Jaguarari: Voltam a surgir reclamações de atraso de pagamento do transporte escolar e excesso de burocracia

Motoristas e proprietários de transportes escolar, locados à empresa que, temporariamente, gerencia o serviço em Jaguarari, voltam a reclamar de atrasos de pagamento. Segundo informações chegadas ao Jaguarari Online, os donos ainda não receberam, da empresa responsável, o valor referente ao MÊS DE JUNHO. E para piorar, além da empresa não ter feito a correção do valor por quilometro rodado, reduziu o valor em R$ 0,05 (cinco centavos) e para completar, a atual empresa passou a descontar, da mixaria que paga, um valor superior ao que se cobrava em anos anteriores. Outra reclamação constante, dos proprietários, é a interminável burocracia solicitada; desta vez a empresa, que nem pagou o serviço prestado no mês de junho, está exigindo NOTA FISCAL dos donos dos veículos, o que vai gerar mais imposto a ser pago pelos prestadores de serviços. Resta saber: até que ponto a prefeitura de Jaguarari é conivente e responsável com tamanho absurdo? Afinal, não é o prefeito que têm que arcar por mais de 60 dias, com as despesas dos mais variados carros locados, tampouco é ele que possui apenas esta fonte de renda para alimentar as famílias destes proprietários. É iminente que uma atitude precisa ser adota pela prefeitura que contratou a empresa para gerir de forma eficiente, para todos e não apenas para a empresa ou prefeitura.
Ao menos nos próximos dois dias não há certeza de que estes transportes recebam pelos serviços prestados no mês de junho.