Policial: 56 presos foram mortos, 6 tiveram as cabeças cortadas durante rebelião em complexo penitenciário de Manaus


A polícia de Manaus confirmou que 56 presos morreram durante uma rebelião dentro do complexo penitenciário de Manaus, no Amazonas, neste domingo (1º). Até o momento, foi confirmado que seis deles tiveram suas cabeças cortadas.
O motim começou por volta das 15h, durante o horário de visita, logo após o registro da fuga de outros detentos do Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim).
Em entrevista à imprensa, o secretário estadual de Segurança Pública, Sérgio Fontes, informou que 12 funcionários foram mantidos reféns e que quatro deles acabaram liberados pelos presos durante negociações.
Os presos amotinados atiraram os cadáveres para fora do complexo penitenciário. As autoridades ainda não confirmaram a identidade dessas vítimas. 

R7