O vereador e presidente da Câmara de Jaguarari, Márcio José Gomes de Araújo, recentemente enfrentou um pedido de afastamento de suas funções públicas, pelo Ministério Público – MP, após denúncia sobre o pagamento de plano de telefonia celular. Ao analisar o processo, a Juíza da Comarca local acatou parcialmente, imputando-lhe multa de pouco mais de cinquenta mil reais, mas sem a perda de mandato. Não satisfeito com a decisão, o MP entrou com Agravo de Instrumento (recurso) no TJ-BA. O fato foi maciçamente usado por seus opositores, que durante toda a semana espalharam a (des) informação, perante a sociedade, que o TJ-BA iria alterar a decisão da Justiça de Jaguarari e afastaria Márcio do cargo de vereador.
Nesta terça-feira, 18, o Desembargador do TJ-BA, João Augusto Alves de Oliveira Pinto, argumentou, dentre outras coisas, que o Órgão/Agravante (MP) “não reuniu elementos que pudessem induzir à probabilidade de prejuízo à instrução processual e ao erário público” e que “a bem elaborada decisão interlocutória agravada, ao indeferir o afastamento do Réu/Agravado, com base no art. 20 fincou-se na jurisprudência do STJ, o Tribunal da cidadania, lançando o entendimento de que a medida buscada é excepcional, somente admitindo-se nas hipóteses em que demonstrado perigo à instrução processual com a manutenção do agente público em suas funções públicas”, concordando com a decisão proferida pela Juíza Maria Luíza, em não afastar Márcio Gomes das suas funções.
Assim sendo, com a decisão negativa em Primeira e Segunda Instâncias, nesta denúncia, Márcio Gomes continua exercendo, normalmente, as suas funções públicas, sem qualquer impedimento judicial.

Resultado de imagem para cadeira de balanço
Na manhã desta terça-feira (18/09), dois elementos não identificados abordo de uma motocicleta de dados não anotados roubaram um idoso de 77 anos, na sua residência, na Rua do Contorno, em Jaguarari, levando do mesmo sua cadeira de balanço avaliada em R$ 200,00.

O fato teria ocorrido por volta das 9h, devido a idade avançada a vítima João Ribeiro dos Santos, conhecido como "Zizi" não reconheceu os elementos, que após o crime se evadiram tomando destino ignorado. A família da vítima irá registrar a ocorrência na Delegacia.

Quem viu algo suspeito nas imediações do roubo, entrar em contato com a Polícia e colabore com a segurança da cidade.

Polícia Civil (74) 3619 2127
Polícia Militar (74) 3619 2157

Portal Jaguarari

O SINTESB, SINDICATO DOS TRABALHADORES NA EDUCAÇÃO DE SENHOR BOMFIM vem por meio desta, repudiar as ações autoritárias e injustas do governo municipal de Senhor do Bonfim, que maltrata os servidores públicos municipais, negando aos profissionais direitos assegurados em leis municipais e federais, tais como: 
1 - Não pagamento do 13º salário integral dos servidores públicos municipais;
2 - Não cumprimento da Lei Federal nº 11.738/2008 - Lei do Piso Salarial Nacional do Magistério, tanto no quesito remuneração (déficit de 13,5), quanto na atividade complementar (AC); 
3 - Pagamento a menor da gratificação da função dos diretores escolares e dos coordenadores pedagógicos;
4 - Não incorporação da gratificação de professores especialistas, mestres e doutores no salario base desses profissionais, como determina a Lei Municipal nº 1039/2007 e a Lei nº 1239/2p011; e
5 - Não pagamento de nenhuma gratificação dos professores enquadrados.
Como vemos, são inúmeros direitos negados aos professores e aos demais profissionais públicos municipais. Não podemos permitir que os servidores sejam prejudicados por atitudes desrespeitosas de governos autoritárias que pensam  estar acima das leis. 
Diante de tanto mau trato e desvalorização pessoal e profissional, informamos a sociedade bonfinense e toda a região que, em breve estaremos nos articulando para combater essas atitudes arbitrarias por parte do Poder Público Municipal. 

A DIRETORIA

Atenção servidores públicos! Convocação geral!

     O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguarari, convoca todos os servidores públicos com matrícula na Prefeitura deste município, para uma Greve Geral que terá início a partir do primeiro minuto desta quinta-feira (20/09/2018). 

     Nesta greve os servidores intensificarão a luta pelo cumprimento do  Inciso X, Art. 37 da Constituição Federal; do Inciso X, Art.14, da Lei Orgânica do Município de Jaguarari;  da lei do Piso Nacional do Magistério e da Portaria nº 1.595 de 28 de dezembro de 2017; da lei de data base de reajuste salarial; especificamente pela reposição das perdas salariais do período de 2017 aos dias atuais, direitos que gritam por efetivação urgente! 
                                 
     Estamos falando de Greve Geral por tempo indeterminado com todas as categorias de servidores, a partir do primeiro minuto desta quinta (20/09/2018), para fazer com que o Governo Municipal atenda as reivindicações do SINDSPUJ, conforme deliberações de assembleia deste sindicato. 

     Em tempo, também as convoca para uma Concentração na quinta referida, das 8:30 as 10:00h, no Centro Comunitário de nossa cidade. 

     Faz-se necessário dizer, que se as reivindicações referidas forem atendidas antes da data de deflagração desta greve, esta se fará desnecessária.    

     Em relação aos serviços essenciais do município, no dia dessa paralisação, manter-se-á o percentual de 30% (trinta por cento) do quadro destes funcionários, atuando por respeito as leis e a população em geral.
     
      Deste modo, contamos com a adesão dos servidores em massa.

      Atenciosamente,

                     
DIRETORIA EXECUTIVA

Josimar Araújo dos Santos, de 29 anos, residente no povoado de Bananeiras, em Jacobina-BA foi preso em flagrante acusado de arrombar e furtar uma Boutique de roupas infantis, localizada na Travessa Custódio Barbosa, centro de Jaguarari, durante a madrugada desta segunda-feira (17/09).

Imagens de câmeras de segurança do estabelecimento mostram que o fato se deu as 01h48, mas só foi percebido quando a proprietária chegava nesta manhã para mais um dia de trabalho e percebeu que o caixa estava revirado e que o valor em dinheiro que ali estava havia sido subtraído, e com receio de o suspeito ainda estar no interior da loja saiu da mesma, comunicou seu esposo que de posse das imagens se deslocaram até a Delegacia de Policia Civil onde foi registrado a ocorrência.

As imagens mostravam o rosto do criminoso e ainda aparentava pelo andar do mesmo que estava alcoolizado, que após serem divulgadas por meio do aplicativo WhatsApp, populares reconheceram o individuo tirando um cochilo no campo de futebol do povoado de Catuaba à 1km da sede do município, de pronto prepostos da Guarda Municipal foram até o local e detiveram o suspeito por volta das 13h10, sendo posteriormente entregue a Policia Militar que apresentou o Josimar na DEPOL de Jaguarari que após os procedimentos de praxe foi encaminhado ao Complexo policial de Senhor do Bonfim, e provavelmente será enviado para o Conjunto Penal de Juazeiro onde reponderá pelo Art. 155 do CPB.

Segundo informações policiais a pessoa de Josimar já foi preso por Tráfico de drogas em Petrolina-PE e homicídio em Juazeiro-BA.

Portal Jaguarari

A prefeitura de Jaguarari informa a toda a população, que na próxima segunda e terça-feira, 24 e 25 de setembro, respectivamente, o SAC Móvel estará na cidade, onde serão disponibilizados os seguintes serviços:

CARTEIRA DE IDENTIDADE:
1ª VIA (documentos necessários):
Certidão de Nascimento, original ou cópia autenticada por tabelião.
2ª VIA, MUDANÇA DE ESTADO CIVIL OU CORREÇÃO ORTOGRÁFICA:
Solteiro (a) Certidão de Nascimento original ou cópia autenticada por Tabelião.
Casado (a) – Certidão de Casamento original ou cópia autenticada por Tabelião
Viúvo (a) – Certidão de Casamento e Certidão de Óbito originais ou cópias autenticadas por tabelião.
Separado (a) ou divorciado (a) – Certidão de Casamento averbada com sentença do Juiz.

ATENÇÃO: Não serão aceitas Certidões contendo rasuras, manchas, borrões, emendas ou perfurações.

FOTO: Para qualquer caso, apresentar 02 fotos 3x4 iguais, em preto e branco ou coloridas com FUNDO BRANCO.
NÃO SERÃO ACEITAS FOTOS: sorrindo, com cabelos cobrindo o rosto (franja, mecha);
homens com brincos, blusas de alça ou camiseta, farda (militar, escolar, etc.).  
CASOS ESPECIAIS: Naturalizados, Português com igualdade de direitos, Filhos de brasileiros nascidos no Exterior, Adoção, Reconhecimento de paternidade e Casamento posterior ao nascimento dos filhos.

CERTIFICADO DE ANTECEDENTES CRIMINAIS:
Carteira de Identidade

CPF – CADASTRO DE PESSOA FÍSICA:
Carteira de Identidade
Título de Eleitor
Comprovante de residência com CEP

CEPREV: Recadastramento e Orientações sobre Benefícios para Pensão
Carteira de Identidade e CPF (xerox e original)
Comprovante de residência (xerox e original)
Último contracheque do pensionista (xerox e original)
Extrato da conta corrente Bradesco do pensionista

OUVIDORIA GERAL DO ESTADO: Receber, encaminhar e acompanhar denúncias, reclamações e sugestões dos cidadãos relativas à prestação de serviços públicas em geral.
Carteira de Identidade

TARIFAS COBRADAS PELA SSP NA EMISSÃO DE CARTEIRA DE IDENTIDADE:
TIPO DE SERVIÇO
VALOR
1ª via
Isento
2ª via

R$36,25
3ª via
Mudança de Estado Civil
Retificação de Assentamento



A partir de hoje, sábado (15/09/18), o BLOG JAGUARARI ONLINE levará ao conhecimento da população de Jaguarari e toda a região, detalhes obtidos em primeira mão, do extenso relatório de Inspetoria do órgão estadual e fiscalizador da aplicação e comprovação dos recursos financeiros do município, TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, referentes aos 12 primeiros meses da administração do ex-prefeito, cassado e afastado, Everton Carvalho Rocha, onde são apontadas, em suas 837 páginas, inúmeras irregularidades, as quais o inspetor, em seu comentário, diz: “O Gestor não comprovou ter adotado as diligências para regularizar o(s) achado(s) de auditoria apontado(s). Cuida-se de ACHADO AUTOMÁTICO gerado pelo SIGA, que se não foi sanado automaticamente pelo próprio SIGA, é porque a irregularidade persiste.
Nesta primeira parte, mostraremos que o ex-prefeito, que a todo instante enfrenta a decisão do MP e TJ-BA, bem como as cassações (03) impostas em longos processos de denúncias, investigações, julgamentos e cassações, pelo Legislativo Municipal, retornar ao comando do erário público, independente das acusações e irregularidades apontadas em seus meses de governo.
Conforme detalhes abaixo do relatório oficial obtido, o chefe do executivo, Everton Rocha, deveria, por Lei, ter repassado a Câmara de Vereadores, para o pagamento de suas despesas com funcionários, agentes políticos e prestadores de serviços, mensalmente, o valor de R$ 240.920,00 (duzentos e quarenta mil e novecentos e vinte reais), no entanto só fez o repasse de R$ 237.709,25 (duzentos e trinta e sete mil, setecentos e nove reais e vinte e cinco centavos), ou seja, valor inferior ao determinado em Lei, nos três primeiros repasses e no quarto, repassou valor (R$ 250.552,25) superior ao determinado em Lei (R$ 240.920,00), segundo o documento do SIGA - Sistema Integrado de Gestão e Auditoria - Módulo de Análise.
Qual seria a intenção do gestor, neste caso apontado pelo inspetor: causar dificuldades à gestão da Câmara, forçando-a a subordinação ou erro primário de uma equipe incompetente?

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informa que foi preciso interromper na noite de ontem (14) o fornecimento de água em Pilar, distrito de Jaguarari, para a realização de serviços de manutenção emergencial da adutora que abastece a localidade. 

Os serviços devem ser concluídos até as 18h de hoje (15). Após a conclusão, será reiniciado o fornecimento de água,  atendendo de forma gradual todos os moradores afetados. Imóveis com reservação adequada e suficiente sentirão menores transtornos, mas é importante que haja um consumo racional neste período.

Atenciosamente, 

Assessoria de Comunicação da Embasa

O ex-prefeito de Jaguarari, Everton Carvalho Rocha, que foi denunciado, julgado e teve o mandato cassado por três vezes pela Câmara de vereadores e devido a supostas irregularidades apontadas pelo Ministério Público, da realização dos festejos juninos do ano de 2017, teve deferido o pedido de afastamento do cargo, por até 180 dias, pelo Tribunal de Justiça da Bahia. Desde então, Everton tem tentado vários recursos na Justiça com o objetivo de retornar a administração municipal, porém, sem sucesso em praticamente todas elas.
No dia 29 de agosto, a Desembargadora do TJ-BA, Gardênia Pereira Duarte, deferiu pedido do município de Jaguarari quanto a sua habilitação e pedido de vistas do processo AGRAVO DE INISTRUMENTO Nº 8005811-57.2018.8.05.0000 impetrado pelo MP referente a Ação Civil Pública Nº 8000103-94.2018.8.05.0139, a qual o TJ-BA entendeu e decidiu pelo afastamento de Everton Rocha.
A outra derrota jurídica do ex-prefeito aconteceu no último dia 11 de setembro, quando a Juíza da Comarca de Jaguarari, Maria Luíza Nogueira Cavalcanti Muritiba, em seu Despacho, determinou a habilitação do Procurador Geral município nos autos da Ação Civil Pública para que este tenha acesso ao processo e possa se manifestar.
Já a outra derrota, ocorreu nesta quarta-feira, 12 de setembro diante dos olhos de aliados de Rocha, no TJ-BA, quando o Desembargador Roberto Maynard Frank, NEGOU PROVIMENTO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 8001280-25.2018.8.05.0000, onde Everton Rocha recorria contra a decisão de mérito da Juíza da Comarca de Jaguarari, que à época negou liminar com fito a anular a CPP 001/2017.
Atualmente pesam contra EVERTON ROCHA, quatro importantes decisões, as quais tornam quase que impossível uma reviravolta jurídica, pois estão juridicamente válidas as cassações de 21 de fevereiro (CPP 001/2017), 29 de março (CPP 001/2018) e 4 de junho (CPP 002/2018) de 2018 e o afastamento de 180 dias, solicitada pelo Ministério Público e acatado pelo Tribunal de Justiça, o qual só termina em outubro podendo ser prorrogado por mais 90 dias ou encerrado com a punição ou não, o que ainda assim, não traria Everton Rocha ao cargo de prefeito, por conta das 3 cassações que obstruem o seu intento.
Atualmente, com as cassações e afastamento de Everton Rocha (PSDB), do cargo de prefeito, o município de Jaguarari é administrado por Fabrício D’Agostino (DEM), eleito como vice na chapa que foi composta com Everton Rocha, mas que em menos de 6 meses de administração, romperam politicamente.



Neste momento a Diretoria do Sindicato dos Servidores públicos municipais de Jaguarari,  em pronunciamento na Tribuna da Câmara, acaba de informar que a Assembleia dos Servidores aprovaram a greve geral no município, pelos descumprimentos legais do prefeito Fabrício Santana D'Agostino, que não aceita pagar o piso nacional do magistério e se recusa a pagar aumento salarial para todas as demais categorias com retroativo à data base. Por este motivos, o município deve enfrentar a greve geral a qualquer, podendo ser abortada apenas se o município recuar e voltar atrás de suas propostas. 
Mais informações serão atualizados após a Sessão. 

Atenção Servidores! Convocação Geral!
  
        O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguarari, convoca todos os servidores públicos deste município com matrícula na prefeitura, a participar de uma Assembleia Geral Extraordinária, quinta-feira (13/09/2018), das 9:00 as 11:00h, no Centro comunitário de nossa  cidade.
                  
        Pauta principal:

 Avaliar a paralisação de 72hs;
 Planejar as próximas ações sindicais;
 Decisões e os devidos encaminhamentos.
     
       Deste modo, contamos com a adesão dos servidores.

       Atenciosamente,

                                
                                 DIRETORIA EXECUTIVA

11 de setembro de 2018: Servidores públicos municipais de Jaguarari iniciam paralisação de 72hs fazendo Manifestação Pública com caminhada pacífica pelas ruas da cidade, pra externar pra toda população, o quanto seus direitos estão sendo desrespeitados pelo Governo deste município! Com reivindicações expressas em faixas, carro de som e forte reflexão em defesa da efetivação dos direitos, a caminhada foi concluída em frente a Prefeitura, ali onde histórico e culturalmente o SINDSPUJ, de público, tem cobrado  dos gestores o cumprimento da lei! Mais uma vez houve um grito: por  reajuste salarial, Piso do Magistério e retroativo de direito, urgente! Chega de opressão! Atendam a nossa pauta de reivindicação!

DIRETORIA DO SINDSPUJ 

A Comissão Organizadora e a Prefeitura de Jaguarari, definiram a data de 23 de setembro para o início da Copa Rural de Futebol – 2018. A decisão veio após a confirmação de que o material para as equipes e árbitros só pode ser entregue na próxima semana, com isso a organização continuará fechando todos os detalhes, como manutenção de traves, campos e divulgação para que a primeira rodada, dia 23, aconteça nas 16 comunidades que receberão as partidas de abertura.
Esta edição da Copa Rural contará com narração e transmissão ao vivo, de uma partida por final de semana, algo inédito nas competições organizadas ou patrocinadas pela Prefeitura.

O réu Edílson dos Santos foi condenado a 16 anos de prisão, pela morte dos jovens Juan Cleibi e Thuane Gleyce, ambos de 18 anos. Ele foi a júri popular hoje (12), realizado no Fórum de Jaguarari-BA.
Edílson foi condenado por homicídio doloso com dolo eventual, quando o agente assume o risco de produzir o resultado, uma vez que ao conduzir um veículo embriagado e com velocidade acima do permitido, colidiu com a motocicleta em que estavam os jovens, levando-os a morte. Inicialmente, ele deve cumprir a pena em regime fechado.
O júri terminou por volta das 16h e foi marcado por bastante comoção. Familiares e amigos dos jovens, além de pessoas da comunidade, lotaram o plenário.
A Justiça dos homens foi feita. Estávamos esperançosos e confiantes que esse crime não ficaria impune. Deus sempre esteve no controle de tudo”, declarou a mãe de Juan, Marizalva Alves.
A defesa de Edílson vai recorrer da decisão.

Relembre o caso

O acidente aconteceu na estrada que liga os distritos de Pilar (Jaguarari) e Abóbora (Juazeiro), na noite do dia 09 de agosto de 2015. O casal estava em uma motocicleta e morreu no local após ser atingido pelo veículo conduzido por Edílson dos Santos, que estaria sob o efeito de álcool e dirigia em alta velocidade.

Fonte: Preto no Branco

O estádio municipal de Jaguarari, que já foi palco de grandes clássicos do futebol, que os desportistas tanto sonharam em vê-lo gramado, enfim acabou recebendo o tão sonhado gramado no ano de 2015. Gramado este, que veio com a ampliação das arquibancadas e colocação de refletores, ainda na gestão do ex-prefeito Antônio Nascimento, acabou sendo alvo de diversas denúncias feitas pelo ex-vereador Antônio Marcos, o qual apontou supostas irregularidades e pagamentos acima do normal, sem contar o uso do maquinário público em serviços que deveriam terem sidos realizados pela empresa executante da obra.
O mesmo prefeito [Antônio Nascimento] que gramou o estádio, após a derrota de seu candidato em outubro de 2016, o abandonou à seca. Em janeiro de 2017, assumiu o comando do município Everton Rocha, e o destino do gramado continuou sendo o abandono, foram 15 meses de sofrimento, sorte que o período chuvoso contribuiu para uma sobrevida. Após a cassação do ex, o atual prefeito foi empossado chefe do poder executivo e, lá se vão 5 meses sem nenhuma ação concreta, até o momento, para tentar salvar as últimas mechas de grama que tentam sobreviver. Um completo absurdo, destes 3 gestores, que pouco ou quase nada fizeram para manter o gramado, que custou milhares de reais dos cofres públicos.
Diante do estado crítico em que se encontra o que sobrou do gramado do estádio, esperamos que a população, os vereadores e o Ministério Público mobilizem-se urgentemente para exigir que a prefeitura de Jaguarari assuma a sua responsabilidade e saía da inércia e zele deste patrimônio esportivo.

Não é de agora que os funcionários públicos da prefeitura de Jaguarari são expostos a insensibilidade dos gestores públicos, sejam os que passaram ou o atual e, diante de tantos direitos desrespeitados e negados, de reuniões sem propostas viáveis, várias paralisações já foram realizadas com o objetivo de mostrar a insatisfação das categorias com o executivo municipal, mas nem assim os seus direitos foram respeitados.
Os professores tiveram o piso salarial aumentado pelo Governo Federal em 6,81%, a nível nacional, e este reajuste deveria ter sido incrementado no salário destes profissionais já no início do ano, como fizeram diversos municípios Brasil afora, no entanto, o ex-prefeito Everton Rocha, preferiu se preocupar em defender-se do processo de cassação do que cumprir a Lei e repassar o piso aos educadores e pelo segundo ano consecutivo ignorou todas as demais categorias e não deu aumento algum.
O atual prefeito, Fabrício D’Agostino, um jovem e promissor político, está perdendo a oportunidade de quebrar os laços de hostilidade criados por seus antecessores com o funcionalismo público. Ao invés de enxugar gastos desnecessários e o inchaço da folha com contratações e nomeações desordenadas, abrindo assim margem para conceder o aumento salarial e o pagamento do piso do magistério, prefere seguir o exemplo de seus antecessores, que se impuseram como prepotentes, arrogantes, irresponsáveis e que deixaram explícito o desprezo pelos servidores.
Caso os servidores optem em lutar de forma mais contundente por seus direitos e entrem em greve, a população será a maior prejudicada, principalmente os estudantes que ficarão sem aulas e consequentemente o reflexo será refletido em mais uma queda no IDEB.

Os servidores públicos da prefeitura de Jaguarari, tratados de forma desrespeitosa pelo “Governo uma cidade para todos”, que tinha EVERTON ROCHA como prefeito, o qual ignorou a Lei da data Base e não deu nenhum aumento para as categorias que não possuíam Piso Nacional; continuam a espera de uma proposta justa por parte do “Governo Juntos construímos mais”, do prefeito FABRÍCIO D’AGOSTINO. Se em 2017 diversas reuniões terminaram sem nenhum acordo, até o momento as propostas do executivo e sua equipe jurídico-financeira passam distante do aceitável e não contempla os anseios de centenas de pais e mães de famílias que dedicam suas vidas, diariamente, em prol da população desta terra. O mais intrigante em todo este processo de “faz de conta”, é que não se vê nenhuma manifestação pública do Legislativo municipal que, teoricamente, em sua campanha eleitoral de 2016, bradava que defenderia o interesse do servidor. Mas aonde está a defesa ora prometida?
Não é de hoje, de ontem ou anteontem que os funcionários da prefeitura de Jaguarari sofrem, são humilhados e desprezados pelo poder público. Quem não se lembra do corte criminoso no salário dos funcionários que aderiram a paralisação do dia 30 de abril de 2014 e tiveram até o feriado de 1º de maio do mesmo ano, descontados pelo prefeito do “Governo minha terra, meu futuro", ANTÔNIO NASCIMENTO?
Atualmente a proposta de reajuste, oferecida pela prefeitura, 5% para todas as categorias, sem o retroativo à fevereiro e 2,95%, com retroativo, de reajuste do Piso do Magistério (ao invés dos 6,81%) FORAM REJEITADAS pela Diretoria do Sindicato e pela Assembleia Geral com os servidores.
Mesmo diante de paralisações de 24h, 48h e agora 72h, podendo se transformar em greve a qualquer momento, não há sinais claros de que prefeitura e sindicato cheguem a um acordo, e mais uma vez, servidores e população continuam pagando o preço da corrupção e soberba instaladas neste município.

Sempre que possível a Escolinha de Atletismo Flamengo foge um pouco da sua rotina de competições de pista e participa de corridas de rua. Ontem (09) foi a vez da vizinha Senhor do Bonfim realizar uma corrida inédita na nossa região. Foi a I Meia Maratona da Independência e seis dos muitos atletas do pequeno povoado representaram Jaguarari, correndo de igual pra igual com corredores de todo estado.

Duas corridas aconteceram ao mesmo tempo e, por causa da idade, os atletas da EAF participaram da dos 7km, obtendo resultados impressionantes:

Pela ordem da foto, Thais Martins de 16 anos foi a 5ª colocada, Alessandro Bonfim de 17 anos foi o 9º colocado, Myllena Reis de 15 anos foi a vice campeã, Samuel Araújo de 19 anos foi o quarto colocado, Breno Zanon de 16 anos foi o 7º colocado, e Ticiane Bonfim de 17 anos foi a 6ª colocada.
Agora eles retornam aos treinos visando os Jogos Escolares da Juventude que acontecerão em novembro na bela Natal - RN. São 10 atletas do espetacular ATLETISMO Jaguarariense convocados convocados para vestir a camisa da Seleção Baiana. 

EAF

MARI themes

Tecnologia do Blogger.