O prefeito de Jaguarari, Antônio Nascimento, juntamente com a equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, realizou uma visita nas comunidades do Covão e da Serra dos Morgados para conhecer um pouco do projeto da Ecovila Berço dos Encantados.

A proposta tem como objetivo criar um espaço de moradia e convivência, tendo como pano de fundo a preservação das serras e os corpos hídricos das comunidades em questão. Pensada por um grupo de ambientalistas e amantes da cultura alternativa, filosófica e ambiental, o projeto foi protocolado no setor de licenciamento da Secretaria de Meio Ambiente para análise técnica, podendo servir de modelo para outras propostas de empreendimentos que surgirem no Município.  

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Antônio Carlos Xavier, os idealizadores do projeto explicaram que as ecovilas são assentamentos ecológicos baseados na cooperação social e na sustentabilidade, na busca por uma vida social harmônica e um estilo de vida orgânica. O empreendimento surge como modelo alternativo ao padrão insustentável das sociedades modernas. Espera-se que esta iniciativa sirva de estímulo para a preservação ambiental no município de Jaguarari, através de moradias ecologicamente corretas, em sintonia com a Natureza.

Ao final da visita, o prefeito Antônio Nascimento foi convidado a escolher uma das espécies de muda de árvore para plantar no local do projeto como símbolo desse momento.

"O mundo moderno caminha na direção da sustentabilidade. Não à toa, é causa defendida por personalidades dos meios artístico, esportivo e cultural, além dos ambientalistas, verdadeiros influenciadores e formadores de opinião. E nós, da esfera política, não podemos pensar diferente. Pois, é no campo político que se concretiza a maioria dos projetos direcionados para melhorar a qualidade de vida das populações. As ecovilas já são uma realidade em diversas partes do Brasil e precisamos trazer para Jaguarari. Juntos vamos pensar e desenvolver ações em favor do meio ambiente", disse Antônio Nascimento, que escolheu uma muda de tamboril para plantar.

 

Assessoria de Comunicação Social

Atentos ao serviço fundamental prestado pelos coveiros de Jaguarari e atendendo às determinações estabelecidas pela SESAB quanto às orientações em relação ao manejo de óbitos no período da pandemia de Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, realizou capacitação sobre Paramentação e Desparamentação e Uso Correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’S).

 

A capacitação aconteceu nesta terça-feira (20/4) no Centro de Cultura da Paróquia de Jaguarari e foi ministrada pela diretora da Vigilância Sanitária e enfermeira, Patrícia Farias, e pelo enfermeiro André Souto. Durante o curso, os coveiros aprenderam como utilizar corretamente os EPI’s, de modo a garantir mais segurança aos profissionais durante a realização do trabalho e evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

 

Cada coveiro recebeu: macacão impermeável, gorro, máscara N95, óculos de proteção, face shield, luva de procedimentos e álcool em gel a 70%.

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Foram registrados três novos casos de Covid-19 nesta terça-feira (20/4) em Jaguarari. Os pacientes residem no distrito de Pilar. A Secretaria Municipal de Saúde calcula 1.689 casos confirmados de coronavírus. O número de casos ativos diminuiu para 67. Oitenta pessoas estão em monitoramento domiciliar e nove estão internadas. Doze aguardam os resultados dos exames pelo Lacen. Casos curados somam 1.588. O número de óbitos se mantém em 34.


 

  Assessoria de Comunicação Social

Em atenção ao distrito de Gameleira, a Prefeitura de Jaguarari, Governo Cuidando da Nossa Gente, disponibilizou atendimento com psiquiatra para os moradores da localidade. É a primeira vez que o distrito conta com a disponibilização de uma especialidade médica.

 

Os atendimentos começaram hoje (19/4) e, a partir de agora, ocorrerão quinzenalmente. Somente nesta segunda-feira, 12 pessoas foram atendidas.

 

A Secretaria Municipal de Saúde informa à população que a marcação das consultas está sendo realizada na Unidade de Saúde de Gameleira.

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Foram registrados 15 novos casos de Covid-19 nesta segunda-feira (19/4) em Jaguarari. Treze pacientes residem no distrito de Pilar, um na sede e um em Santa Rosa de Lima. A Secretaria Municipal de Saúde calcula 1.686 casos confirmados de coronavírus. O número de casos ativos aumentou para 71. Noventa pessoas estão em monitoramento domiciliar e oito estão internadas. Onze aguardam os resultados dos exames pelo Lacen. Casos curados somam 1.581. O número de óbitos se mantém em 34.


  Assessoria de Comunicação Social

A Secretaria Municipal de Saúde informa que a Estratégia Saúde da Família Fernando Dantas (Pilar 2) voltará a funcionar amanhã (15/4), a partir das 13 horas. 

No intuito de garantir a segurança dos funcionários e pacientes que necessitam dos serviços, a unidade de saúde, que ficou temporariamente fechada devido a ocorrência de um caso positivo de Covid-19, passou por processo de sanitização para desinfecção do local na manhã desta quarta-feira.  

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Foram registrados três novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira (14/4) em Jaguarari. Dois pacientes residem no distrito de Pilar e um na sede. A Secretaria Municipal de Saúde calcula 1.643 casos confirmados de coronavírus. O número de casos ativos diminuiu para 56. Oitenta e cinco pessoas estão em monitoramento domiciliar e sete estão internadas. Quatorze aguardam os resultados dos exames pelo Lacen. Casos curados somam 1.555. O número de óbitos se mantém em 32.


   Assessoria de Comunicação Social

Apesar da crise sanitária, a Junta Comercial da Bahia (Juceb) registrou, nos três primeiros meses deste ano, 8.774 empresas abertas no estado, contra 5.769 extintas no mesmo período, representando um saldo positivo. A informação foi divulgada pela presidente do órgão, Andréa Mendonça (PDT), que fez um balanço da atuação da Juceb nos últimos dois anos. 

"Graças às ações que implementamos desde que fui indicada para a presidência da Juceb pelo PDT, conseguimos, nos últimos dois anos, além de economizar recursos públicos, ampliar a arrecadação e promover um ambiente que apostou na desburocratização, simplificação e automação de processos para facilitar surgimento de novas empresas e atrair investimentos. E deu muito certo, ajudando o estado a enfrentar essa crise", disse Andréa. 

A digitalização e automação de processos foram fundamentais para a criação de novas empresas. Em janeiro de 2019, a Juceb registrou 160 processos desse tipo, número que saltou para 5,2 mil em dezembro do ano passado. "Adotamos uma política de eliminar o papel e estamos ampliando essa ação para o interior do estado. Também fizemos crescer o número de deferimentos automáticos de constituição de empresas em 2020, ampliando de 44 em janeiro daquele ano para 210 em dezembro", contou a presidente. 

Segundo Andréa Mendonça, os resultados só não foram melhores por conta da pandemia. "Deixamos de implantar alguns projetos, como a Juceb Itinerante e restauração de livros históricos, mas, com parcerias, promovemos outros avanços, como a ampliação da Rede Nacional de Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) e a valorização do nosso quadro técnico", salientou.

Em um áudio obtido pelo Bahia Notícias, a esposa do “quase-cônsul”, Geciane Maturino, teria confessado que lavou dinheiro proveniente do esquema de compra e venda de sentenças envolvendo uma disputa de terras no oeste baiano. Segundo a subprocuradora da República, Lindôra Araújo, Geciane e Adailton Maturino, investigados na Operação Faroeste, podem estar “enganando” os próprios advogados sobre a acusação de lavagem de dinheiro. 

O alerta foi feito pela subprocuradora ao ministro Og Fernandes, relator do caso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), no pedido de manutenção da prisão dos investigados. Lindôra frisa que os patronos do casal “vêm sustentando, com fervor, a inocorrência do crime de lavagem de dinheiro”, diante da origem ilícita dos valores provenientes de acordo firmado em uma ação de reintegração de posse de terras do oeste baiano. 

Segundo o MPF, no áudio gravado no dia 21 de maio de 2019, por volta das 12h, o contador Edson Cella avisa a Geciane Maturino que já conversou com Adailton sobre os procedimentos para lavar o dinheiro e aponta o envolvimento do filho do borracheiro José Valter Dias, Joílson Dias. “Viraram e mexeram e disse que não vai fazer dessa forma, só através dessa situação do Joílson. Eu tentei contra-argumentar pra ele não envolver Joílson nessa situação porque vocês não tinham a terra em 2013, o Tribunal de Justiça da Bahia só liberou isso ou expediu o acórdão em 2016. Então, como é que poderia vender algo que não tinha ainda? Mas ele disse que não aceita de outra maneira. Essas autorizações, inclusive, era pra ter enviado pra mim antes de enviar pra ti, senão vira um balaio de gato. Paciência, enfim, agora, pra justificar esses R$ 250 mil mais R$ 250 mil, vai ter que envolver Joílson também. Não sei, vou pensar a partir de 14 horas como fazer esse procedimento.” 

Geciane lhe respondeu: “Pois é, e fica uma coisa meia assim né? Como é que eu tô vendendo uma coisa que eu ainda não tinha? Então tá, aparenta que eu já sabia que ia ganhar. É, então, é, eu vou mandar até seu áudio aqui pra pra Joílson, pra esperar, né? Esperar você conversar com ele, viu? Você conversar com ele pra ele não assinar nada assim, porque tá meio que estranho mesmo”. Fontes consultadas pelo Bahia Notícias sinalizam que o áudio pode ser considerado uma confissão da lavagem de dinheiro por parte do casal Maturino. 
Ouça o áudio:



A Polícia Federal extraiu diálogos entre Geciane Maturino e contadores no aparelho celular apreendido no dia da deflagração da 1º Fase da Operação Faroeste, realizada no dia 19 de novembro de 2019. As conversas sinalizam um esquema de fraudes em contratos de empréstimos para dar aparente legalidade à movimentação de R$ 14 milhões. A subprocuradora destaca a preocupação dos contadores com os valores envolvidos, pois foram movimentados antes mesmo de qualquer decisão judicial favorecendo o casal Maturino. A fraude visaria fugir da fiscalização da Receita Federal. 

O casal, segundo a investigação, utilizou diversos subterfúgios a fim de se dar legalidade às origens de recursos nas contas de Geciane Maturino, dando embasamento inverídico a questionamentos da Receita Federal. Geciane havia sido intimada pelo Fisco para explicar a movimentação financeira atípica. O problema teria surgido a partir de um débito do Simples Nacional de 2016 e alguns meses de 2017, no valor de R$ 35 mil. O contador Edson Cella diz que para “dar cobertura à origem desses valores”, considerou a movimentação como honorários advocatícios, e conta que, como a empresa está no Simples, “o custo é muito barato para esquentar esse dinheiro e a gente não ter problema com o Fisco Federal aí na frente”. 

Em outra mensagem, de 20 de novembro de 2018, o contador pediu a Geciane para enviar todas as contas pessoa física para identificar as transferências da holding JJF e para a pessoa jurídica dela para “dar lastro” como empréstimos ou como honorários advocatícios. Edson diz que iria elaborar um contrato mútuo com data retroativa para apresentar para a Receita Federal. “O que não pode é o salão ter emprestado dinheiro sem ele ter faturamento, mas provavelmente você tá usando um contador aí pra declarar um faturamento do salão né”, alerta o contador. Geciane era sócia de um salão de beleza em Villas do Atlântico. 

No dia 8 de fevereiro de 2019, Edson alertou Geciane que a Receita Federal estava em cima, “observando” as movimentações bancárias do casal. “Não adianta sair dinheiro de um lado e cair na outra conta e não ter uma origem, então a gente tem que tomar esses cuidados, entendeu Geciane?”. No dia 18 de fevereiro de 2019, ela conversa com o contador e diz que não precisa reconhecer firma dos contratos de mútuo, por conta da data ser retroativa, para o Fisco não desconfiar que ela fez o contrato naquele momento. Já no dia 20 do mesmo mês, Edson afirma que entrou na conta corrente de Geciane um depósito de R$ 500 mil e que o valor não foi declarado. 

“O Fisco provavelmente vai pegar, vai te cobrar imposto em cima disso, omissão de rendimentos caso Edgar [outro contador] não tenha declarado lá que emprestou dinheiro pra você”, afirma o contador. Edson Cella também diz que tem outro valor de R$ 250 mil do grupo Franciosi e que não consta na declaração dela. “Provavelmente o fisco vai autuar em cima disso, então, nem tudo vai ser perfeito, eles vão achar divergências e diferenças em 2015 e 2016 e vão te autuar, infelizmente”, informou o contador. A sugestão dele era declarar o valor como empréstimo para tentar livrar Geciane da fiscalização dos R$ 500 mil. 

Outra conversa obtida pela Polícia Federal nos dois aparelhos celulares de Geciane sinalizam que o contador fez 41 contratos fraudulentos para ludibriar o Fisco. No dia 9 de março de 2019, Edson encaminhou uma mensagem para um contato não identificado, falando que sabia que, mais cedo ou mais tarde, a Receita ia intimar o escritório de advocacia de Geciane, detalhando os repasses:  “Os repasses são os seguintes, olha só: o dinheiro sai da JJF e vai para o escritório de advocacia dela. Uma parte eu contabilizei como faturamento Simples Nacional e uma parte como empréstimos da JJF. Bom, aí tu pega os extratos bancários da empresa Geciane 2017 e tem saídas, muitas saídas, pá, pá, pá, pá, saídas, muitas saídas, mais ou menos uns R$ 14 milhões, se não me falha a memória, sim, eu coloquei como empréstimos pra ela na declaração de Imposto de Renda”. Ele continua: “Eu tenho receio do Fisco circularizar quem ela repassou os valores, e o Fisco, ao fazer isso, se eu disser que eu emprestei pra ela e verificar que não foi empréstimo pra ela, foi um repasse de dinheiro para terceiros a qualquer título, poderá entender que esse documento de empréstimo pra ela, é... pode ser uma fraude, uma fraude documental”, avalia. 

Na mesma conversa, Edson Cella afirma que em 2015 e 2016, a holding JJF ainda não existia e não se tinha o acórdão do TJ-BA que concedia a posse das terras para os Maturinos. “Antes disso, Adailton, é o que eu entendi do histórico tá, foi tomando dinheiro emprestado com Di Domenico, tomando dinheiro emprestado com beltrano, com cicrano, pra poder alavancar os negócios, pra poder sustentar, não adianta imaginar que vocês vão chegar na frente do Fisco, porque não é esse o papel do Fisco, e ele vai perguntar, ah, porque que você tomou esse dinheiro emprestado, ah, tomei esse dinheiro emprestado pra fazer isso, isso e isso, não é assim que funciona, isso tem que estar declarado no Imposto de Renda de quem tomou o dinheiro emprestado e de quem emprestou, ou na contabilidade da empresa. Enfim, isso aí não foi declarado, ora, o que nós não podemos nesse momento é deixar, ou permitir, ou concordar, permitir tem que permitir que o Fisco autue, considerando esses valores como rendimentos da tua atividade enquanto advogada, porque se ele fizer dessa forma, Geciane, vai virar 27,5 % de imposto, mais 75% de multa de ofício, entendeu? Então, vai ficar muito pesado, é isso que estamos tentando agora administrar, tá bem”, alertou o contador à ré da Faroeste. 

Em outros trechos de conversa, Edson afirmou a Geciane que apresentou contratos de mútuo de R$ 3,8 milhões, e que o saldo na declaração do Imposto de Renda é de R$ 3, 2 milhões, com uma diferença de R$ 541 mil, como devoluções que fez para JJF. “Eu só tô apresentando para o auditor o que ele tá pedindo, que são os contratos de Mútuo, então, deixa dessa forma, não vamos mexer em nada, do jeito que eu te mandei, nós vamos apresentar”, informou. 

A PF concluiu que Geciane sabia e participava de todas as fraudes e que Adailton tinha conhecimento de detalhes das movimentações financeiras da esposa. O esquema também contava com a participação dos filhos do casal, Adrielle Brendha Macedo Maturino e Adriel Brendown Torres Maturino. No dia 14 de maio, Edson Cella diz para Geciane que iria conseguir comprovar para o Fisco a origem de R$ 2,7 milhões como empréstimo, e que isso mataria “todas as operações”. “Os demais valores 2015 foram transações que você transferiu de uma conta sua do Itaú para o Banco do Brasil e vice-versa por exemplo, e o resto é miudeza, deixa que ele autue, é miudeza mesmo, entendeu Geciane”, orientou. No dia 28 do mesmo mês, o contador fala para Geciane que eles precisam fazer tudo com “um certo grau de dificuldade, e, sem qualidade nesses papéis, pra não caracterizar ao Fisco de que a gente tá fraudando, que tá construindo, fabricando documentos agora”. Ele conta que mandou coletar a assinatura de Joílson Dias e que fez os documentos com fontes diferentes, espaçamentos diferentes, “justamente pra não achar que foi fabricado tudo agora, porque se você tivesse todos esses documentos, você já teria apresentado, porque que estamos protelando tanto, não faz sentido, estamos protelando porque tivemos que bater aos remetentes, por isso, esse tipo de manifestação o Renato tem que ter olho no olho com o auditor.” 

No dia 28 de maio de 2019, Geciane responde que ouviu os áudios de Edson, e que os documentos estão ilegíveis, mas que, qualquer coisa, pediria para Adailton pedir para alguém pegar os contratos e escanear para ela assinar. Entretanto, ela diz que, “mesmo que eu tente fazer o mínimo de esforço no braço, na mão né, pra pra assinar, vai aparentar que eu assinei uma coisa, tipo que, sei lá, não sei, mas é montado”. Ela também diz que queria testemunhas para assinar os contratos. No dia 10 de junho de 2019, Edson diz que já elaborou o contrato de mútuo: “bem simples, mudei a estrutura, pra não dar conotação que todos foram fabricados agora”. 

Em junho, em outra conversa, Geciane afirma que estava com a filha, ajustando os extratos da GM Advocacia e que ele mandou uma tabela com valores de R$ 6 milhões e que elas só conseguiram visualizar R$ 6 mil. “Eu não tô conseguindo achar R$ 6 milhões”. Segundo Edson, esses saíram da conta de Walter Horita, da operação da Fazenda Estrondo, e que estava tratando com Adailton como registraria essa operação. “Esses valores aí tu não precisa te preocupar em fazer nada tá, pode deixar que eu tô tratando com o Adailton, o contador deles aí, pra ver como é que nós vamos registrar isso retroativamente, os valores da JJF também, tu não precisa se preocupar porque vamos ter que dar uma conotação de empréstimos”, tranquiliza o contador. Ele fala que o importante é verificar os outros valores que ele não sabe de onde são. E diz que Adailton, a todo mundo, diz que são dos negócios. “Mas eu não conheço, eu não consigo identificar quem são. Eu olho no extrato aí e não sei, e se realmente se referem a operações daqui ou não. Enfim, e, e uma parte disso a gente vai ter que registrar como rendimentos do escritório, tal qual a gente fez em 2017, porque, alguma coisa de imposto tem que pagar, né? Geciane, não pode passar R$ 27 milhões na conta da tua empresa e nada ser de rendimento do, da atividade do escritório, tá bem?”, avisa. 

No dia em que foi presa, em Brasília, Geciane afirmou que usufrui de valores em sua conta corrente repassados pela empresa JJF Holding na forma de empréstimos. A PF concluiu que a informação vai de encontro aos procedimentos apresentados, tanto dos contadores, quanto de Geciane e de terceiros envolvidos. No dia 13 de novembro de 2019, cinco dias antes da deflagração da Operação Faroeste, Adailton havia encaminhado uma mensagem para Geciane negociando a compra de diamantes (veja aqui). 

A PF também encontrou mensagens de Geciane com a filha Brendha criticando a conselheira Maria Tereza Uille Gomes, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por ter bloqueado as matrículas das terras do oeste baiano. “Minha amiga, vai sair uma decisão, aquela mulher, aquele demônio, que tá lá em Washington, a Maria Teresa é, bloqueando tudo nosso, aquele demônio, está lá em Washington atentando aqui no Brasil, você acredita? Seu pai tá no desespero só”, escreveu. “Bloque, eu não sei Brendha como é que vem né, mas tipo, o que ela já fez né, que tipo mandou tudo pra Polícia Federal, não sei o quê, um monte de coisa, e agora a desembargadora do TJ-BA, é, a desembargadora Ilona deu uma decisão pra cumprir né? A decisão dela liminar, que ela tinha dado pra voltar tudo de novo 1037, agora ela vai dar uma decisão contrária a decisão da doutora, da desembargadora daí entendeu? Ou seja, ela não poderia entrar no âmbito jurisdicional, porque o CNJ é administrativo, entendeu? Ela já tá entrando na seara jurisdicional, tá, tá extrapolando, essa mulher tá com o demônio no corpo, entendeu?” A filha responde que a conselheira é “o cão em forma de gente”. 

Adailton e Geciane Maturino estão presos desde o dia 19 de novembro de 2019. Nesta semana, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) concluiu o julgamento de diversos recursos e manteve a prisão dos réus denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) por corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Bahia Notícias

Um crime abalou o distrito de Igara, interior de Senhor do Bonfim, no início da tarde deste domingo (11). A jovem Maria Vilma de Castro Silva, de 18 anos, foi a uma loja de peças de motos para vender uma rifa, quando foi pega como escudo pelo proprietário do estabelecimento que estava sendo ameaçado de morte por dois armados com revólveres. Os elementos dispararam na direção do homem, mas os tiros atingiram Maria Vilma que morreu na hora. 

Segundo informações, após os disparos, os dois homens fugiram em uma moto, tomando rumo ignorado. A Polícia Militar esteve no local para registrar a ocorrência e acionou a Polícia Técnica que removeu o corpo de Maria Vilma para o IML de Senhor do Bonfim. 

Inquérito deverá ser aberto na Delegacia Territorial de Senhor do Bonfim para apurar as circunstâncias deste lamentável episódio. 

Maria Vilma era estudante do Colégio Estadual Prof.ª Mariana Agostinho de Oliveira, de Igara, e divulgou nota de pesar pela morte da jovem e informando a suspensão de suas atividades nesta segunda-feira, dia 12.


Fonte: Blog do Eloilton Cajuhy

Quer ingressar na rede estadual de Educação? Se ligue que a Matrícula 2021 já começou e pode ser feita totalmente on-line, pelo SAC Digital. 

Acesse o site www.sacdigital.ba.gov.br ou baixe o aplicativo SAC Digital (disponível gratuitamente nos sistemas Android e IOS) e faça seu cadastro, antes de buscar o serviço de matrícula na plataforma. 

No Colégio Estadual Walter Brandão as matrículas estão abertas para o Ensino Médio e EJA – Educação para Jovens e Adultos. Para maiores informações o colégio está aberto para os novos estudantes, ou entre em contato pelo telefone: (74) 3619-2601 e também pelo site: https://bit.ly/conogramadematricula2021.

Caso o estudante ou responsável não consiga efetuar a matrícula através do site SAC DIGITAL, a mesma pode estar sendo realizada presencialmente no Colégio, localizado na Rua Alto de São Vicente. 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A MATRÍCULA:

✓ Duas Fotos 3x4 recentes. 
✓Certidão de Nascimento (xerox). 
✓ Histórico Escolar ou Declaração. 
✓ Comprovante de Residência. 
✓Carteira de Identidade (RG) (xerox). 
✓ CPF (xerox) 
✓ Cartão do SUS (xerox) 
✓ Pasta do Aluno 
✓ Cartão de vacinação


Matéria republicada do Portal Jaguarari


A Secretaria Municipal de Saúde informa à população que a Estratégia Saúde da Família Fernando Dantas (Pilar 2) não funcionará entre os dias 12 e 14 de abril.

 

De acordo com a Subprefeitura de Pilar, o fechamento temporário se deve pela ocorrência de um caso positivo de Covid-19 na referida unidade de saúde. Seguindo os protocolos, a instalação passará por um processo de sanitização para a desinfecção do local e somente na próxima quinta-feira (15/4) as atividades serão retomadas.

 

Até esta data, a Secretaria de Saúde orienta aos usuários que, por ventura, precisem de atendimento, se dirijam à Estratégia Saúde da Família Raul Lopes Escudeiro (Pilar 1) ou na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Foram registrados mais nove casos de Covid-19 nesta segunda-feira (12/4) em Jaguarari. Quatro pacientes residem em Pilar, dois na Fazenda Tanque do Serrote, um na Fazenda Ocorrência, um na Fazenda Angico e um na Fazenda Tanque Novo. A Secretaria Municipal de Saúde calcula 1.636 casos confirmados de coronavírus. O número de casos ativos aumentou para 58. Setenta e cinco pessoas estão em monitoramento domiciliar e quatro estão internadas. Ninguém aguarda resultado de exame pelo Lacen. Casos curados somam 1.546. O número de óbitos se mantém em 32.


   Assessoria de Comunicação Social

A Secretaria de Saúde de Jaguarari já está preparada para iniciar mais uma etapa da vacinação contra a Covid-19. Desta vez, idosos da faixa etária de 64 anos serão imunizados. A ação ocorrerá nesta segunda-feira (12/4), a partir das 13h, na sede do Município.

Devido à pequena quantidade de doses recebidas, neste primeiro momento, serão vacinados apenas os idosos que residem na região das Unidades de Saúde Odilon Gonçalves e Salomão Carvalho.

Na sexta-feira, 9 de abril, idosos de 75 a 79 anos, da sede e do distrito de Pilar, que foram vacinados nos dias 12 e 13 de março, receberam a segunda dose do imunizante em ação que ocorreu na sexta-feira, 9 de abril, no Ginásio de Esportes da Escola João Ferreira Matos, na sede, e no Colégio Petrônio Portela, em Pilar.

 

Assessoria de Comunicação Social

Dando sequência ao Plano de Vacinação contra a Covid-19, a Prefeitura de Senhor do Bonfim, por meio da Secretaria de Saúde informa que estará dando continuidade a aplicação da primeira dose em idosos com 60 anos ou mais.

Membros das comunidades quilombolas com idade de 46 a 49 anos serão vacinados contra covid-19 nesta terça e quarta (13 e 14/04).

A vacinação acontecerá das 08h às 17h nas Unidades de Saúde da Família de referência de saúde de cada bairro. No momento da vacina o idoso ou acompanhante deverá estar munido da documentação necessária: RG, cartão de vacina, cartão do SUS e cartão da família. Os idosos dessa faixa etária que estão acamados, apresentando dificuldades ao locomover-se, serão vacinados em casa.


ASCOM - PMSB - Governo "O Novo Futuro"

A prefeitura de Senhor do Bonfim através da Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária promoveu neste domingo (11), uma grande ação de desinfecção em diversas áreas com grande circulação de pessoas, como centro comercial, áreas externas de bancos, espaços e praças públicas. Esta ação se junta a outras ações realizadas pela administração municipal com o intuito de conter o avanço do coronavírus em todo município. 

O serviço foi realizado por agentes de endemias integrantes da equipe de UBV da secretaria municipal de saúde, com uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), e roupas apropriadas evitando risco de contaminação. A desinfecção foi feita com uma solução de hipoclorito de sódio aplicada por jato pulverizador, conforme orientado pela nota técnica da Agência Nacional de Vigilância em Saúde – ANVISA.

Segundo o Agente de Combate as Endemias, Renê Oliveira, todo esse trabalho só surtirá efeito com a ajuda de toda população, cumprindo as medidas preventivas e de combate ao vírus estabelecidos através de protocolos, portarias e decretos municipais, evitando aglomerações, usando máscara e seguindo o protocolo de higienização das mãos e objetos.


ASCOM – PMSB – Governo “O Novo Futuro”


A Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim, através da Secretaria de Administração, promoverá entre os dias 12 a 16 de abril de 2021, o recadastramento dos servidores ativos, titulares de cargos públicos efetivos, lotados no Departamento de Obras da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

O recadastramento será feito mediante o comparecimento pessoal do servidor, conforme cronograma estabelecido, com a devida apresentação dos documentos necessários e preenchimento do formulário disponibilizado no Decreto nº 248/2021 de 09 de Abril de 2021.

O servidor deverá comparecer munido de todos os documentos pessoais, notadamente RG e CPF, Comprovante de Residência, Título Eleitoral, Carteira de Trabalho, Número de PIS/PASEP, certidão de nascimento e CPF dos dependentes, carteira do Conselho de Classe, conforme a categoria profissional e com o formulário constante no Anexo II devidamente preenchido.

O servidor público que se encontrar impossibilitado de comparecer ao recadastramento, deverá no prazo de 30 dias, a contar do término do período de recadastramento, apresentar justificativa, acompanhada de documentação comprobatória, solicitando a regularização cadastral.

É importante ressaltar que o Servidor deve apresentar a ficha já preenchida e acompanhada com toda documentação necessária. A Secretaria não se responsabiliza por documentos em falta. 

Informamos ainda que para facilitar o atendimento e evitar aglomerações, o recadastramento será feito entre os dias 12 (doze) a 16 (dezesseis) de abril de 2021, nos turnos matutino e vespertino, diretamente na Secretaria Municipal de Administração.


ASCOM – PMSB – Governo “O Novo Futuro”

O município de Senhor do Bonfim tem vivido nos últimos meses um clima de esperança, de resgate da autoestima de seu povo e principalmente de muito trabalho. Este sábado, 10 de abril se tornou muito especial, pois marcou os 100 primeiros dias de governo do prefeito Laércio Junior e do Vice Elizeu Rios a frente do município. Para celebrar os gestores do município receberam a ilustre visita do deputado federal Elmar Nascimento, do prefeito de Campo Formoso Elmo Nascimento e o vereador Junior Nascimento.

A recepção à comitiva do deputado aconteceu no plenário da Câmara de Vereadores seguindo todos os protocolos de segurança, contou com a presença dos secretários de governo e vereadores. Durante seu discurso Elmar Nascimento anunciou mais investimentos em Senhor do Bomfim. “Muito feliz por estar aqui comemorando esses 100 dias de governo, acompanhando o andamento de obra e anunciando mais obras para o município. Essas ruas que estão sendo pavimentadas, foram direcionadas à população mais carente e que realmente mais precisa. No aniversário da cidade vamos anunciar mais obras vindo para Senhor do Bonfim como o cascalhamento de mais de 200 km de estradas vicinais”, anunciou.

O prefeito Laércio Junior acompanhado do parlamentar visitou as ruas que estão recebendo a pavimentação asfáltica nos bairros do Alto da Maravilha e Alto da Rainha. “Aqui no bairro Alto da Rainha conseguimos pavimentar cinco ruas. Gostaria de agradecer o apoio do nosso deputado federal Elmar Nascimento que nos trouxe a notícia de que estará ampliando a emenda e pavimentaremos mais 15 ruas. Se até o aniversário da cidade iríamos inaugurar 25 ruas, agora iremos inaugurar 40! Gostaria de agradecer o carinho e atenção que o senhor tem por nossa cidade”, agradeceu o prefeito Laércio Junior.

Neste domingo (11), a partir das 10h, a equipe de governo estará ao vivo nas redes sociais oficiais falando das realizações e desafios encontrados nos 100 dias de governo. Você é o nosso convidado!
Transmissão Ao Vivo via:
• Facebook – facebook.com/prefbonfim
• YouTube – youtube.com/prefbonfim

ASCOM – PMSB – Governo “O Novo Futuro”

Foram registrados oito novos casos de Covid-19 neste domingo (11/4) em Jaguarari. A Secretaria Municipal de Saúde calcula 1.627 casos confirmados de coronavírus. O número de casos ativos aumentou para 52. Setenta pessoas estão em monitoramento domiciliar e três estão internadas. Quatro aguardam o resultado dos exames pelo Lacen. Casos curados somam 1.543.  O número de óbitos se mantém em 32.


 

  Assessoria de Comunicação Social

O Governo do Estado decidiu prorrogar o toque de recolher, a proibição das aulas presenciais e a suspensão de eventos em toda a Bahia. As medidas, que venceriam nesta segunda-feira (12), passam a valer até 19 de abril. A prorrogação será publicada ainda neste domingo (11), na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE). 

Também fica vedada a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por delivery, no período das 18h do dia 16 até as 5h de 19 de abril. No período das 20h às 5h, em toda a Bahia, segue restrita a locomoção de pessoas, sendo vedados a qualquer indivíduo a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas. 

Segue proibida ainda, em todo o território baiano, a prática de quaisquer atividades esportivas coletivas amadoras até 19 de abril, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações. Continua autorizado o funcionamento de academias e estabelecimentos voltados para a realização de atividades físicas, desde que limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade do local, observados os protocolos sanitários estabelecidos. 

Transporte

A circulação dos meios de transporte metropolitanos deverá ser suspensa das 20h30 às 5h, até 19 de abril. A circulação dos ferry boats também será suspensa das 20h30 às 5h do dia 12 a 16 de abril, ficando vedado o funcionamento nos dias 17 e 18 de abril. 

A circulação das lanchinhas fica proibida das 20h30 às 5h, até 19 de abril, limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade da embarcação nos dias 17 e 18 de abril. 

Aulas presenciais e eventos

Continuam suspensas, até 19 de abril, as aulas presenciais nas unidades de ensino, públicas e particulares, ressalvados os estágios curriculares obrigatórios dos cursos da área de saúde. 

Permanecem proibidos também os eventos e atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, como eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

Fonte: ASCOM - GOV-BA

MARI themes

Tecnologia do Blogger.