ANUNCIE AQUI!
/ / / / AUGUSTO CASTRO LANÇA MOÇÃO DE PESAR PELO FALECIMENTO DO NOTÁVEL JORNALISTA JOSÉ ADERVAN

AUGUSTO CASTRO LANÇA MOÇÃO DE PESAR PELO FALECIMENTO DO NOTÁVEL JORNALISTA JOSÉ ADERVAN


Na manhã desta segunda-feira, 13/02, o Deputado Estadual Augusto Castro deu entrada a Moção De Pesar pelo falecimento do Jornalista José Adervan de Oliveira, na Assembleia Legislativa da Bahia. 
Em sessão ordinária da Casa, o parlamentar também fez questão de mencionar a importância de Adervan para a sociedade grapiúna (Veja pronunciamento em vídeo anexo)
O documento de Moção já está sendo protocolado e será divulgado no Diário Oficial da Casa com a seguinte mensagem:


MOÇÃO nº 19.952/2017

Moção de Pesar pelo falecimento djornalista José Adervan de Oliveira.
O deputado que esta subscreve se solidariza e vem, na forma regimental, requerer a inserção na Ata dos Trabalhos da Assembleia Legislativa da Bahia, de MOÇÃO DE PESAR pelo falecimento dJornalista José Adervan de Oliveira.
Exponente figura do cenário político e jornalístico da cidade de Itabuna -BA, Adervan, como era conhecido, nasceu em Boquim - Sergipe e ainda jovem se mudou para Itabuna, onde se formou em Economia na antiga Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).
Desde cedo se envolveu com a política e ajudou a fundar o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) na cidade que adotou para viver, chegando a presidir o diretório do partidoAliás, a política era um assunto que o fascinava e preenchia as rodas de conversas entre seus amigos. Detentor de opiniões fortes e consistentes, Adervan era um dos analistas mais coerentes da região grapiúna.
Responsável pela disseminação do bom jornalismo na cidade, José Adervan foi também fundador do veículo impresso de notícias, Jornal AgoraA trajetória de Adervan se confunde à história do próprio jornal. Mesmo fora do eixo da capital do estado, o noticiário se tornou uma das publicações impressas de maior referência na Bahia. Seu compromisso sempre foi com a sociedade e através de suas edições, a informação com conhecimento factual da realidade vivida pela população contribuiu para o desenvolvimento na educação, na saúde pública, na infraestrutura e na qualidade de vida dos cidadãos.
Sempre destemido, Adervan dirigiu o Jornal com originalidade e contribuiu para a divulgação da região Sul da Bahia como um eixo de potência agrícola e econômica para o estado. Aos 74 anosAdervan partiu e deixou o legado de competência e compromisso com suas raízes na história da imprensa na Bahia.
José Adervan era casado e tinha três filhas, mulherres guerreiras que honrarão a imagem desse homem de valor que fez a diferença na sociedade grapiúna. Que Deus conforte a toda família.

Que esta Casa dê ciência desta Moção de Pesar à sua família.
Sala das Sessões, 13 de Fevereiro de 2017





Google Plus

Jaguarari Online

    Faça seu Comentário
    Comente com o Facebook

0 comentários: