Depois de um ano turbulento, Câmara de Vereadores de Jaguarari entrou em recesso

A Câmara Municipal de Vereadores de Jaguarari, após um ano turbulento, por conta das cassações contra o prefeito Everton Rocha e da batalha judicial que visava a realização de uma nova eleição para a Mesa Diretora da Casa, enfim entrou em recesso parlamentar.
[
A Sessão Solene aconteceu após o encerramento da Sessão Ordinária, com a leitura da decisão judicial que suspendeu uma liminar que determinava uma nova eleição. Estiveram presentes os vereadores Márcio Gomes, Franco Melo, Louri da Barrinha, Dourival Borges e Josimar Zuza. Os vereadores William Rogers, Val, Zé Galego, Neném do Catuni, Marcos Quito, Paulinho Morgado, Budé e Reges do Joel não compareceram e contribuíram para aumentar o número recorde de Sessões onde a ausência do número de edis ausentes foi superior aos presentes.

Ainda na madrugada e início de tarde da quinta-feira, 20, duas decisões judiciais do Tribunal de Justiça da Bahia foram desfavoráveis a realização da eleição, sendo mantida, assim, válida a eleição de 7 de junho, que reelegeu Márcio Gomes para o biênio 2019-2020.

Os vereadores, assim como os deputados estaduais, federais e os senadores “descansarão” por 45 dias e retornarão às atividades legislativas, na Tribuna da Câmara, em caráter Ordinário, somente em 7 de fevereiro de 2019.