lei após votação “terá sua validade condicionada à autorização do judiciário.” 

O SINDSPUJ considera esta emenda indispensável! Onde já se viu uma lei com um artigo condicionante de autorização de um outro Poder que não seja o Poder Legislativo, para quem legalmente o Poder Executivo (seja no município, no estado ou a nível federal) pede esse tipo de autorização? Insistir na permanência deste artigo no projeto de lei em foco, significa ignorar a autonomia da Poder Legislativo (Câmara Municipal de Jaguarari), que jamais careceria de autorização do judiciário para fazer valer uma lei.

Além da análise cautelosa, das alertas e sugestões de emendas ao projeto em relato, a Diretoria do SINDSPUJ (junto com o seu assessor jurídico) fez explanações a respeito do assunto na assembleia de 25/11/2019, movimento sindical  que contou com adesão dos professores em massa. Inclusive os alertou para que não tirem a camisa do Precatório do FUNDEF, pois mesmo diante dos avanços nessa luta, o direito ainda não está garantido. Temos que está o tempo todo mobilizados, de olho aberto, haja vista os perigos e as intencionalidades negativas à efetivação de rateio contidas no projeto de lei 021/2019, projeto que tramita na Câmara deste município, claro que, ao destacarmos algumas partes e/ou ausências de sua redação original. 

Na assembleia referida o assessor jurídico do SINDSPUJ respondeu a diversos questionamentos e  fez esclarecimentos necessários, em seguida foi deliberado outras sugestões de emendas, a exemplo de que o rateio não seja contemplado apenas para professores que comprovem no mínimo dez meses de trabalho prestado na época de vigência do FUNDEF, e sim, para qualquer quantidade de meses ou dias trabalhados e comprovados a menor que estes dez meses. Inclusive, também foi deliberado, que aqueles professores que trabalharam no período do fundo referido com carga horária semanal dobrada, deverão receber sua parte do precatório proporcionalmente a tal carga horária.

Todas as sugestões de emendas foram consenso na assembleia, inclusive em reunião convocada pelo Presidente da Comissão da Educação da Câmara de Vereadores (Adenir Bonfim da Silva) em 26/11/2019, o SINDSPUJ com sua assessoria jurídica socializou e defendeu as deliberações da assembleia (algumas tiveram consenso), mas a proposta de supressão do Art. 4º do projeto de lei em análise e de outras alterações relacionadas não foram aceitas pelos advogados do Governo “Uma Cidade para Todos” que contestaram. Por conta disso, o presidente da comissão referida resolveu levar o assunto para análise da assessoria jurídica da Câmara, certamente para a partir daí, retomar a discussão. Merece destacar, que nessa reunião também se fez presente o professor Damião Leite de Araújo, a professora Dinoélia Maria Gonçalves Moura e os vereadores Marcos Quito, Val do Jacunã, William Rogers, que diga-se de passagem, concordam com a supressão do artigo em questão e demais ajustes necessários em favor do rateio.

Cabe ressaltar, que o projeto de lei em foco, foi lido na sessão ordinária da Câmara referida, na tarde de 28/11/2019. Na mesma sessão, foi encaminhado para o Parecer das Comissões da Casa, trâmite obrigatório conforme o seu regimento próprio. Neste sentido, o SINDSPUJ está solicitando espaço na Tribuna respectiva, para na próxima sessão fazer considerações a este projeto em todos os aspectos, tempo em que pedirá mais uma vez o apoio e o voto de todos os vereadores para as emendas que respeitosamente já estão sendo propostas para garantir o rateio legítimo para quem lhe é de direito.

Sem dúvida, outras reuniões acontecerão as quais buscarão consenso no tocante as emendas sugeridas pelo SINDSPUJ ou a quaisquer outras que os Vereadores julguem pertinentes ao projeto em comento, inclusive, neste âmbito, o Vereador Lourival Almeida Sandes, na sessão referida anunciou convite pra reunião buscando tal consenso. E este consenso vai acontecer! Até mesmo porque, temos certeza de que toda a edilidade estar a favor de conceder aos professores aquilo lhe é direito constitucional.  

E assim, com o apoio e o voto favorável de todos os vereadores, o rateio em comento, virá na forma devida!

Para isso, precisamos estar mobilizados até fazer valer o direito!

Vamos em frente! Lutar sempre vale a pena!

               DIRETORIA EXECUTIVA DO SINDSPUJ


O Tribunal do Júri, em Jaguarari, esteve reunido durante esta quinta-feira, 28, para julgar o réu, Alison Santiago Santana, acusado de matar Valmir Batista da Silva. Alison foi condenado há 16 anos de prisão e vai cumprir pena no presídio de Juazeiro.

Relembre o caso:

No dia 15 de julho de 2017, por volta das 23 horas na Rua da Arara, Distrito de Flamengo, Jaguarari/BA, ALISSON SANTIAGO SANTANA, com vontade livre e consciente dirigida ao resultado morte, desferiu golpes de arma branca contra Valmir Batista da Silva, por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, causa eficiente de óbito da vítima, conforme laudo de necropsia as fls. 09/10.

Segundo apurado no dia e local do fato, por volta das 21 horas, a vítima frequentara o Bar da Mônica, onde ingeriu bebida alcoólica e, determinado momento, esbarrou sem intenção na cadeira de rodas de Anderson, irmão do denunciado;


Incontinenti, pediu-lhe desculpas. Contudo, o denunciado aborreceu-se com o ocorrido e, por tal motivo desproporcional, engedrou plano criminoso que terminou por ceifar a vida de Valmir.

Ao vislumbrar que a vítima saíra do recinto em estado de embriaguez e auxiliado por Gilberto Ferreira Ramos, por volta da 23horas, ALISSON SANTIAGO SANTANA, manteve manteve-se escondido, à espreita, na via pública. Instantes após aproximou-se de Valmir e, pelas costas mediante surpresa, desferiu o primeiro golpe com uma faca. Ato contínuo Alison, efetuou 06 (seis) outros golpes com arma branca, as quais resultaram em hemorragia interna e consequente óbito da vítima, conforme laudo de exame de necropsia folha 09/10.

Fonte: Blog do Walterley Kuhin e Jus Brasil

O Instituto Jonas Gabriel na noite deste sábado (30/11), promoveu um desfile beneficente, intitulado "Belezas da Terra" - colorindo a primavera com flores e sorrisos. O evento ocorreu no Colégio Coopej, em Jaguarari.

O desfile que teve como modelos jovens de Jaguarari, contou com a parceria toda especial de lojas de roupas e calçados da cidade, o evento foi brilhante e agradou a todos os presentes que colaboraram com R$ 2,00 + 1 kg de alimento ou R$ 5,00, valores e alimentos estes serão revertidos a Instituição com intuito de ajudar famílias carentes do município.

Fotos: Luiz Augusto
Matéria: 
Portal Jaguarari 

No imaginário popular, escrever e ilustrar um livro são tarefas destinadas exclusivamente para intelectuais e pessoas com alto nível cultural. Experiências, no entanto, refutam o senso comum e mostra que crianças e jovens têm todos recursos para passar para o papel as histórias criadas por eles mesmos.

Essa é a premissa do projeto Estrela Literária: com liberdade de expressão e autonomia qualquer estudante pode escrever e ilustrar sua própria obra literária. O projeto foi aplicado aos alunos dos primeiros anos, uma forma de incentivar a escrita e a leitura da garotada. O evento aconteceu quinta (28), e sexta-feira (29/11), na sede da Escola Branca de Neve, em Jaguarari.


Portal Jaguarari

O que você acharia de receber um salário de quase 10 mil reais sem ter que bater ponto, nem cumprir carga horária? O emprego é em Brasília, mas você não precisará ir la, pode morar onde quiser, e trabalhar como quiser. Pois é, conheça o TAD – Trabalho a distância (não é piada caro leitor, é isso mesmo, TAD). Já ouviu falar? Certamente não… Hoje o Vereador Tiago Saldanha usou o plenário da Câmara de Vereadores de Piritiba para apresentar documentos que comprovam que Lucas Cedraz, filho do ex-prefeito Ivan Cedraz, tinha esse “emprego dos sonhos”, podemos assim chamar.
Leia alguns trechos do pronunciamento do Vereador Tiago:
“… e algumas pessoas perguntavam o que é que Lucas faz da vida. Tá aqui o contracheque, assessor parlamentar… recebeu até R$9.919,00 (nove mil, novecentos e dezenove reais) de salário…”
“…usava a rádio, o povo achando que era um menino bom…”
“…recebia diretamente como secretário parlamentar, e faz um programa de rádio para o povo de Piritiba ‘menino que está procurando o bem da nossa cidade’…”
“…recebendo como funcionário parlamentar e trabalhando como rádio…”
Nós do Blog Chapada Urgente resolvemos buscar informações detalhadas acerca destes fatos narrados pelo Vereador Tiago, tivemos acesso a publicação do Diário Oficial da União com a nomeação de Lucas Cedraz para o cargo de Secretário Parlamentar no gabinete do Deputado Bebeto, no Quadro de Pessoal da Câmara dos Deputados. Confira a referida publicação:


Tivemos acesso também aos contracheques de todo o período de “trabalho” de Lucas Cedraz na Câmara dos Deputados em Brasília. Confira o contracheque com os R$9.919,65 citados pelo Vereador Tiago Saldanha:

Observem que esses dados são públicos, qualquer pessoa tem o direito ao acesso à essas informações. Você quer conferir essas informações? Acesse https://www2.camara.leg.br/transpnet/consulta e digite o nome de Lucas Lima Cedraz, você vai ter acesso a todos os demonstrativos de salário dele, mês a mês.
É isso aí, não adianta ficar aborrecido, ninguém está invadido a vida particular de ninguém, esse cargo era em um órgão público, e por isso as informações são públicas.
Cabe um questionamento diante dessas informações, afinal o próprio Lucas Cedraz juntamente com muitos membros do seu grupo político sempre afirmam que “perguntar não ofende”. E é isso mesmo! Quando se refere à administração da coisa pública, ao zelo com o dinheiro público, aos princípios que regem a coisa pública, tudo deve ser deixado as claras. E por se tratar de um cargo público nos cabe perguntar:
  • Lucas Cedraz trabalhava de fato no gabinete do Deputado Bebeto em Brasília? Ele poderia provar que reunia as condições necessárias para a execução desta função? “Perguntar não ofende…”
  • Teria alguém que possa afirmar de forma honesta que já tinha ouvido falar que Lucas Cedraz realmente trabalhou em Brasília no gabinete do Deputado Bebeto? “Perguntar não ofende…”
  • Não seria essa nomeação de Lucas Cedraz, uma forma do Deputado agradecer a ao ex-Prefeito Ivan Cedraz pelo apoio(votos) que recebeu em Piritiba quando foi candidato? Seria uma troca de favores? “Perguntar não ofende…”
  • É moral essa nomeação? Não lhe causa estranheza ver um contracheque tão gordo quanto este, diante de um país como o Brasil, com um povo tão sofrido? São milhares de desempregados em nosso país, como justificar um salário desse? “Perguntar não ofende…”
  • Sabendo dessas informações, você seria capaz de acreditar mais uma vez nos supostos ideais de amor a Piritiba, no choro, no soluço, nos sonhos mirabolantes, tão presentes nos discursos desses políticos foram capazes de pedir um voto para o Deputado Bebeto afirmando que queriam apenas o melhor pra Piritiba? “Perguntar não ofende…”
Em uma publicação no Facebook, Lucas Cedraz compartilhou uma foto do Deputado Bebeto, e escreveu uma legenda que não condiz com este fato revelado pelo Vereador Tiago. Lucas afirma que se orgulha do Deputado Bebeto pela “atenção a nossa cidade e carinho a nossa gente”. Que carinho bacana, um cargo desse é realmente digno de toda gratidão do mundo. Veja e tire as suas conclusões:


Esse caso revelado hoje pelo Vereador Tiago Saldanha, nos faz relembrar um cargo que é famoso companheiro de muitos políticos, o cargo dos funcionários fantasmas. O que os especialistas em administração pública dizem a respeito dos chamados funcionários fantasmas? Veja um trecho de uma publicação do site jus.com.br:
“A existência dos assim denominados “funcionários fantasmas” constitui prática perniciosa da máquina pública e fere diversos princípios constitucionais de observância obrigatória para toda a Administração Pública, tais como: a moralidade administrativa, a eficiência, a impessoalidade, a finalidade administrativa e o da eficiência.
Funcionário fantasma é aquela pessoa nomeada para um cargo público que jamais desempenha as atribuições que lhe cabem. Ou seja, recebe sem trabalhar, se enriquece ilicitamente à custa do erário público e do suor do contribuinte, na maioria das vezes com remunerações muito superiores à da maioria da população brasileira, que não conta com o denominado “padrinho” ou “pistolão”. Trata-se de experiência corriqueira no Estado brasileiro totalmente reprovável, tanto do ponto de vista da autoridade que nomeia quanto da pessoa que aceita ser favorecido por tal ilicitude.”
Cabe citar novamente este trecho: Funcionário fantasma é aquela pessoa nomeada para um cargo público que jamais desempenha as atribuições que lhe cabem. Ou seja, recebe sem trabalhar, se enriquece ilicitamente à custa do erário público e do suor do contribuinte, na maioria das vezes com remunerações muito superiores à da maioria da população brasileira, que não conta com o denominado “padrinho” ou “pistolão”.
Veremos as cenas dos próximos capítulos dessa história. Aguardem…
Por Ricardo Patrese – Redação do Blog Chapada Urgente

MARI themes

Tecnologia do Blogger.