Em recurso contra decisão judicial, ex-prefeito Everton Rocha (PSDB) admite a condição de afastado do cargo enquanto alguns “seguidores” ameaçam “chutar” para fora atuais funcionários das secretarias de saúde e desenvolvimento social

Resultado de imagem para e agoraApós a decisão de Nº 8005811-57.2018.8.05.0000, proferida na última sexta-feira, 19, pelo Juiz Dr. José Luiz Pessoa Cardoso, que mantém afastado por até 180 dias do cargo de prefeito de Jaguarari, o tucano Everton Carvalho Rocha recorreu da decisão nesta segunda-feira, 23. Mas o que chama a atenção, de fato, é o teor da peça da defesa, haja vista ter sido propagado pelo recorrente e seus “seguidores”, nos últimos dias, que o seu retorno deveria acontecer até esta última segunda-feira, 22 (palavras do ex-procurador e ex-secretário no programa de informações da rádio local), o que não aconteceu, como tantas outras vezes divulgado. Na defesa, o ex-prefeito Everton Rocha reconhece o seu status de afastado logo no primeiro parágrafo quando diz: (...) vem (...) perante V. Exa., requerer a RECONSIDERAÇÃO da decisão vergastada – ID 2112829 -, proferida em 19 de outubro de 2018 (...) e continua no parágrafo seguinte: (...) acaso não haja reconsideração, requer que seja encaminhado o presente recurso, com a urgência que a medida impõe, para apreciação do Pleno deste Tribunal (...), e finaliza:  (...) pede o acolhimento do presente pedido, requerendo que seja analisado, de logo, o pedido de reconsideração (...). Ora bolas, se o retorno do alcaide ao cargo, de onde fora afastado e cassado por suspeitas e acusações de diversos crimes e fraudes financeiras e administrativas, estava a ponto de acontecer até ontem (segunda-feira, 22/10), o porquê pedir ao juiz que o sentenciou que reconsidere a sua decisão? Muito estranha esta situação, mais estranhas ainda são as afirmações que deixam “seu povo” apreensivo, gastando com fogos, camisas e bandeiras; e o pior: faz com que pessoas saíam por aí vaiando as pessoas nas ruas e ameaçando “chutar por afora funcionários das secretarias de saúde e desenvolvimento social. É esse o papel de um líder de verdade? São pessoas deste nível que o ex-prefeito quer se cercar, que mal reassumiu um posto de terceiro escalão e já quer maltratar seus conterrâneos? É bom que o ex-prefeito e algumas pessoas de seu grupo reavalie suas posturas, suas atitudes. Não se comemora quando o ovo ainda não foi gerado dentro da galinha.