Sem água para beber, moradores de Monte Alegre e Santa Maria cobram da prefeitura providências urgentes

Moradores das comunidades de Monte Alegre e Santa Maria, na região de Pilar, entraram em contato com a reportagem do Jaguarari Online para expor a situação difícil em que estão passando. Segundo as informações, a falta de água para o consumo humano, que é de competência da prefeitura de Jaguarari, não atende a demanda e necessidade de todas as famílias. Os relatos que chegaram ao JO, muitos moradores, entre idosos, estão buscando água de cacimba para não padecer de cede.
De acordo com um dos moradores que conversou através do nosso WhatsApp, o secretário distrital, Carlos André e a servidora Rivanete, possuem conhecimento da precariedade do abastecimento, prometem atender, mas água não chega aos reservatórios das famílias. E ainda carece de água para o consumo animal.
“Eles colocaram meia carrada de água faz mais de trinta dias, aqui já tem gente pegando água de cachimba para não ficar sem água. Eu mesmo fui pessoalmente a subprefeitura falar com o André e essa mulher (Nete), eles dizem é amanhã e esse amanhã nunca chega! Mandei mensagem para o André já tem uns dias e ele nunca deu um parecer. Aqui nem pagando a gente consegue água; rapaz tem gente de mais de oitenta anos sem um pingo de água”, desabafou um morador.
Após um levantamento de dados, descobrimos que há mais de 150 famílias cadastradas e apenas 1 carro pipa para atender. A cota de carros pipa, de 16 mil litros, é de 40 por mês e são divididos por duas famílias, o que faz com que, desta maneira que está sendo realizada, uma família receba água a cada 60 dias.
Um outro agravante que nossa equipe conseguiu apurar, é que o posto que ganhou a licitação para fornecer óleo diese fica no distrito de Santa Rosa, há 34 km de Pilar, obviamente a perda de tempo e o desperdício de combustível é evidente.
Nossa redação tentou contato com o secretário André, mas não conseguimos.
Rivanete, citada pelos moradores, disse que a subprefeitura tem feito o possível, dentro das possibilidades, para conseguir atender toda a demanda, que no momento há um carro pipa atendendo as famílias cadastradas e um outro carro pipa está sendo providenciado para ajudar na demanda do momento, mas a distância entre o reservatório e as comunidades chega a quase 160 km (ida e volta), sem contar que dependem da cota (para mais ou para menos) liberada pela mineração caraíba.
O Jaguarari Online continuará acompanhando esta problemática e você também pode enviar as suas críticas e elogios para a nossa redação, através dos canais:
(74) 99811-1272 – WhatsApp