ANUNCIE AQUI!
/ / / / Jaguarari-Ba: Prefeitura pagou quase 250 mil reais a empresa de coleta de lixo no mês de agosto

Jaguarari-Ba: Prefeitura pagou quase 250 mil reais a empresa de coleta de lixo no mês de agosto

A prefeitura de Jaguarari, a mesma que o prefeito Everton Rocha (PSDB) tenta a todo custo fazer com que a população acredite que esteja em crise, com a suposta queda de arrecadação, é a mesma prefeitura que no último dia 15 de agosto pagou R$ 246.221,70 a empresa AS ENGENHARIA responsável pela limpeza pública. Este é mais um processo cercado de vícios e que custou quase 2 milhões de reais no período em que prestou serviços ao município.
Diante de um processo de pagamento muito duvidoso, o qual deixa muitas interrogações, pois o contribuinte pagou valores superiores ao que se pagava em outros anos e com um número de funcionários muito inferior, o prefeito Everton Rocha, ao contratar a referida empresa, não demonstrou qualquer intenção de gerar empregos ao município, pelo contrário, ficou explícito o vasto desperdício do dinheiro público, pois não foi a única empresa terceirizada a ser contratada pelo município, dentre elas, há várias assessorias, uma delas com o singelo nome de ELIENE FONSECA NEIVA  ME, coincidência ou não, esta empresa trás o mesmo sobrenome da primeira dama do município “NEIVA”.
Nossa equipe fez uma análise no processo do mês de julho, e contou com o apoio técnico de colaboradores especialistas na área, observem:

ROÇAGEM MECANIZADA
Por que não está descrito o local de praças, centros e avenidas onde foram roçados?
Porque é que a medição de roçagem é em hora homem e não em quilômetros como na varrição?
Quantas praças, avenidas e centros eram roçados mensalmente já que a planilha mostra que em todos os dias do mês com exceção do domingo era feita essa roçagem?
Há registro fotográfico comprovando a necessidade da limpeza desses locais e quase que diariamente?

COLETA DE ENTULHO E RESTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL
Não há registro de qual veículo e sua capacidade foi usado na coleta dos seus entulhos.
Não há registro na mesma planilha onde o entulho foi coletado e seu destino final.
Como era feita a pesagem desse entulho? Pois há dias em que se coleta entre 9 e 20 toneladas.
O entulho coletado dessas construções era oriundo de obras públicas ou particulares? Se particular, foi cobrada alguma taxa e esta corresponde ao mesmo valor repassado a empresa por tonelada recolhida?

COLETA DE LIXO E VARRIÇÃO DOMICILIAR
Como era feita a pesagem desse lixo?
Não há registro na planilha do carro que fez a coleta e as ruas onde o mesmo passou para dar um total diário entre 18 e 25 toneladas/dia, com exceção do domingo.

VARRIÇÃO DE VIAS E LOGRADOUROS
Qual a área total de varrição de cada localidade que foi varrida?
As mesmas eram varridas em sua totalidade todos os dias?
Há necessidade de saber a área total, pois a uma variação de tamanho de área de varrição de algumas localidades.
Na roçagem mecanizada das praças, avenidas e centros não já deveria estar incluso a limpeza, pois essa roçagem não já é paga por hora homem?

EQUIPE
De quantas pessoas eram composta a equipe de limpeza da empresa para justificar a quantidade paga em hora homem?
Todos os funcionários eram da empresa ou tinha contrapartida do município em ceder servidores municipais?

PODA DE ÁRVORES
Não há descrição em planilha em que local ou localidade foi feito esse tipo de serviço, pois a mesma coloca de forma muito abrangente (como centros, praças e avenidas) e não dá o local preciso para uma verificação da execução do serviço nem mesmo em registro fotográfico que comprove o tal.




















































Google Plus

Jaguarari Online

    Faça seu Comentário
    Comente com o Facebook

0 comentários: