EVERTON ROCHA SERÁ JULGADO PELA SEGUNDA VEZ PELA CÂMARA E CASSAÇÃO É DADA COMO INEVITÁVEL


O prefeito de Jaguarari, Everton Rocha (PSDB), cassado em 21 de fevereiro por 12 votos a 1 (CPP 001/2017), pela Câmara de vereadores do município, vem se mantendo no cargo por força de uma liminar concedida por um Desembargador do TJ-BA, poderá ser cassado pela segunda vez. O prefeito enfrentará o julgamento pelo crime de fraude em licitação (CPP 001/2018), acusação feita à Câmara e ao Ministério Público por um funcionário do setor de tributos. O prefeito ainda é alvo de outra ação (CPP 002/2018) sob a acusação de entrega fora do prazo legal, da LOA – Lei Orçamentária Anual. A Sessão que poderá cassar o gestor acontecerá nesta quinta-feira, 29 de março às 14h na Câmara Municipal de Jaguarari. Além deste processo, o então chefe do executivo enfrenta outra denúncia na Casa e recentemente teve o pedido de afastamento, desta vez na justiça, solicitado pelo Ministério Público, mas que ainda não foi deliberado pela Juíza local. Para que seja cassado, o prefeito precisa que pelo menos 9 dos 13 vereadores votem favoráveis à denúncia, caso contrário será arquivada, caso Se cassado, assumirá o cargo de prefeito do município, o vice-prefeito Dr. Fabrício Santana D’Agostino.