Caros Jaguararienses, consternados com o fato ocorrido em 25 de Dezembro de 2017, nos solidarizamos aos familiares da Recém Nascida (RN) que, por causas alheias à vontade de qualquer ser humano, tiveram seus sonhos interrompidos de forma abrupta. 

A gestão municipal tem o dever de resguardar a assistência à saúde com humanização, e assim o fazemos. Durante a ocorrência deste fato, o nosso Secretário de Saúde, Antônio Marcos e o Prefeito Municipal, Everton Rocha, estiveram o tempo todo oferecendo apoio durante as horas em que a equipe de saúde tentava salvar a vida da brava RN. 

O fato será investigado por instauração de sindicância interna com formação de comissão para apurar o que houve, desde a chegada da parturiente até o desfecho final do episódio. Todos os envolvidos serão ouvidos para, posteriormente, esclarecermos tudo à sociedade.  O papel da gestão é ser transparente em tudo o que faz. 

O conselho municipal de saúde, através de nota, também  informa que apurará o caso. Contamos com o apoio deste órgão regulador e fiscalizador da saúde para ser, como sempre,  um braço da gestão, deixando nossas paixões eleitoreiras de lado e voltando nossas atenções à prestação de serviço de saúde com dignidade. 

Sem emitir opinião própria sobre o caso,  assinamos essa nota com profunda tristeza pela perda. Transmitimos assim, os nossos sinceros sentimentos à família por essa dor irreparável. 

Dr. André Souza Oliveira Brito 
Diretor Clínico - HMJ 

Kessia Rodrigues 
Diretora de Atenção Básica 
Conselheira Municipal de Saúde 

Francisco Manoel do N. Neto 
Coordenador de Assistência Farmacêutica
Suplente de Conselheiro Municipal de Saúde

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) está atendendo os municípios de Euclides da Cunha, Monte Santo, Cansanção, Nordestina e Quijingue com vazão de água distribuída reduzida (50% do normal), em decorrência de problemas em equipamentos de adução e eletromecânicos do Sistema Integrado de Água Tucano I. Os serviços de recuperação totais serão concluídos até o próximo domingo (31). Até lá, a empresa continuará abastecendo com prioridade as localidades mais afetadas, e é recomendável que toda a população economize água durante este período.

Após a conclusão total dos trabalhos executados, a Embasa retomará a oferta de água em sua normalidade, regularizando o abastecimento gradativamente. 

 Atenciosamente

Assessoria de Comunicação da Embasa
(74) 3541-8400

A Câmara Municipal de Vereadores do município de Jaguarari, a 397 km de Salvador, suspendeu, por falta de quórum, Sessão Ordinária que discutiria e votaria a estimativa de receita para o exercício 2018 do poder executivo, bem como a Sessão Extraordinária que tinha em pauta, as leituras de denúncias contra o prefeito Everton Rocha e o presidente da Câmara, Márcio Gomes. Havia uma forte expectativa quanto ao desfecho das duas denúncias na Sessão em tela, mas por número insuficiente de edis a Sessão foi adiada. Entramos em contato com a Câmara municipal, onde colhemos a informação que, alguns vereadores não puderam se fazer presentes no dia de hoje, em decorrência de problemas de força maior, motivo que impossibilitou o quórum necessário (7 vereadores) para a realização da Sessão, no entanto apenas 3 (três) compareceram. Como a LOA - Lei Orçamentária Anual / 2018 ainda não foi votada, a Câmara não pode encerrar os trabalhos do corrente ano ficando agendada para a próxima quinta-feira (4.1.2018) a votação dos procedimentos de praxe do poder Legislativo.



É com imensa tristeza e indignação que o Conselho Municipal de Saúde de Jaguarari, presta solidariedade e condolências a família pelo falecimento prematuro de sua filha, ocorrido neste dia 24 de dezembro de 2017. Porém e necessário esclarecer nesse momento, que o CMS tomará sim as medidas cabíveis de investigação e esclarecimento do caso, no intuito de fazer com que fatos como estes não tornem a acontecer e que possa se assegurar a devida aplicação dos recursos públicos e o funcionamento dos serviços de saúde como garante a constituição federal. Estaremos na primeira semana do mês de Janeiro de 2018, realizando reunião extraordinária no sentido de dar os encaminhamentos de praxe para a investigação desse caso. É um tanto irresponsável e precipitada nesse momento o posicionamento de alguns cidadãos em julgar ou apontar culpados sem ouvir todos os envolvidos, profissionais e familiares. É inadmissível, mesmo sabendo da corresponsabilidade do Conselho Municipal de Saúde, que este colegiado venha sendo alvo de criticas e apontado como culpado por a saúde em nosso município e macrorregião encontra-se caótica. 
Vale esclarecer que foi justamente por palavreado bonito, que o povo se deixou iludir e hoje sofre as mazelas que vivenciamos dia a dia. Essas atitudes em redes sociais de nada contribuem para a construção de dias melhores em nossa terra. Pois quando se afirma que esse Colegiado deu nota 10 a saúde, há um grande equivoco, pois na última votação da prestação de contas, ocorrida no dia 13 de dezembro do ano em curso, o resultado foi 04 votos pela aprovação, 02 pela aprovação com ressalvas e 03 pela reprovação, conforme consta em livro de ata disponível para verificação, por qualquer usuário dos SUS ou autoridade. 
Porém em uma democracia vence a maioria independente do posicionamento de um ou de outro. 
Finalizamos ratificando o compromisso social, desse Colegiado, pela efetivação dos direitos dos usuários do Sistema Único de Saúde, deixando claro que este CMS tem competência e outros valores, para exercer o controle social nos serviços de saúde e que já mais se esquivará de cumprir com suas obrigações. 

Jaguarari-BA, 27 de Dezembro de 2017.

Erasmo Morgado de Souza
Presidente do CMS

Uma segunda denúncia contra o prefeito Everton Rocha foi protocolada na Câmara de Jaguarari, que será lida na Sessão desta quinta-feira (28) e, se aceita, outro processo investigatório será instaurado pelo legislativo para apurar possível crime de responsabilidade político-administrativo.
Com exclusividade, a reportagem do Jaguarari Online teve acesso ao teor da denúncia e trás em primeira mão detalhes que constam no texto que será avaliado pelos vereadores.
DENUNCIANTE
Klyton Marceu Rosa Silva
DATA DA DENÚNCIA
26 de dezembro de 2017
OBJETO DA DENÚNCIA
Sistema de Controle de Tributos (software)
DESCRIÇÃO RESUMIDA DA DENÚNCIA
O denunciante afirma que o município utilizou, até agosto, os serviços da empresa ADM SISTEMAS, que a administração aderiu ao software da empresa INTERSOL, sem qualquer contrato formal e após o início da operação da empresa citada foi publicado no Diário Oficial aviso de licitação, onde a empresa ADM SISTEMAS apresentou a melhor e mais econômica oferta, ficando a VALUTARE CONSULTORIA TRIBUTÁRIA LTDA – EPP em segundo lugar com a proposta de R$ 54.500,00 (cinquenta e quatro mil e quinhentos reais). Marceu afirma que o Sr. “Lucas” determinou que os funcionários do setor encontrassem meios de desqualificar a empresa ADM SISTEMAS para a VALUTARE ser declarada vencedora do certame. A denúncia reza, ainda, que mesmo com a formalização do contrato tendo sido feito com a VALUTARE, quem fornecia o software era a INTERSOL, a qual bloqueou por diversas vezes o sistema por atrasos de pagamento.
Tentamos contato com a assessoria de comunicação do prefeito, mas não conseguimos.

Ao aceitar denúncia contra o prefeito de Jaguarari, Everton Rocha, criar Comissão Processante para investigar as denúncias envolvendo a locação e pagamento de veículos à empresa RGB, de responsabilidade do então prefeito, a Câmara se vê diante de uma saia justa, ao receber denúncia contra o presidente da Casa, o vereador Márcio Gomes, acusando-o de contratar e manter de forma duvidosa duas funcionárias no quadro de funcionários. A denúncia foi protocolada pelo advogado Reges Gonçalves no último dia 21.
Na noite desta terça-feira (26), em um grupo de rede social, duas imagens circularam onde aparece o nome do referido advogado, ora denunciante, evidenciando que no mês de abril de 2017 Ele (Reges Gonçalves) era simultaneamente funcionário do município de Jaguarari e Sento Sé, respectivamente. 
Em Jaguarari, de acordo com dados do TCM, Reges ocupava a função de Procurador de Assistência Judiciária, já na cidade de Sento Sé, a função de Subprocurador, onde pairou a dúvida quanto a legalidade e possibilidade de exercer as duas funções, haja vista a distância entre os dois municípios. 
Entramos em contato com Reges Gonçalves, advogado e denunciante, para esclarecermos possíveis dúvidas quanto a atuação profissional no caso citado em rede social. De forma direta e objetiva Reges esclareceu a falta de conhecimento de algumas pessoas dizendo: “Sou advogado trabalho um dia da semana em Sento Sé, e trabalhava um dia da semana em Jaguarari, da mesma forma que médicos dão plantão em Jaguarari, Senhor do Bonfim e Campo Formoso”, e concluiu: “Se tiver mais alguma prefeitura que queira me contratar me avise, pois tenho disponibilidade ainda”.

O seminário de discussão ou colóquio para enfatizar a troca de ideias a respeito da situação do trabalho infantil, aconteceu no dia 19 e 20 e dezembro de 2017. Workshop realizado pela secretária de Assistência Social traves da secretaria, Vera Magalhães, com a temática – Trabalho infantil uma problemática que compromete o desenvolvimento infanto-juvenil. Desse modo, o evento contou com a participações dos palestrantes, Fermando Brandão-economista, ex. diretor do fundo nacional de assistência social e de gestão do SUAS, Mana Pinho-pedagoga, técnica consultora, Margarida Jambeiro-administradora, técnica consultora. Encima do tema iniciou-se o debate apontando as problemáticas e as causas que as vezes passam despercebidos pela, sociedade e órgãos públicos. No final do debate, todos que se fizeram presente saíram com um sentimento de que o primeiro passo foi dado, na busca de diminuir e acabar de vez com o trabalho infantil em Senhor do Bonfim. José Antônio afirmou o compromisso que tem o governo no combate ao trabalho infantil.
“Nosso governo com líder Carlos Brasileiro temos uma política de combate ao trabalho infantil, por entendemos que os mesmos devem ir à escola, estudar e praticar atividades lúdicas. Parabenizou a companheira Vera Magalhães, por estar nesse esforço enorme que nós estamos fazendo para com que o trabalho infantil seja combatido em nossa cidade”.

O Workshop aconteceu no auditório da Universidade do vale do São Francisco (UNIVASF).

ASCOM

Representantes da Embasa participaram de um encontro promovido pelo Fórum de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável (FDLIS) na manhã desta quarta-feira (20) na Câmara Municipal de Vereadores de Andorinha. O encontro teve como objetivo discutir os usos da água da Barragem do Açude de Andorinha II, manancial importante do município e operado pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), e contou com a presença do prefeito Renatinho, de vereadores, pescadores, irrigantes, líderes comunitários e ribeirinhos.

Na oportunidade, o gerente da Unidade Regional da Embasa de Senhor do Bonfim, Vinícius Araújo, mostrou um panorama da campanha de racionamento da água na região e os principais fatores que justificam a necessidade de utilização da Barragem de Andorinha II pela empresa. “A Barragem de Ponto Novo, que atende sete municípios da região, incluindo Andorinha, está com apenas 49% de sua capacidade de armazenamento e, por isso, precisamos adotar estratégias para preservá-la”, explicou o gestor que pediu a compreensão dos demais usuários do açude, que estão preocupados com o possível colapso do mesmo, atualmente com mais de 3,8 milhões de metros cúbicos de água acumulados (47,5%).

De acordo com Vinícius, a Embasa pretende captar 16 Litros(L) por segundo (s) de água no manancial, vazão esta outorgada pela Agência Nacional de Águas (ANA), com início previsto para o primeiro trimestre de 2018, a depender do cenário hídrico. Atualmente os principais usuários da água da Barragem são a Prefeitura Municipal, que capta 13 L/s para atender parte da população através de caminhões-pipa; a empresa mineradora Ferbasa (05 L/s); agricultores e ribeirinhos (04 L/s, juntos). Já a evaporação consome 111,6 L/s e é considerada a maior consumidora da água disponível, conforme estimativas da empresa.

Para o prefeito Renatinho, a discussão foi um momento importante para esclarecer a população sobre a situação da barragem e sua utilidade. “Espero que possamos exercitar este diálogo e chegar a um consenso sobre os diversos usos, de forma que a gente atenda o interesse de todos e mantenha a sustentabilidade do manancial”, destacou o prefeito.

Qualidade da água

A água do Açude de Andorinha II contém 44 mg de cloreto por litro (Cl/L), bem abaixo da quantidade encontrada na água da Barragem de Ponto Novo (90mg de Cl/L), de acordo com estudos realizados pelo Laboratório de Análise Físico-química e Bacteriológica da Embasa. Na ocasião, o biólogo e supervisor de Tratamento de Água da empresa, José Augusto, tranquilizou os presentes, reafirmando que a água é considerada de qualidade e destacou o processo de tratamento realizado pela Embasa. “Fazemos um trabalho sério em todos os processos, desde a captação até a entrega da água em suas residências, para garantir que a água fornecida chegue dentro dos padrões exigidos pelo Ministério da Saúde”, ressaltou Augusto.

Obra da Embasa

Para atender o município de Andorinha com água da Barragem do Açude de Andorinha II e conferir uma maior segurança hídrica, a Embasa realizou investimentos de mais de R$ 1 Milhão com a implantação de captação flutuante, instalação de um conjunto motor bomba; e a reativação de uma estação de tratamento da água, que inclui recuperação de dois filtros de concreto armado, implantação de um filtro de aço e equipamentos hidráulicos, além da instalação de uma subestação de energia elétrica, reativação de duas estações elevatórias de água, construção de um reservatório para reaproveitamento da água de lavagem dos filtros e adutoras para entroncamento na tubulação já existente. O empreendimento já está quase concluído e deve ser entregue no início do ano que vem. 


Atenciosamente

Adriano Aleixo
Assessoria de Comunicação da Embasa
Unidade Regional de Senhor do Bonfim
74 - 3541 8400
74- 99129 3746 (Tim/WhatsApp)
1513607519079_assinatura-email-embasa-jul2013

Empresas contratadas receberam valores que variam entre R$ 540 mil a R$ 35 mil
O Ministério Público denunciou, na manhã desta terça-feira (19), o atual prefeito de Irecê, Elmo Vaz, por um gasto de quase R$ 1,2 milhão. Segundo o MP, a gestão contratou pessoas e sete escritórios para executar os serviços de assessoria jurídica e contábil, sem realizar o processo de licitação.

A denúncia de inexigibilidade foi assinada pelos vereadores Toinho do Judô e Margarida Cardoso, que garantem que no quadro municipal já existe um setor responsável para cumprir os serviços.

O prefeito deverá responder por ato de improbidade administrativa e desvio de recursos públicos por ter realizado contratações sem o procedimento padrão.

As empresas contratadas receberam valores que variam entre R$ 540 mil a R$ 35 mil.

Fonte: Itaberabaemfoco

Em um evento solene com aproximadamente 100 vice-prefeitos realizada em Salvador, nesta manhã de segunda-feira (18/12), foi criado uma associação com o nome (UVPB) - União dos Vice-prefeitos da Bahia. Salienta-se que um dos principais objetivos de a mesma ser criada, é fazer com que os vices possam efetivamente participar da administração municipal, ajudando os prefeitos durante sua gestão. Desse modo, durante a reunião foi aprovado o estatuto. Sendo assim, já marcaram a próxima reunião para o dia 29 de janeiro de 2018, para aprovação do regimento interno e o regulamento de novas eleições. 
“Estamos criando hoje um mecanismo de fortalecimento dos vices, para fortalecer o prefeito e as políticas públicas do município”. Finalizou José Antônio
O evento solene aconteceu na antiga EBDA, no Bairro de Itapuã, Salvador-BA

ASCOM

A Prefeitura de Filadélfia encerra 2017 dando exemplos, mesmo em tempos de crise e apesar das dificuldades encontradas ao longo do ano, o Governo da Reconstrução fez grandes ajustes e de Janeiro a Dezembro está pagando aos servidores em dia. Isso sim é comprometimento com o  funcionalismo público, com o comércio e com a cidade de forma geral,  isso sim é credibilidade! 

Prefeitura de Filadélfia 
GOVERNO DA RECONSTRUÇÃO

O Ministério Público do Estado da Bahia não terá expediente entre os próximos dias 20 de dezembro e 6 de janeiro de 2018 em razão do recesso forense, que ocorrerá no mesmo período. Procuradores e promotores de Justiça trabalharão em regime de plantão, conforme escala publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE). O expediente dos serviços administrativos considerados essenciais e/ou que não admitam interrupção obedecerá à escala de plantão organizada pela Superintendência de Gestão Administrativa, publicada também no DJE.


Cecom/MP - Telefones: (71) 3103-0446 / 0449 / 0448 / 0499 / 6502

A Desembargadora MARIA DO SOCORRO BARRETO SANTIAGO, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, DEFERIU pedido de Liminar suspendendo a decisão que anulava a Sessão da Câmara do dia 30.11.2017 que aceitou pedido de denúncia e criou Comissão Processante (CP) para apurar crime de responsabilidade político-administrativo contra o prefeito do município, Sr. Everton Carvalho Rocha, referente a contratação e pagamento de empresa para locação de veículos (RGB Transportes e Locações), nas situações já divulgadas envolvendo os veículos DOBLÔ e MONTANA, bem como a transferência via conta de pessoa física da LÍBIA ROCHA para o proprietário dos automóveis em tela.
Leia a íntegra da decisão:

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA
Tribunal Pleno
Processo: SUSPENSÃO DE LIMINAR OU ANTECIPAÇÃO DE TUTELA n. 8001314-34.2017.8.05.0000
Órgão Julgador: Tribunal Pleno
AUTOR: Câmara Municipal de Jaguarari Advogado(s): CELSO NEGRAO DA FONSECA JUNIOR (OAB:0022177/BA)
RÉU: VALNEY VITOR DA SILVA e outros (5) Advogado(s): REGES GONCALVES COSTA PINTO (OAB:0047821/BA)

DECISÃO

I - A CÂMARA MUNICIPAL DE JAGUARARI, por seu procurador, formulou o presente pedido de suspensão da execução da tutela antecipada concedida na Ação Anulatória de Ato Administrativo nº. 8000697-45.2017.8.05.0139, ajuizada por VALNEY VITOR DA SILVA e OUTROS. 

A decisão, cujos efeitos se pretende sustar, determinou "a anulação da sessão realizada na Câmara Municipal no dia 30/11/2017, em todos os seus termos, determinado a realização de uma nova sessão, que deve ser designada pelo re no prazo máximo de 10 dias, dando-se ampla divulgação da data aprazada e direito de acesso aos cidadãos que desejem assisti-la".
A Requerente relata que, ao contrário do que afirmaram os autores, ora requeridos, foi dada ampla publicidade à referida sessão, destinada à leitura e recebimento de denúncia que redundou na abertura de processo administrativo para apurar infração imputada ao Prefeito do Município de Jaguarari, mediante transmissão ao vivo pelas redes sociais e por carro de som instalado na frente da Casa Legislativa.
Esclarece que "a Câmara de Jaguarari enfrentou procedimento similar em 2006, cujo comportamento de alguns cidadãos resultou em incêndio criminoso à sede do Poder Legislativo, amplamente noticiada pela imprensa baiana", associado ao clima de violência ocorrido na sessão anterior (23/11/2017) e "no intuito de observar o que dispõe a legislação pertinente, em especial o Poder de Polícia conferido pelo Regimento Interno, é que o Presidente acatou a recomendação da Polícia Militar em controlar o acesso, permitindo o preenchimento ate a sua capacidade máxima, assegurando assentos aos Assessores do Vereadores (para prestarem assessoramento durante o expediente), e aos demais munícipes interessados no acompanhamento da Sessão".
Aduz que foram editadas portarias para credenciamento da imprensa para evitar que cidadão, travestido de jornalista, pudesse circular livremente no plenário, e para a restrição do uso de celular para evitar perturbação e interrupção pelo uso do aparelho.
Sustenta a medida impugnada causa grave lesão à ordem pública, tendo em vista que interferiu, indevidamente, no mérito da organização administrativa da Câmara, matéria interna corporis, imiscuindo-se no juízo de conveniência e oportunidade afetos exclusivamente à Administração para a realização de sua Sessão, em flagrante violação ao princípio da separação de poderes, estabelecido no artigo 2º, II, da Constituição Federal. 
É o relatório. 
II – Trata-se, na origem, de Ação Anulatória de Ato Administrativo, com pedido de tutela de urgência, ajuizada por Valney Vitor da Silva e outros contra o Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Jaguarari, cuja pretensão é anular a Sessão ocorrida em 30 de novembro de 2017, sob a alegação de arbitrariedade e ilegalidade no obstáculo ao acesso, mediante distribuição de "senhas" aos "escolhidos", na exigência de documentação da imprensa e na proibição de uso de celular.
A Magistrada da causa concedeu a medida requerida, em síntese, sob os seguintes fundamentos: Portanto, o fumus boni iuris se revela evidente, na medida em que, mesmo tendo o seu direito garantido constitucionalmente à publicidade dos atos praticados na administração pública, o cidadão de Jaguarari ficou tolhido da sua condição de observador da eficácia e do controle dos atos administrativos.
Isto porque é fato público e notório que, no dia 30/11/2017, alguns cidadãos não puderam acompanhar a sessão que estava sendo realizada na Câmara de vereadores. Quando o requerido determinou a entrega de senhas e a limitação dos expectadores da referida sessão, cuja anulação ora se busca, não se sabe se o motivo que o conduziu foi o narrado e alegado pelos autores, qual seja, escolher quem assistiria a tal sessão e limitar o acesso dos requerente e demais expectadores que assinaram o documento de ID 9519485. Mas o fato é que a sessão é pública e tem que estar disponível a quem tenha interesse em assisti-la. Não é constitucional limitar a entrada de qualquer pessoa, ainda que as razões sejam de conter qualquer tumulto.
Se a casa legislativa não comporta todos que tem interesse em assistir a sessão em questão, que a referida reunião seja realizada em local que comporte todos expectadores interessados, devendo esse ato ser repetido sob a égide dos princípios que regem a administração pública, mormente o princípios da transparência e da publicidade.
Infere-se, dos autos, que o Requerente instruiu o pedido, dentre outros documentos, com noticia de incêndio supostamente provocado para impedir a realização de sessão legislativa para votação de cassação de um grupo de vereadores do Município de Jaguarari, publicada no A Tarde On Line de 22/05/2006 (evento 589558); certidão do respectivo processo criminal em trâmite (evento 589559); Boletim de Ocorrência com notícia de atos de violência praticado na sessão realizada em 23/11/2017 (evento 589561); ofícios expedidos à Magistrada, ao Ministério Público e à Polícia Civil e Militar a fim de acompanhar a sessão (evento 589562); contrato de carro de som para transmissão da sessão de 30/11/2017 (evento 589568); comprovante de transmissão on line (evento 589570); portaria de regulamentação de credenciamento da imprensa (evento 589573) e portaria de regulamentação do uso de celular (evento 589574).
Com efeito, diante da documentação colacionada e do risco de tumulto decorrente do histórico de violência relatado, não se afigura razoável, em juízo perfunctório, a anulação de sessão legislativa, por decisão de cognição não exauriente, devido ao fato de que alguns cidadãos não tiveram acesso à sala de reunião, notadamente, quando comprovado que poderia acompanhar de qualquer lugar por transmissão via rede social ou por carro de som disponibilizado na frente da Casa Legislativa, tampouco exigir que a sessão seja realizada em local com capacidade para um número indeterminado de pessoas.
No Caso, portanto, a decisão judicial impugnada, nos termos em que foi proferida, afronta a ordem pública, porquanto representa uma interferência indevida do Poder Judiciário nos atos interna corporis do Poder Legislativo do Município de Jaguarari, em violação ao Princípio da Separação de Poderes, especialmente aqueles votados para garantir o livre exercício de suas atribuições constitucionais.
III – Ante o exposto, defere-se o pedido de suspensão dos efeitos da antecipação de tutela concedida na Ação Anulatória nº. 8000697-45.2017.8.05.0139. 
Dê-se ciência, de ordem, ao Juízo da causa. Publique-se.
Salvador, 19 de dezembro de 2017.
Desembargadora MARIA DO SOCORRO BARRETO SANTIAGO,

Presidente do Tribunal de Justiça

Uma onça da espécie Sussuarana típica também do cerrado, foi encontrada na garagem de uma residência, na Rua Visconde do Rio Branco, neste sábado (16). Os bombeiros foram acionados para capturar o animal.
Também conhecida no Brasil por suçuarana e leão-baio, é um mamífero carnívoro da família Felidae e gênero Puma, nativo da América. Foi originalmente classificada no gênero Felis, mas estudos genéticos demonstram que a espécie evoluiu em uma linhagem próxima à chita (Acinonyx jubatus) e ao gato-mourisco (Puma yagouaroundi).  Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Blog do Netto Maravilha

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) vai comprar 250 opas, uma parte das vestes talares dos membros da Corte, por R$ 72 mil. A opa é uma espécie de capas sem mangas, confeccionada em “cetim bucol”, com cordão São Francisco, na cor amarelo ouro, com um metro de comprimento, com ponteira na cor do cordão ou terminação que não permita o desfiamento. Cada opa custará R$ 288. Em uma contratação anterior, o valor da opa era de R$ 150 a unidade. O TJ vai adquirir a vestimenta em todos os tamanhos: P, M e G. De acordo com a justificativa do tribunal, o registro de preços se faz necessário para “atender as demandas do exercício de 2018 baseado no relatório do ano de 2017 emitido pelo Sistema de Controle Patrimonial”. Além disso, considera que alguns itens “não dispõe de saldo no estoque que possa atender as futuras e eventuais aquisições geradas pelos desembargadores deste Poder Judiciário”. Em 2015, o TJ-BA adquiriu togas para magistrados por quase R$ 500 mil

Bahia Noticia

Um Jovem conhecido como Baleão, residente na cidade de Filadélfia foi assassinado na noite desta sexta-feira 15 de dezembro de 2017, informações dão conta de que ele juntamente com diversas outras pessoas estavam num Bar conhecido como Bar do Val na saída para Várzea do Curral, quando por volta das 20horas dois homens adentraram ao estabelecimento e anunciaram assalto pedido que as pessoas ficassem deitadas, Baleão ao ouvir o anuncio do assalto não ficou deitado como as demais pessoas e correu para o banheiro do bar, os assassinos se dirigiram para o banheiro e efetuaram vários disparos conta o jovem onde ceifou a vida do mesmo.
A qualquer momento novas informações.

Redação Diga Filadélfia

Por volta das 10h30min deste sábado (16), o que era apenas para ser mais um dia de trabalho rotineiro acabou em fatalidade, quando o borracheiro ANTÔNIO SIMÃO DOS SANTOS, 64 anos, residente a Travessa do Contorno, Baixinha – Itamaraty em Bonfim.
Informações que ele calibrava um pneu de caminhão, sem câmara, quando o calibrador atingiu a marca de 120 libras, estourando e na explosão o pneu atingiu o rosto de seu Tonho, causando grande ferimento na testa, o que provavelmente tenha causado o trauma e o possível motivo da morte.
O SAMU ainda foi acionado levando seu Tonho ao HDAM, porém ele não resistiu e foi a óbito.


De acordo com profissionais de borracharia a calibragem rotineira em um pneu de caminhão é entre 70 a 90 libras no máximo.
Fato ocorrido na Borracharia anexa a oficina da Disbahia ao lado da antiga Schin.
Blog do Netto Maravilha

“O jornal Ação Popular fez uma matéria tendenciosa na última semana toda alusiva que eu estava exaltando o candidato da oposição, eu não exaltei ninguém”. Disse o vereador Emerson Morais. 
O edil desmente uma matéria postada no A. P., que dizia que o mesmo estaria exaltando candidato da oposição ao governo atual.
O parlamentar fez as declarações ao falar em seu  tempo regimental de 15 minutos, na tribuna da Câmara de Vereadores, na última sessão ordinária realizada nesta semana. 
O vereador, ao fazer seu prunciamento, repudiou a atitude do presidente da Casa, Rodrigo Gomes Gonçalves e saiu  em defesa do radialista Adailton Santana que tem  sofrido sérios ataques à sua moral e depreciação do seu trabalho pelo presidente, de forma vil e digna de repúdio, presidente este, corroborado pelo pedetista e proliferado pelo jornal que antes falava bem da gestão municipal e, agora, só posta matérias tentando descaracterizar o trabalho do governo Lindomar Dantas. 
Emerson disse ainda que o Jornal não tem credibilidade em Uauá. ” Coloca uma matéria não tem 3 curtidas, não tem 01 comentário, é um Jornal pago pela oposição pra falar mal de Uauá e dos políticos que não compõe esse jornal”. Pontuou.
Ainda sobre o que o colega teria falado do comunicador, o vereador disse que o que se faz é censura a liberdade de expressão, porque o que o radialista falou é tudo verdade. Emerson se refere à matéria publicada no site Uauá.com.br ( Editado por Adailton Santana), que informava a população sobre uma notícia Pública, disponível a qualquer cidadão no site do Tribunal de Contas dos municípios da Bahia-TCM, que se referia a um processo que o presidente da Câmara foi julgado e multado em 2 mil reais por irregularidades praticadas.
Ua
www.uaua.com.br

A Embasa informa que o fornecimento de água no município de Uauá e nas localidades de Pilar, Bom Despacho, Santa Rosa de Lima e Sussuarana, pertencentes a Jaguarari, foi retomado na última quarta-feira (13), antes do previsto. Em Uauá, no entanto, a normalização total do abastecimento está acontecendo mais lentamente devido a sua distância do sistema de distribuição (54 quilômetros) e por não poder contar com o Açude do Rodeadouro para captação. Para maiores informações sobre esta regularização e o atendimento,  os moradores podem  entrar em contato com a Embasa através do telefone: (74) 3673 -1127.

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação da Embasa

O ENGENHÃO SHOW promove, para você, dia 24 de dezembro, NATAL FEST! Muito forró e animação numa noite inesquecível ao som dos melhores forrozeiros da região: JÓ DO ACORDEON e TINHO DO ACORDEON.
Divirta-se, leve sua família e aproveite a noite de Natal com muita segurança e pertinho da sua casa.
Cerveja 3 por apenas R$ 10,00.
Marque na sua agenda, 24 de dezembro, no Engenhão Show, NATAL FEST!

CONCURSO PÚBLICO 01/2016 – Edital de Convocação nº 001/2017
O PREFEITO de Senhor do Bonfim, Estado da Bahia, Exmo.Sr.Carlos Alberto Lopes Brasileiro, no uso de suas atribuições, e tendo vista a homologação do resultado final do Concurso Público de provas e títulos para provimentos dos cargos efetivos, através da Portaria 067/2017, de 01/12/2017, convoca os candidatos aprovados no Concurso Público nº 01/2016, abaixo relacionados, a comparecerem na Diretoria de Recursos Humanos desta Prefeitura, munidos de documentação, para preenchimento de vagas, observando os critérios previstos no Edital do Concurso Público 01/2016.
AGENTE ADMINISTRATIVO,
1. JOSÉ ENOS ALVES PINHEIRO
2. MICHELE CAROLINE HERMOGENES OLIVEIRA
ATENDENTE DE FARMÁCIA,
1. IANE KELY DA SILVA BARBOSA
CUIDADOR SOCIAL,
1. DEISY CONCEIÇÃO DA SILVA
2. GISELIA DIAS DOS SANTOS
3. BIANCA MALTA DE SOUZA VIEIRA
DIGITADOR,
1. CHARLES DA SILVA JESUS
2. IAGO RONAN VIEIRA SANTOS
ORIENTADOR SOCIAL,
1. BRENO SILVA DA PAIXAO
TÉCNICO DE ENFERMAGEM,
1. DAYSE MORAIS DE CASTRO
2. AIZIA SALVADOR
TÉCNICO DE LABORATÓRIO,
1. ROSANGELA BATISTA DOS SANTOS
AGENTE DE TRÂNSITO,
1. PAMELA ARIANE RIBEIRO DA SILVA
2. RICARDO BARBOSA DE AMORIM
3. ERASMO GOMES DA SILVA
4. ADRIANO JOVINO DE SOUZA
MOTORISTA,
1. MERSON WAGNER PACHECO E SILVA
2. MEDIVAN DE SOUZA PACHECO JUNIOR
3. PABLO JOSÉ ARAÚJO BELLO BARBOSA
4. PLEITON JORGE DE OLIVEIRA BARBOSA
5. OLIMPIO JOSÉ DOS ANJOS NETO
6. ADRIANA ARAUJO SILVA
7. FABIO DA SILVA BRASILEIRO
8. BRUNO LUIZ BORGES MONTE
9. CARLITO JOÃO DA COSTA
10. LUCIANO GUIMARÃES COSTA
11. GILVAN COSTA FERREIRA JUNIOR
12. VARLEI SOARES DA SILVA MOREIRA
13. FRANCISCO BARBOSA DE ALMEIDA JUNIOR
14. VALNEY SOARES SOUZA
15. CLAUDIANO JOSE DA SILVA
AGENTE SOCIAL,
1. NEURACI SANTOS ARAUJO
AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS,
1. MAGNA ROBERTA DA SILVA OLIVEIRA
2. KATIA MARIA BATISTA DE SOUZA
3. SERGIO DA SILVA OLIVEIRA
4. FRANCIS DARLEN DE SANTANA
5. MARCOS DE ARAUJO OLIVEIRA
6. VIVIANE HUNGRIA ROCHA DE AQUINO
7. VILMA MARIA RAMOS DOS SANTOS
8. ALYNE BARBOSA MACEDO DE SOUZA
9. EMILIA CRUZ DE ALMEIDA
10. JOSEANE CALAZANS DE SOUZA
11. MARIA APARECIDA DA SILVA SANTOS
12. MARCOS VINICIUS ARAUJO DA SILVA
13. MANOEL DE JESUS
14. CAMILA ALVES DE SOUZA
15. IVONILDA RODRIGUES DA SILVA E SILVA
16. SINELANDIA ALVES FIGUEREDO DA SILVA
ENCANADOR,
1. FABIO LUIS RODRIGUES
ASSISTENTE SOCIAL (20 horas),
1. NEUSEILDES ARAUJO RIOS DO VALE
2. PRISCILA SILVA COSTA HONORATO
3. MAURICIO KLEBER CHAVES SOARES
4. IRIS FERREIRA DOS SANTOS FIGUEREDO
ASSISTENTE SOCIAL (30 HORAS),
1. GILDAIANE DA SILVA TRINDADE
EDUCADOR FÍSICO,
1. UELLITON ANDRADE SOUZA CARVALHO
ENFERMEIRO 40 HORAS,
1. ANANDA MADEIRA MOURA FE AGUIAR
FARMACÊUTICO 20 HORAS,
1. PRISCILA CRUZ DOS SANTOS MOREIRA
FISIOTERAPEUTA 20 HORAS,
1. EDILSON GONÇALVES MACIEL JUNIOR
2. GIMAIANE DE SOUZA MENDES
3. ALINE MORAIS PIMENTEL
4. RAQUEL DE ANDRADE
5. DENER DAVI SOUZA AMORIM
FONOAUDIÓLOGA,
1. MILA CARLA BORGES MACEDO
MÉDICO CIRURGIÃO GERAL,
1. FELIPE ALMEIDA DE OLIVEIRA
MÉDICO DO TRABALHO,
1. RICARDO BRUNO MACEDO TAVARES CRUZ
NUTRICIONISTA 40 HORAS,
1. VERUSCA DE ARAUJO MENDES
ODONTÓLOGA 20 HORAS,
1. CAROLINE GOES RIBEIRO
PROCURADOR JURÍDICO,
1. CLARA TAYANE DOS SANTOS SOUZA
PSICOLOGO 20 HORAS,
1. LARISSA TRISTÃO GRAMACHO
ODONTÓLOGO 40 HORAS,
1. DANIELLE CHRISTINA LINO LEAL
2. LEONARDO FRAGA MATOS
PSICOLOGO 40 HORAS,
1. TATIANA TARRAO DOS SANTOS
MÉDICO CLÍNICO GERAL 40 HORAS,
1. DANY CRISTHIANN DA SILVA CARVALHO
2. IGNO ALMEIDA BRAGA FILHO
MÉDICO CLÍNICO GERAL 20 HORAS,
1. DANIEL OLIVEIRA AGUIAR
FARMACÊUTICO 40 HORAS,
1. WELTON FERREIRA PEREIRA
ENGENHEIRO CIVIL,
1. RODRIGO CID FELIX DE SOUZA PASSOS
GARI,
1. UELTON BARBOSA DOS SANTOS
2. EMERSON DE JESUS DA SILVA

MARI themes

Tecnologia do Blogger.