A exatos 94 dias da eleição municipal, em 15 de novembro, em um cenário de uma provável disputa com apenas dois postulantes ao cargo, Antônio Nascimento (PT) lidera a corrida pela Prefeitura de Jaguarari com 54,71% das intenções de voto, contra 31,24% do atual prefeito, Everton Rocha (PSDB), na pesquisa estimulada. Indecisos (5,95%), brancos/nulos (4,13%), não souberam ou não responderam correspondem a 3,97%. Já na espontânea – na qual nenhum nome é apresentado ao entrevistado – Antônio Nascimento lidera com 29,26%, contra 21,49% de Everton Rocha. Anderson e Edson Almeida aparecem com 0,50%, cada, e Cristóvão Donato 0,17%. Não responderam ou não souberam representa 48,10%.

Na pesquisa estimulada, quando apresentados outros nomes, Antônio Nascimento também lidera com 45,62%, Everton Rocha vem logo atrás com 28,76%, Edson Almeida aparece com 5,62%, Cristóvão Donato 2,15%, Fabrício D’Agostino 1,32%, indecisos (10,25%), brancos/nulos (4,30%), não souberam ou não responderam somam 1,98%.

Quanto ao grau de rejeição, ao apresentar apenas dois pré-candidatos, a pesquisa mostra que Everton Rocha é rejeitado por 43,47%, enquanto Antônio Nascimento tem apenas 23,31% de rejeição. Indecisos 6,45%, brancos/nulos 4,13% e não souberam ou não responderam 22,64%.

Já quando apresentado vários nomes:

Everton Rocha aparece no topo com 34,71% de rejeição, seguido de Antônio Nascimento, com 15,21%, Fabrício D’Agostino aparece com 11,40%, Cristóvão Donato 5,45%, Edson Almeida 5,29%, indecisos 7,93%, brancos/nulos 4,96% e não souberam ou não responderam corresponde a 15,04%.

O levantamento foi feito pela COMPET Consultoria, Marketing, Pesquisa e Treinamentos.

Ao todo foram ouvidas 600 pessoas na Sede (Jaguarari), Flamengo, Pilar, Gameleira, Santa Rosa, Juacema, Jacunã, Catuni da Estrada, Lagoa das Antas, Macambira de Cima e Macambira de Baixo, nos dias 7, 8 e 9 de agosto. A margem de erro é de 4%, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Vale lembrar que são levadas em conta as pré-candidaturas, já que ainda não houve as convenções que homologarão os nomes das diversas legendas. A pesquisa realizada pela COMPET foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BA-02221/2020, em 7 de agosto.


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) segue combatendo os crimes ambientais na Bahia. Policiais de pronta resposta federal da Delegacia de Senhor do Bonfim (BA), combateram o transporte ilegal de produtos florestais e apreenderam 25,04 m³ de madeira nativa da mata atlântica. 

O flagrante ocorreu por volta das 13h30 desta segunda-feira (03) quando, durante fiscalização na altura do quilômetro 117 da BR-407, trecho do município de Senhor do Bonfim (BA), a equipe operacional abordou o veículo IVECO/Stralis, tracionando um semi-reboque carregado com madeira. 

Por tratar-se de transporte de madeira, os agentes federais exigiram a documentação específica desse tipo de carga que são a Nota Fiscal (NF), a Guia Florestal (GF) além, do Documento de Origem Florestal (DOF). 

Após as averiguações necessárias nos sistemas informatizados, foi detectado que os documentos apresentados da carga, continham informações divergentes em relação aos tipos de madeira autorizado para o transporte. 
No compartimento de carga, além de caibro, viga e vigota, foi encontrado perfis de pranchão, que não estavam descritos nos documentos apresentados que vai de encontro com a Instrução Normativa 21 de 2014 do IBAMA que preceitua em seu artigo 48, inciso V, que: O Documento de Origem Florestal será considerado inválido para todos os efeitos quando forem verificadas quaisquer das situações abaixo, entre outras, durante o transporte: V – apresentação do produto diferente do autorizado/declarado, observadas as definições do Anexo III desta Instrução Normativa. 

Estabelece, ainda, o parágrafo único deste artigo que: A divergência entre quaisquer informações da GF e o documento fiscal, e destes com a carga transportada, também sujeita os infratores às sanções previstas na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, e Decreto nº 6.514, de 22 de julho de 2008. 

Diante disso, a empresa remetente e, portanto, responsável pelas informações contidas na nota fiscal, na Guia Florestal e pela madeira embarcada além da empresa destinatária da carga e do condutor do referido veículo irão responder pelo delito tipificado no Art.46 da Lei 9.605/98 por venderem e transportarem madeira sem licença válida. 

Por isso, foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência para o motorista e este assinou, também, o Termo de Compromisso se comprometendo a comparecer na audiência do Juizado Especial Criminal (JECRIM) para responder por suas condutas. 

Os veículos e a carga foram recolhidos no pátio da PRF e estão à disposição dos órgãos ambientais para os procedimentos administrativos.


Setor de comunicação PRF


Na data de 04/08/2020, por volta das 10h30, Policiais Civis da DT de Jaguarari com o apoio do SI da 19ª COORPIN, após Representação da Autoridade Policial da DT de Jaguarari, cumpriram Mandado de Prisão por infração ao art. 121, § 2º, VI do CP, considerando que no dia 29.07.2020, ceifou a vida da sua genitora Maria Aparecida da Silva, com aproximadamente 15 (quinze) golpes de arma branca, tipo faca peixeira. 

O preso foi encaminhada ao Conjunto Penal de Juazeiro, para cumprimento da pena, estando a disposição da Justiça.

Fonte: 19ª COORPIN SENHOR DO BONFIM/BA/DT DE JAGUARARI-BA

Uma mulher foi brutalmente morta a facadas na tarde desta quarta-feira (29/07), por volta das 16h30, em um terreno baldio, as margens da BR 407, em Jaguarari. O filho da vítima é o principal suspeito do cometimento do crime.

Segundo informações Maria Aparecida da Silva, 45 anos foi atingida por várias facadas desferidas pelo seu filho identificado como Bryan da Silva, 22 anos, após uma discussão no interior da residência ele teria se apossado de uma faca e desferido a primeira facada, a vítima ainda correu, mas foi alcançada e recebeu mais facadas. O SAMU ainda foi acionado, mas nada pode ser feito apenas atestou o óbito da vítima. 
Foto: Reprodução/Google Maps
O suspeito após o crime fugiu tomando destino a caatinga, a Policia Civil e Militar realizou diligências no intuito de capturar o acusado, mas não obteve êxito, até o inicio da noite.

O corpo de Maria Aparecida foi removido para o IML de Senhor do Bonfim, após os procedimentos do DPT no local. A Policia Civil após realizar as buscas esteve no local do crime e coletou mais informações para dar inicio as investigações.  

Portal Jaguarari

O prefeito de Jaguarari, Everton Rocha (PSDB), terá 10 dias para tornar público todos os gastos com ações de enfrentamento ao novo Coronavírus, foi o que decidiu a Desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia, Gardênia Pereira Duarte, em atenção ao Agravo de Instrumento impetrado pelo vereador Valdemilson Vieira (Val do Jacunã), que havia solicitado via Ofício, que o gestor cumprisse com as recomendações do Ministério Público, quanto a transparência para com os recursos públicos.

Em um dos trechos da decisão, a Desembargadora destaca que “a necessidade de maior fiscalização dos gastos públicos evita a malversação de recursos e também de maior transparência acerca das contratações”.



Os moradores de Jaguarari andam cansados com o descaso da Prefeitura Municipal, com lixo e mato tomando de várias ruas, também estão exaustos e por não suportarem mais o caos em que vivem, e para evitar acidentes, sinalizaram um buraco de uma boca de lobo, com um galho seco. Que vergonha para uma Prefeitura que arrecadará neste ano de 2020 mais de 90 milhões de reais, mas que vê grande parte de seus políticos envolvidos em suspeitas de corrupção.

Policiais rodoviários federais apreenderam um automóvel GM/Celta adulterado quando realizavam fiscalização em frente a unidade operacional da PRF no Km 117, da BR 407, em Senhor do Bonfim, no norte baiano. A ação aconteceu hoje (21), por volta das 12h00.


Inicialmente, foram solicitados os documentos de porte obrigatório. Durante os procedimentos de fiscalização no carro e pesquisa no sistema informatizado, os PRFs observaram que os dados da placa correspondiam a um caminhão M.Benz/Atego 2426, emplacado em Jaguarari (BA).

Questionado, o condutor de 53 anos que trabalha como pedreiro, informou que ‘pegou’ o carro emprestado com um amigo e não tinha conhecimento da irregularidade apresentada.

Dada às circunstâncias, a ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil pelo crime previsto no art. 311 do Código Penal (Adulteração de sinal identificador de veículo automotor).

Setor de Comunicação da PRF-BA

Seis vereadores de Jaguarari, em votação aberta, reelegeram MÁRCIO JOSÉ GOMES DE ARAÚJO para a presidência da Casa, biênio 2019-2020 (CINCO MESES RESTANTE).

Hoje, dia 21 de Julho, em clima tenso, foi realizada Sessão da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jaguarari, onde a ausência do vereador William Rogers (PCdoB) e vice da chapa 01 contribuiu ao empate de 06 votos a 06, mantendo Márcio Gomes como presidente pela terceira vez.

Após o empate, na segunda votação, os seis vereadores favoráveis à chapa (01) se retiraram, e os outros seis permaneceram dando continuidade a eleição, definindo a mesa diretora vencedora chapa (02).

Votaram em Neném do Catuni (01): Zé Galego, Budé, Marcos Quito, Paulinho Morgado e Val.

Votaram em Márcio Gomes (02): Franco Melo, Dourival Borges, Josimar Zuza, Louri, Reges do Joel.

Ausente: William Rogers.

A NOVA MESA DIRETORA FICOU DEFINIDA DA SEGUINTE MANEIRA:

Presidente: Marcio Gomes.
Vice: Josimar Zuza.
Secretario 01: Dourival Borges.
Secretario 02: Franco Melo.

A ausência do vereador William Rogers, que assinou a permanência da eleição anulada, causou indignação aos vereadores companheiros de chapa 01 liderada pelo vereador Neném do Catuni. Nas redes sociais apoiadores e simpatizantes do ex-prefeito Seu Antônio manifestaram decepção sobre a ausência do vereador.

Fonte: Portall Gameleira

Após o cancelamento da Sessão que realizaria nesta terça-feira, 21, a maioria absoluta dos edis que compõem o legislativo de Jaguarari discordam da decisão publicada no Diário Oficial da Câmara e assinam Requerimento/Manifestação pautada no Regimento Interno da Câmara e Lei Orgânica municipal, e mantém Sessão Extraordinária que conduzirá os trabalhos legislativos com fulcro a eleger a nova Mesa Diretora da Câmara a partir das 14 horas.

Confira o documento na íntegra:



Um documento do Governo do Estado da Bahia, que mostra de forma detalhada os valores repassados aos municípios, para o enfrentamento e combate ao novo Coronavírus mostra que nos cofres da Prefeitura de Jaguarari, entre os meses de março e julho, já caíram R$ 3.059.038,02 (três milhões, cinquenta e nove mil, trinta e oito reais e dois centavos). Uma verdadeira fortuna que até o momento a população pouco sabe onde foi e/ou está sendo gasto todo este dinheiro, já que até mesmo o hospital de campanha nunca ficou pronto, ou seja, se dependesse deste hospital para salvar pessoas contaminadas com a COVID-19, todos já teriam morrido, mesmo com todos estes milhões nos cofres.


O prefeito de Jaguarari, Everton Rocha (PSDB), publicou no Diário Oficial do Município, nesta segunda-feira, 20, o termo aditivo nº 001/2020 referente ao contrato nº 084/2019 no valor de R$ 964.503,35 (novecentos e sessenta e quatro mil, quinhentos e três reais e trinta e cinco centavos), pelo período de um ano, para que seja realizada a vistoria de prédios públicos e outros serviços.

Vale lembrar que em 12/09/2019 o prefeito municipal efetuou o pagamento a esta empresa no valor de R$ 80.373,00 (oitenta mil, trezentos e setenta e três reais) e em 21/02/2020 um novo pagamento, desta vez no valor de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais), totalizando R$ 200.373,00 (duzentos mil, trezentos e setenta e três reais). Todas as duas notas tiveram o aval do então secretário de infraestrutura e obras públicas, confirmando que os valores pagos, de fato, foram executados.

No entanto, mesmo com o pagamento de mais de duzentos mil reais para vistorias em prédios públicos e outros serviços, no dia 23 de junho do corrente ano, o teto do prédio onde funcionava a secretaria de agricultura desabou (relembre aqui) e só não causou uma tragédia porque não havia funcionários no momento do desastre.

Termo aditivo 01/2020
Aval do secretário de obras atestando a nota dos serviços

Comprovante do primeiro pagamento

Aval do secretário de obras atestando a nota dos serviços

Comprovante do segundo pagamento

A Polícia Civil da Bahia prendeu no dia 16 de julho de 2020 o pai que é vereador ora investigado por crime de Violência doméstica contra a própria filha em cumprimento a mandado de busca e apreensão em imóvel por porte e posse ilegal de arma de fogo.

Após formalização do AUTO DE PRISÃO EM FLAGRANTE o autor será encaminhado para o exame de corpo de delito e ficará à disposição da Justiça Criminal de Campo Formoso.

Fonte: POLÍCIA CIVIL DA BAHIA 19 COORPIN

A prefeitura municipal de Jaguarari, administrada pelo prefeito Everton Rocha do PSDB, deu início nesta semana a entrega de um kit merenda escolar vergonhoso, tendo em vista a receita do município está prevista em mais de 90 milhões de reais. Tão logo foi divulgado pela mídia local e regional, a população se manifestou decepcionada e revoltada com a falta de respeito para com as crianças da rede municipal de ensino.

O “kit vergonha”, um dos nomes citados nas redes sociais, para este “kit”, é composto de: 10 pães, 1kg de açúcar, 1 pacote de café, 1 margarina, 2 pacotes de leite, 1 pacote de massa para cuscuz e 1 pacote de biscoito. O mais estranho nisso tudo, é que, ao distribuir esta gozação, divulga-a como se esta mísera “esmola” fosse suficiente para alimentar por um mês, as crianças.

Outro ponto que chama muito a atenção, mas que, infelizmente passa despercebida pela Câmara e Ministério Público, é que a prefeitura, no dia 22 de junho de 2020, homologou o Pregão Presencial n°. 020/2020, decorrente do Processo Administrativo n°. 058/2020, com Objeto: Contratação de empresa por meio do sistema de registro de preço para aquisição de merenda escolar para suprir as necessidades da secretaria municipal de Educação, no valor de R$ 1.697.167,00 (um milhão, seiscentos e noventa e sete mil e cento e sessenta e sete reais). E onde foi parar toda esta merenda? Ou todo este dinheiro se transformou apenas no “kit vergonha”?


Após decisão da Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia, que anulou a eleição da Mesa Diretora, que aconteceu em 7 de junho de 2018, a determinação judicial está em curso e a nova eleição deve acontecer na próxima terça-feira, 21 de julho, às 14h. Os vereadores que pretendem concorrer ao cargo, tem até as 14h da próxima sexta-feira, 17/07, para registrarem as suas chapas.

De acordo com informações obtidas via fontes ligadas ao ex-prefeito Antônio Nascimento (PT), a presidência deverá ficar entre os aliados do ex-gestor, caso contrário ficaria exposta a falta de liderança e também um enfraquecimento político frente ao atual prefeito, Everton Rocha (PSDB), que atualmente possui apenas 4 vereadores que lhes dá sustentação política.

A Sessão Extraordinária, bem como todas as informações dos registros das chapas, você acompanhará através da nossa página no Facebook e também no jornalismo da Rádio Top Fm 104.9


Confira o Edital clicando AQUI


Na manhã desta terça-feira, 14 de julho, por volta das 7h20 da manhã, uma dupla em uma motocicleta assassinou Ivanildo Barbosa da Cruz, 50 anos, conhecido por "Queijinho" natural de Juazeiro-BA com um tiro no peito. Segundo informações, a dupla vinha numa moto, sentido estádio x Praça da Prefeitura e parou em frente a secretaria de infraestrutura, quando o garupa sacou uma arma e disparou três vezes. O primeiro tiro atingiu "Queijinho" no peito, o segundo acertou um objeto e o terceiro ricocheteou no chão e acertou a perna de um outro funcionário do órgão. O tiro em "Queijinho" foi fatal.
Nossa equipe teve acesso, com exclusividade, a fotos de uma câmera de segurança, que mostra a dupla em fuga.

Qualquer informação que possa levar a Polícia a elucidação deste homicídio deve ser informada ao telefone (74) 3619-2127 - Polícia Civil de Jaguarari, 190 - telefone gratuito da Polícia Militar ou 181 - Disk denúncia. Sua identidade não será revelada.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguarari denuncia publicamente o governo "Uma cidade para todos", pelo descumprimento da lei do Piso do professor e da lei de data base dos servidores deste município. Vale lembrar que a data base de reajuste dos servidores municipais é o mês de fevereiro, mas até o momento não foi cumprida para mais de 40 categorias que amargam o achatamento salarial. O Governo insiste em lhes negar a revisão salarial, direito constitucional. 

O SINDSPUJ vem reivindicando essa revisão para todos os servidores, com proposta de 10% (dez por cento) no salário base de todas as categorias que não possuem piso federal. Isso é uma forma de repor perdas e de amenizar a defasagem salarial que perdura. No entanto, a contraproposta do gestor municipal é de Zero por Cento, fato desrespeitoso para com os profissionais que merecem ser valorizados e respeitados. No caso dos professores, o desrespeito não fica atrás! O governo referido se nega a pagar o piso nacional financiado pelos recursos do FUNDEB, 12,84% (doze vírgula oitenta e quatro por cento), piso determinado pelo MEC – Ministério da Educação. Trata-se de direito nacional que passou a valer a partir de janeiro de 2020 para todos os professores do nosso país. 

Neste sentido, vários municípios da região já efetivaram o pagamento deste piso, a exemplo dos municípios de Andorinha, Itiúba e Pindobaçu. Entretanto, agindo na contramão destes municípios, o governo de Jaguarari insiste em negar o referido direito.

Diante deste triste cenário, vários professores divulgaram mensagem de repúdio, através de suas redes sociais. Na tentativa de frear a mobilização virtual, a gestão municipal divulgou postagem sinalizando o reajuste deste piso, porém, excluindo do direito, quase 90% (noventa por cento) dos professores, concedendo apenas para os professores de nível I, deixando de fora da revisão salarial, todos os educadores que já avançaram na carreira do Magistério, os professores de nível ll, lll, IV e V. Com esta manobra, o governo tenta convencer a categoria e a população, que aplicando o piso para apenas 36 (trinta e seis) professores e excluindo quase 300 (trezentos) profissionais desta revisão salarial, está cumprindo plenamente a lei do piso. O reajuste apenas para 36 professores não teve o consenso do SINDSPUJ, mas, mesmo assim, estamos em busca de saber como será pago o retroativo devido. Tais professores não são culpados pela manobra em relato.  

A tentativa do governo de fazer com que os professores e a população acreditem na sua manobra contábil recente, se deu por cálculo salarial, através do qual a vantagem decorrente da progressão da carreira (o avanço vertical que é o acréscimo em percentuais concedido a professor com graduação, especialização, mestrado e doutorado) foi computada incidindo sobre o piso inicial de 2019, e com o resultado desse cálculo defasado, tenta fazer crer que está cumprindo o piso vigente. Com essa manobra repudiável, o governo tenta confundir o escancarado  descumprimento de lei. 

Todavia, o STF - Supremo Tribunal Federal, já determinou que o Piso Salarial do Magistério corresponde somente ao vencimento inicial da carreira do professor, não englobando gratificações e demais benefício, ou seja, as vantagens não servem de parâmetros para o cumprimento do piso. No caso dos professores da Rede Municipal de Ensino do município de Jaguarari com carga horária semanal de 20 horas, este vencimento inicial da carreira, desde janeiro de 2020, deve ser obrigatoriamente, R$ 1.443,12 (um mil, quatrocentos e quarenta e três reais e doze centavos). Para os professores que trabalham 40 horas semanais, este valor dobra. É neste salário inicial que deve incidir 30% (trinta por cento) para professor com graduação, 15% (quinze por cento) para professor com Especialização, 40% (quarenta por cento) para professor com Mestrado e 60% (sessenta por cento para professor com Doutorado. É a foma legítima de se calcular! A lei 772/2010 expressa claramente este direito. Por que isso mudaria agora?

Deste modo, o SINDSPUJ e todos os servidores esperam que o governo “Uma cidade para todos” reveja a sua posição no tocante ao pagamento do piso do magistério apenas para os professores de Nível I, bem como, o reajuste salarial das demais categorias as quais aguardam vigilantemente pelo cumprimento de seus direitos. 

Que fique claro! Não vamos abrir mão de nenhum direito! Jamais aceitaremos manobra contábil ou de qualquer natureza! Chega de desrespeito!

A greve geral seria uma medida cabível para efetivar os direitos, se não fosse a pandemia que assola. Mas, nada é pra sempre! A pandemia vai passar. 

Até lá, contamos com a intervenção do Ministério Público, órgão fiscalizador que já foi acionado no intuito de se fazer cumprir as leis, urgentemente! 

Outras medidas serão tomadas, se os direitos não forem efetivados.

Firme na luta! 

Diretoria do SINDSPUJ

Por volta das 22 horas, desta segunda-feira (13/07), equipes do 9º GBM/Juazeiro, através do 2º Sub Grupamento de Bombeiros Militares/Senhor do Bonfim, atenderam a ocorrência de um acidente de trânsito na BR 407, em Jaguarari, entre um caminhão baú e uma motocicleta. Logo após a colisão, os veículos incendiaram. O condutor da motocicleta não resistiu e faleceu no local, o motorista do caminhão não sofreu ferimentos, um terceiro veículo também se envolveu no acidente.

Segundo informações o acidente aconteceu na altura do km 105 da rodovia, próximo a Cerâmica Bananeira. A motocicleta Honda CG 125 colidiu frontalmente com um caminhão baú VW/8.150, que após a batida iniciou-se o incêndio que foi debelado pelos Bombeiros. A pista ficou interditada por cerca de duas horas e causou grande congestionamento, outro caminhão se envolveu na ocorrência e parou fora da pista.

O motociclista foi identificado como Marcos Azevedo de Assis, 21 anos, natural de Filadélfia-BA. O corpo foi encaminhado ao IML de Senhor do Bonfim, após os trabalhos do DPT.



Portal Jaguarari
Com informações e imagens: Corpo de Bombeiros

Um homem morreu e outro ficou ferido após uma dupla armada atirar contra eles em frente a Secretaria de Obras na Rua da Linha, centro de Jaguarari. O crime aconteceu na manhã desta terça-feira (14/07), por volta das 07h20.

De acordo com informações, as vítimas estavam em seu local de trabalho quando foram surpreendidos por dois elementos não identificados em uma motocicleta, um deles sacou uma arma de fogo e efetuou ao menos três tiros, alvejando Ivanildo Barbosa da Cruz, 50 anos, conhecido por "Queijinho" natural de Juazeiro-BA e outro homem de pré nome André, ambos foram socorridos para Hospital Municipal de Jaguarari. Ivanildo não resistiu e veio a óbito, já André foi atingido com um tiro na perna direita, o estado de saúde dele não foi divulgado.

A autoria e motivação do crime são desconhecidas. A Policia Civil assumirá as investigações do caso.

O corpo foi encaminhado para o IML de Senhor do Bonfim, para realização da necropsia.

Portal Jaguarari

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Jaguarari teve sua eleição anulada pelo TJBA e como resultado, a Casa Legislativa ficou sem comando legal, mas conforme consta no Regimento Interno, em seu Artigo 21, Parágrafo Único, assume a presidência, em caso de renúncia total ou destituição da Mesa, o vereador mais votado, no caso, Reges do Joel.

Segundo decisão do TJBA, a eleição deve ser convocada no prazo máximo de 10 (dez) dias, o que ainda não aconteceu, mas até lá, o vereador Reges do Joel segue no comanda da Câmara.

“Em nome de Deus, declaro aberta a Sessão”


Após o TJBA decidir pela anulação da eleição da Mesa Diretora que reelegeu o vereador Márcio Gomes ao cargo de presidente, a disputa nos bastidores anda acirrada. De acordo com apurações da nossa equipe, vários edis estão buscando apoios para conseguirem ocupar o cargo, e nessa disputa a vantagem é numericamente superior por parte do grupo do ex-prefeito Antônio Nascimento, que tem 8 (oito) dos 13 (treze) vereadores, enquanto o atual gestor, Everton Rocha, possui apenas 4 (quatro) e o vice-prefeito, Fabrício D’Agostino, somente 1 (um).

Ainda conforme informações obtidas por nossa equipe, os 4 vereadores aliados do prefeito Everton Rocha ainda não entraram em consenso e disputam entre si. Márcio Gomes teria o apoio de Dourival Borges e Louri o de Reges do Joel.

Já o grupo maior, de Antônio Nascimento, os vereadores Neném do Catuni, Josimar Zuza, Franco Melo e o recém chegado William Rogers disputam os votos do grupo, o que enfraquece o grupo e deixa transparecer que ainda carece a ausência do líder maior.

Ao que parece, o ex-prefeito Antônio Nascimento está a aguardar os ânimos e interesses se acalmarem para entrar em cena, e a sua atuação será decisiva, já que possui a maioria absoluta, sem contar o risco da presidência cair nas mãos do grupo do seu arquirrival e “tumbas” serem abertas.

Agora, com oito interessados, qual será o preferido do ex-prefeito para comandar o Legislativo? Os preteridos ficarão conformados?

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos, afinal de contas a eleição ainda não foi convocada.


Recentemente o prefeito de Jaguarari foi alvo de uma grande polêmica ao anunciar a “aquisição de uma grande quantidade de urnas funerárias” (caixões), motivo que gerou revolta e crítica da população, que aguardava do gestor, auxílio ao combate e prevenção a COVID-19.

Não contente com a compra de grande quantidade de caixões, conforme anunciou na emissora de rádio de sua família, na última terça-feira (07/07), o chefe do executivo municipal publicou no Diário Oficial, o TERMO ADITIVO Nº. 001/2020 referente ao Contrato nº. 064/2019, com uma funerária da cidade de Petrolina-PE, no valor de R$ 275.000,00 (duzentos e setenta e cinco mil reais).

Conforme publicamos neste blog, o prefeito de Jaguarari havia comprado, sem licitação, sacos de óbitos, agora compra mais caixões. Será se o prefeito está preocupado em salvar vidas ou sepultar a população jaguarariense?


Por volta das 21h de ontem (11), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um carregamento de quase 40 m3 de madeira serrada de origem irregular. O flagrante ocorreu na região do município baiano de Senhor do Bonfim, no KM 117 da BR 407.

Os agentes federais abordaram um caminhão para fiscalização e verificaram que a carga se tratava de produto florestal processado e solicitaram ao condutor a nota-fiscal da mercadoria.

Após realizarem as consultas aos sistemas, para verificação dos dados cadastrados no sistema do órgão ambiental responsável, os policiais constaram divergência entre o local de carregamento indicado na nota-fiscal e verificaram divergência do local de carregamento declarado pelo condutor. Além disso, constataram que o veículo estava em trajeto não previsto pela guia de transporte ambiental.

De acordo com o condutor, o carregamento da carga de madeira havia sido realizado na cidade paraense de Tailândia, enquanto que na nota-fiscal cadastrada no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), constava o município mato-grossense de Nova Monte Verde, em desacordo com o art. 48, inciso II, da Instrução Normativa do IBAMA nº 21 de 2014.

A conduta praticada pelo caminhoneiro e também pela empresa transportadora que realizou a declaração da origem lícita da mercadoria na nota-fiscal é muito comum em crimes ambientais, como forma de tentar burlar a fiscalização.

Após o encerramento das atividades policiais, os veículos, os documentos fiscais e florestais e a carga de 38,05m³ de madeira serrada foram apreendidos e entregues ao Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA, para as providências legais.

Contra o condutor foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência por infringir norma ambiental.

Setor de Comunicação PRF-BA

Rafaella Carvalho, de 18 anos, filha do presidente da Câmara de Vereadores de Campo Formoso, José Alberto de Carvalho (PSD), mais conhecido como Zé Lambão, denunciou neste domingo (12) nas redes sociais, uma agressão cometida por ele durante uma reunião de família em uma chácara na cidade, localizada ao norte da Bahia.

Ao bahia.ba, Rafaella contou que o pai sempre teve um comportamento agressivo, principalmente com a mãe, mas que vivia em “paz” com ele durante a quarentena, até o episódio deste domingo.

“Ele é uma pessoa totalmente agressiva. Quando ele bebe ele fica muito agressivo. Hoje ele tava bebendo, a gente passou o dia muito bem, eu estava ajudando ele na cozinha e aí ele começou a falar sobre a faculdade e eu chorei. Ele não gosta que chore, ele me colocou no quarto e me agrediu. Ele puxou minha madrasta para fora do quarto e me trancou. Eu pedi para ir embora e ele não queria deixar, mas um amigo dele me trouxe”.

Rafaella relembrou o histórico do pai, que em 2016 foi preso em flagrante por homicídio após uma discussão em um bar de Campo Formoso. “Foi preso e foi solto porque ele tem dinheiro, aí ele acha que é impune. Já agrediu muito minha mãe, mas ela conseguiu se livrar”, afirmou.

Segundo a Polícia Civil, a vítima teria sido morta após fazer uma cobrança ao vereador de levar água encanada a uma comunidade. Depois da discussão, o suspeito foi em casa, buscou a arma, retornou ao bar e efetuou nove disparos.


Questionada se já houveram outros episódios de agressão com ela, a jovem relembrou de um caso, quando ela tinha 14 anos e ele a afogou em uma piscina. “Ele me afogou, porém fiquei naquele sentimento ‘eu tenho culpa’, na minha cabeça de adolescente ele fez porque ele era meu pai e tinha direito. Isso foi por causa de uma senha de celular”.

A estudante, que aguarda para fazer o exame de corpo de delito e está hospedada na casa de uma amiga, confessa que não se sente segura na cidade após o episódio e pensa em sair do país novamente para morar com a mãe. Rafaella afirma que conta com o apoio de amigos e outras pessoas da família que estavam presente no momento da agressão;

“Eu moro em Vitória da Conquista, mas como está na quarentena, eu entreguei meu apartamento para morar com ele até acabar isso. Eu tenho medo, ele me ameaçou em ligação com a minha mãe, ele tem porte de arma, estava com a arma dele e ele fez ‘ó te esbagaço toda’, ele é louco. Não me sinto segura perto dele, quero ir para o mais longe possível”.

MARI themes

Tecnologia do Blogger.