Nota de esclarecimento contra as inverdades e ataques proferidas a este Blog pelo "jornal" da rádio do ex-prefeito desta cidade

O “jornalismo” praticado por uma rádio de Jaguarari, a qual, em seus quase 20 (vinte) anos de existência é uma vergonha! Um “jornal” que durante todos estes anos serviu para duas coisas:
1. Atacar os gestores que não cediam as “chantagens” de seu âncora, que acusava os prefeitos até quando um morador desatento tropeçava em um grão de areia no meio da rua, mas quando adquiria cotas de publicidade na referida rádio, defendia com unhas e dentes a gestão;
2. Fazer um palanque político para o seu proprietário, elevando a gravidade de reclamações populares contra as gestões em curso para se mostrar o “salvador da pátria”.
Este mesmo “jornal”, por diversas vezes foi alvo de ações da Justiça para garantir direitos de respostas, isso porque só permitia e continua permitindo usar o “espaço cidadão” aqueles que são “camaradas”. Que imparcialidade e credibilidade tem este “jornal”?
Nos últimos meses o tal “jornal” usa do espaço ilimitado que possui para disseminar acusações e ódio tentando jogar a opinião pública contra o blog e seu editor chefe, o que pode vir a causar danos irreparáveis, ou seja, mais uma falta de ética e compromisso com a verdade.
Na edição desta quarta-feira, 31.10.2018, mais uma vez o “jornal” volta a atacar de forma caluniosa, irresponsável, vil e explicitamente com o intuito de camuflar o ato criminoso praticado por militantes do ex-prefeito e sócio proprietário desta fábrica de ódio no município, ao insinuar que o Blog Jaguararionline seria o responsável pelas agressões cometidas contra a Juíza da Comarca de Jaguarari, por ter divulgado em primeira mão, o indeferimento da Justiça local ao pedido de Ação Declaratória de Nulidade na CPP 02/2018.
Ressalto e prefiro crer que os “jornalistas” da rádio, saibam que existem fontes de informações livres para serem consultadas, assim como há outros meios legais de adquirir determinadas informações e a Lei garante, além do acesso à informação, a proteção do sigilo da fonte. Saliento ainda, que a informação publicada, já havia sido lançada na plataforma própria e não era segredo de Justiça, logo não há crime algum, muito menos incitação aos militantes que justificasse a prática de atos criminosos contra o Poder Judiciário.
Um “jornal” e uma emissora que nos 15 (quinze) meses em que o seu proprietário esteve à frente da administração municipal, não tecia ou fazia nenhuma denúncia ou crítica a gestão pública de seu dono, que credibilidade detém para medir os demais meios de informação com a sua própria “régua”? Agora bastou o bastão da gestão pública sair das mãos do patrão que até briga ao vivo entre seus apresentadores aconteceu, fato que todos ouviram e, tudo por conta do comportamento de um dos apresentadores que se abstinha de criticar a gestão do atual prefeito do município. Isso é credibilidade “jornal”? Isso é ter a preocupação com o que se leva aos ouvidos da população de Jaguarari “jornal”?
O Blog Jaguarari Online pauta sempre em fontes seguras e trabalha única e exclusivamente em fatos reais e concretos. Todas as denúncias aqui publicadas estão aos olhos de toda a sociedade e também da Justiça. Com toda esta postura truculenta e repugnante adota pelo “jornal” da rádio do ex-prefeito e seus “jornalistas” são compreensíveis, haja vista a inexistência de credibilidade perante a maior parte da população. Um “jornal” que “cata” notícias “aqui e ali” e sequer cita a fonte não pode ter o título de jornal. Jornal de verdade pesquisa, busca fontes diversas, investiga e não trabalha apenas em cima de fofoca passadas por mensagens virtuais, sem sequer checar a veracidade. Jornal que se presa, dá espaço ao contraditório. Espero que a população jaguarariense analise e veja quem de fato mente todos os dias e mais, estimula o ódio entre adversários políticos.

Jaguarari Online