Assembleia do SINDSPUJ avalia a proposta de reajuste do Governo, toma decisões, faz contraproposta e mantém a greve!

A assembleia geral extraordinária realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguarari na última sexta-feira (09/11/2018), analisou a proposta do atual governo, no tocante as reivindicações deste sindicato. Em tal proposta, o governo decide pagar o piso do magistério (com o reajuste de 6,81) e o reajuste de 5% para os demais servidores, a partir do mês dezembro. Já o retroativo ficaria para ser definido em outro momento da negociação, ponto que decepcionou a categoria.

Ao ouvir a explanação da proposta na assembleia, os servidores avaliaram que houve um avanço na negociação, pois o atual governo garante cumprir piso do Magistério, direito que foi negado pelo governo anterior que apenas mencionou pagar apenas 2,95% de reajuste (o que não representava nem metade do percentual que a categoria tem direito). Para as demais categorias, assegura o 5% de reajuste. Apesar de se tratar do mesmo percentual oferecido pelo governo anterior (que não sustentou a proposta diante de assembleia repleta em 20/09/2018), esta proposta de 5% agora assegurada pelo governo atual, tem aspecto positivo, porque contemplará reajuste salarial para todos as categorias de servidores existente na folha de pagamento da PMJ, sem exceção.

Entretanto, o embaraço da proposta do governo, ficou na indefinição de como será pago o retroativo referente aos meses anteriores. Acreditávamos que o governo apresentaria uma forma de pagamento deste direito, através de um ofício que chegou às mãos do SINDSPUJ, ainda no dia 09/11/2018, mas para frustração de todos, em tal ofício apenas foi mencionado discussão desse retroativo de direito, em janeiro de 2019. Assim ficou difícil de solucionar o impasse, naquele momento!

Em virtude disso, os servidores avaliaram que da forma apresentada, a proposta do governo ainda não atende as reivindicações da greve, já que não define como será pago o retroativo. Mas, se o governo (em consenso com sindicato) mostrar como pagará o retroativo de sua proposta de reajuste, sem que haja prejuízo para os servidores, e a partir daí, um projeto de lei for elaborado de imediato neste sentido, um grande passo será dado para resolver o impasse, pois temos certeza de que a Câmara Municipal de Jaguarari, fará sua parte logo que um projeto de lei dessa natureza chegue naquela Casa de Leis.

Diante deste contexto de negociação salarial, passamos a acreditar que estamos próximo de um desfecho benéfico para todos, pois a proposta do governo de reajustar o salário dos servidores a partir de dezembro do ano em curso, sem dúvida, contemplará as reivindicações da greve, se no projeto de lei respectivo a ser criado conforme sugestão do SINDSPUJ, definir a forma do pagamento do retroativo dos 6,81% do Magistério e dos 5% para as demais categorias de servidores, sem exceção.

Estamos falando de uma definição que esteja em sintonia com a deliberação da última assembleia deste sindicato (ou de outra que se faça necessário), com parcelamento para ser pago a partir dos primeiros meses de 2019, já que o governo alega não poder pagar a retroatividade salarial em foco, no mês em que garantiu fazer a correção salarial.

Oportuno dizer, que o SINDSPUJ através de ofício, informou ao Governo, que em assembleia os servidores decidiram que não aceitam sua proposta salarial com o retroativo indefinido, mas neste mesmo ofício, solicitou o agendamento de uma reunião na terça-feira passada, para detalhar a contraproposta feita por esta mesma assembleia conforme relato acima.

A solicitação de agendamento foi atendida, ocorreu mais uma reunião de negociação salarial na tarde do dia 13/11/2018, inclusive com a presença do prefeito. Para detalhes, faremos assembleia geral extraordinária nesta sexta, tempo em que decisões importantíssimas serão tomadas pelos servidores em plenária, mediante análise de tudo que aconteceu na reunião referida, principalmente daquilo que se refere a proposta e contraproposta de parcelamento do retroativo em discussão.

Por fim, o SINDSPUJ parabeniza a todos os servidores que permanecem firme na greve! são quase dois meses de greve, e os servidores continuam na luta até que a efetivação dos direitos seja garantida na forma reivindicada. 
Neste movimento grevista, cada servidor tem sido um braço forte nesta luta! Parabéns a todos! Lutar sempre vale a pena! 

Firme na luta,

DIRETORIA EXECUTIVA