Jadson André, 21 anos, atleta residente da Escolinha de Atletismo Flamengo vai fazer história pra Campo Formoso, sua cidade natal e Jaguarari, a cidade que o acolheu. Ele vai   participar do Campeonato Brasilero SUB 23 em Porto Alegre. A competição acontecerá num dos maiores clubes olímpicos desse país, o SOGIPA, responsável por revelar grandes campeões no judô, como Mayra Aguiar, campeã mundial e no espetacular atletismo, como Almir Junior, que recentemente se tornou vice campeão mundial indoor no salto triplo. 
D'jadson entra na pista exatamente ás 16:45 de sábado dia 28, para correr os 5.000 metros rasos, contando com a torcida de toda a Bahia e do Piemonte Norte do Itapicuru.
Nessa temporada o garoto já participou de duas grandes competições, tornando-se campeão. Em Recife ele venceu os 5.000 metros do Campeonato Pernambucano SUB 23, atuando como convidado e em Simões Filho, correndo a mesma prova, pela primeira etapa do Campeonato Baiano, o garoto venceu novamente, credenciando-se para essa que é a maior competição do Brasil nessa categoria. Ela classifica e aponta futuros atletas para competições internacionais, como também os que serão beneficiados com bolsa de incentivo pelo Ministério dos Esportes.
Jadson tem inscrição na Federação Bahiana de Atletismo pelo Clube AASF - Associação Atlética Simõesfilhense, que mantém um vínculo muito forte com a EAF.
FBA custeou as passagens aéreas, assim como a alimentação e estada do jovem atleta na terra do churrasco e do chimarrão.
O meio fundista viaja hoje para Salvador, onde embarca nessa quinta-feira, pela Avianca, às 12:55, com escala no Rio de Janeiro, onde ele troca de aeronave ás 16:00, seguindo viagem para Porto Alegre. O desembarque do marinheiro de primeira viagem, digo melhor, passageiro voador nas terras gaúchas está previsto para as 18:25. Seu retorno será no dia 30, fazendo conexão em Brasília.
Esperança de bons resultados e que esse atleta de Cristo aproveite a boa estada, o conhecimento cultural a gastronomia e o turismo em suas passagens por essa grandes capitais. Que em Brasília, o corredor deixe bons fluídos, principalmente no que se refere a mais investimento no esporte. 


No ano de 2017, cerca de 15 pessoas perderam a vida na BR 407, no trecho do município de Jaguarari. Número que caiu drasticamente em 2018. Com o intuito de pedir proteção divina e reduzir os acidentes, em 2017 foi rezada uma Missa de benção na BR 407, intitulado Paz na Estrada.
O foi lançado em 2017 com o objetivo de tentar conscientizar os usuários da via a respeitar os limites de velocidade, reduzir as imprudências como ultrapassagens indevidas, pelo caminhoneiro Davis Jean, o condutor do SAMU de Jaguarari Dinho da Catarina e do Portal Jaguarari.
Em 2018, o evento acontecerá no próximo domingo, 29 de abril, com a programação que se iniciará ás 8h30 com carreata saindo do Terminal Rodoviário de Jaguarari, a frente uma viatura da Polícia Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros com imagens sacras, que seguirá um roteiro pelas principais ruas e avenidas de Jaguarari, chegando até o local da Missa, as margens da BR 407, próximo a Pousada Jaguar. A Missa tem previsão de início ás 10hs, contando com uma estrutura de centenas de cadeiras, toldos, palco, som e água.
O Jaguarari Online fará a cobertura completa do evento com transmissão ao vivo através da fanpage facebook.com/jaguararionline


A secretaria municipal de saúde de Jaguarari (BA) iniciou nesta segunda-feira (23) a campanha de vacinação contra as gripes H1N1 e H2N3 em postos na sede e em povoados do município. A imunização deverá alcançar aproximadamente 8 mil pessoas até 01 de junho, data de encerramento.
A prioridade é aplicar a dose em idosos com idade a partir de 60 anos, gestantes, lactantes, crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, puérperas, profissionais da saúde, comorbidades e professores de escolas públicas e particulares em atividade.
Em Jaguarari, segundo a DIVEP, 12 de maio será o dia “D” de mobilização no município, com um STAND de vacinação no Calçadão.
A Bahia já registrou suspeitas de H1N1 e H2N3, por isso a importância que o público alvo procure um posto de vacinação mais próximo de sua residência.


Servidores da Câmara de Jaguarari podem ser prejudicados por matéria sensacionalista publicada em site do ex-assessor de comunicação da prefeitura na gestão passada. De acordo com a “matéria”, o presidente da Casa, o vereador Márcio Gomes, estaria agindo na contramão da Lei ao ceder 20 funcionários à prefeitura municipal através do Convênio 01/2018. Sem buscar a veracidade dos fatos, nem ao menos ouvir os funcionários e o acusado, o ex-assessor usou o espaço de seu meio de comunicação para desferir ataques e acusações ao vereador Márcio, supostamente em nome de funcionários. Além de usar a situação com o objetivo de jogar a opinião pública contra o presidente, o ex-assessor do ex-prefeito, na sua total falta de conhecimento e ética jornalística, poderá ligar o sinal vermelho do Ministério Público, já que é de conhecimento de todos que há na Câmara excesso de funcionários fruto de atos políticos e falta de planejamento oriundos de concursos de gestões passadas, sem contar que, a população pagar 35 funcionários que passam a maior parte do tempo ociosos, é desperdício de dinheiro público.

Para tornar legal a cessão de servidores, em 2017 o então prefeito Everton Rocha e o presidente da Câmara, Márcio Gomes, assinaram o Termo de Cessão amparados na Lei Nº 952/2017 de 18 de janeiro do mesmo ano e manteve-se a parceria que durou até outubro. Sem esta cessão, a Câmara de Jaguarari ficaria em situação financeira complicada, comprometendo o seu funcionamento. Sem o interesse de prejudicar os servidores com um possível processo administrativo para apurar nomeações desnecessárias, o Presidente tem buscado ajuda junto ao executivo, até mesmo para um melhor aproveitamento da mão-de-obra excedente, como é o caso da cessão de servidores ao judiciário, associação comercial, CDL de Pilar, Escolinha de Atletismo Flamengo (2017), ONG e o Colégio Walter Brandão.
A “matéria”, que notadamente possui caráter meramente político e não informativo, cita que os servidores estariam com salários atrasados, o que não procede, segundo o Presidente Márcio Gomes. É de conhecimento de todos servidores que o empregador, por Lei, tem até o 5º dia útil de cada mês para efetuar os pagamentos salariais, mas a Câmara de Jaguarari adiantava o pagamento para o dia 20 e que por conta da cessão, a partir deste mês, os servidores que foram cedidos receberão seguindo o calendário do município, portanto não há atraso de salários como disse erroneamente a matéria disseminada pelos ex-assessores do ex-prefeito.
Atualmente a Câmara de Jaguarari possui 35 funcionários concursados, um número muito superior para o seu funcionamento. Por conta da grande quantidade de funcionários, admitidos no último concurso de 2009, sem a devida preocupação e planejamento, desde 2013 a prefeitura absorve parte dos servidores do Legislativo, o que sem essa parceria extrapolaria o limite legal de gastos com folha de pagamento.
Com o orçamento totalmente comprometido com funcionários excessivos, a Câmara não conseguiu fazer reformas e nem aquisição de nova mobília para dá maior conforto ao público que comparece às Sessões, sequer conseguiu fazer reparos necessários. Mesmo com todos estes problemas com excesso de pessoal, os salários foram ajustados e garantias legais mantidas.



A prefeitura Municipal de Jaguarari, na administração do prefeito Fabrício D’Agostino, arrecadou no período de 10 a 20 de abril de 2018, o montante de R$ 3.400.097,80 (três milhões, quatrocentos mil, noventa e sete reais e oitenta centavos). No mesmo período, em 2017, na gestão de Everton Rocha, a prefeitura arrecadou o valor de R$ 3.034.135,51 (três Milhões, trinta e quatro mil, cento e trinta e cinco reais e cinquenta e um centavos), ou seja, R$ 365.962,29 (trezentos e sessenta e cinco mil, novecentos e sessenta e dois reais e vinte e nove centavos) a menos que a atual administração.

Veja os atuais valores:

FPM - FUNDO DE PARTICIPACAO DOS MUNICIPIOS: R$ 1.394.062,26
ITR - IMPOSTO TERRITORIAL RURAL: R$ 148,00
ICS - ICMS ESTADUAL: R$ 826.322,84
CFM - DEPARTAMENTO NACIONAL DE PRODUCAO MINERAL: R$ 400.426,45
IPM - IPI EXPORTACAO - COTA MUNICIPIO: R$ 6.604,12
CID - CIDE-CONTRIB. INTERVENCAO DOMINIO ECONOMICO: R$ 14.708,80
FUNDEB - FNDO MANUT DES EDUC BASICA E VLRIZ PROF EDUC: R$ 700.431,90
SNA - SIMPLES NACIONAL: R$ 10.256,32
IPV - IPVA-IMPOSTO SOBRE PROP. VEICULOS AUTOMOTORES: R$ 47.137,11
TOTAL DOS REPASSES NO PERIODO DE 10 A 22 DE ABRIL DE 2018: R$ 3.400.097,80
DEDUÇÕES NO PERÍODO DE 10 A 22 DE ABRIL DE 2018: R$ 481.325,60
SALDO LÍQUIDO NO PERÍODO DE 10 A 22 DE ABRIL DE 2018: R$ 2.918.772,20

Fonte: Banco do Brasil

A pequena Desirée da Silva, 07 anos, (vídeo da chegada no facebook) campeã da 16a Corrida Infantil TIRADENTINHO na categoria 07 e 08 anos obteve uma vitória brilhante na sua segunda participação oficial nessa prova, já que a pequenina foi a terceira colocada.
Outros atletinhas da Escolinha de Atletismo Flamengo contribuíram para a manutenção da hegemonia, que já dura desde 2001: Lorena Nunes (11 e 12 anos), Thyenrry Santos (11 e 12 anos), Lucineuma Ferreira (13 e 14 anos) e Lucas Vitek (13 e 14 anos).
Várias outras crianças ficaram no honrado segundo lugar: Gilson Vinícius  (9 e 10 anos), Vanessa de Jesus (11 e 12 anos), Carla Cristina (9 e 10 anos), Thalisson Kauê (13 e 14 anos) e Aline Nunes (13 e 14 anos).
Teve ainda os que ficaram em terceiro lugar, acrescentando muito ao time EAF: Thalia de Jesus (13 e  14 anos), Ariely da Silva (9 e 10 anos), Kerlon Almeida (13 e 14 anos) e Jocielma Ferreira (11 e 12 anos).
SALDO FINAL:
5 bicicletas, 5 vices e 4 terceiros lugares.
SENSACIONAL !!

A vida de Iara Carolina Souza de Oliveira, de 29 anos mudou literalmente da noite para o dia há 14 meses. O drama que a moça está vivendo começou em 30 de outubro de 2016, quando sentiu fortes dores de cabeça, tomou um analgésico e foi dormir. No dia seguinte iria acordar totalmente cega e com o corpo paralisado. “Fiquei desesperada. Não sabia o que estava acontecendo e nem como reagir a essa situação. Foi um susto para toda a família”, disse a autônoma, que a partir daquela data teve várias outras dificuldades. Agora espera poder contar com a solidariedade das pessoas para recuperar a visão, o trabalho e ajudar a mãe, que também está com problemas de saúde. Ela precisa de um tratamento realizado apenas fora do Brasil. O local mais barato é na Tailândia.
Os problemas de Iara tiveram início há três anos, quando começou a sentir fortes dores de cabeça. Passou por médicos, que diagnosticaram como enxaqueca. Conseguia controlar as dores com analgésico. Trabalhava como vendedora autônoma, conhecida como “sacoleira”, que são as pessoas que compram roupas em São Paulo para revender na Cidade.
Com o salário, ajudava a mãe, que ficou viúva há quatro anos, e também o irmão mais novo, que estava cursando o ensino médio. No entanto, tudo mudou a partir daquela noite. No início, ela perdeu 100% da visão e ficou com o corpo paralisado. Foi procurar ajuda do Sistema Único de Saúde (SUS) na Santa Casa de Mogi e no Hospital Luzia de Pinho Melo. Ela conta que passou por diversos médicos e foi diagnosticada com um tipo de doença rara chamada neuromelite ótica, que ataca o sistema nervoso central e afeta a visão. Mas não conseguiu médico especialista em Mogi. Também passou em São Paulo pelos hospitais das Clínicas (HC) e Albert Einsten, os mais indicados nessa área. Com o tratamento, recuperou os movimentos do corpo e apenas 15% da visão.
“Em todos os lugares recebi o mesmo diagnóstico. Os médicos confirmaram que é preciso fazer tratamento fora, porque o Brasil não dispõe disso”, reforça. Ela explica que para recuperar a visão é necessário um transplante de células-tronco a fim de regenerar parte do sistema neurológico, atrofiado após sofrer essa espécie de ataque.
“Passei a fazer pesquisas e entre os locais que realizam esse procedimento, o mais barato é na Tailândia, que cobra R$ 100 mil pela cirurgia. Mas para ir até lá preciso de mais R$ 50 mil para levar acompanhante e pagar a estadia”, calcula. A moça procurou O Diário para pedir ajuda na divulgação da campanha que ela faz nas redes sociais a fim de arrecadar verba.
A história de Iara tem ainda outro agravante. A mãe dela, Rita de Cássia Souza de Oliveira, de 56 anos, “inconformada a apreensiva com a situação da filha”, teve um pico de pressão em julho do ano passado e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Está acamada, com parte do corpo paralisado e chora muito quando fala sobre esse drama familiar. Para complicar ainda mais, apesar de ter passado há dois meses por perícia para solicitar os benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), os recursos ainda não foram liberados.
Atualmente, a família que reside no Bairro do Caputera vive com um salário-mínimo que Iara recebe do INSS e ajuda de familiares, vizinhos e amigos que se revezam para ajudar as duas na casa. O irmão caçula, Daniel, que agora está com 20 anos, busca emprego.
Iara lançou campanha nas redes sociais e espera conseguir arrecadar esses valores apelando para a generosidade das pessoas. Para conhecer um pouco mais da história dela basta acessar a página no Facebook: Iara Souza Oliver. Ela tem conta poupança na Caixa Econômica Federal (CEF) – 035 013 00036305-2. Também é possível entrar em contato pelo WhatsApp no telefone 97510-6888.
O Diário


Aniversário é época de refletir quanto ao que passou, e o que desejamos para o futuro…
Nesse dia queremos parabenizar você por ser seu aniversário. Márcio Gomes, gostaríamos de dizer-lhe muitas coisas, mas primeiro, dizer obrigado por você ser nosso amigo! Obrigado por você ser essa pessoa adorável, sensível e sincera. É o que desejamos de todo coração, que você seja muito feliz.
Desejamos que todos os seus sonhos se tornem realidade, e que você tenha paz, que continue sendo sempre assim, uma pessoa boa com esse coração de bondade. Temos certeza de que todos que fazem parte de sua vida se orgulham de você, que Deus ilumine todos os dias de sua vida. Feliz Aniversário Amigo! Que nesta data seja um ponto de partida de grandes descobertas e fantásticas realizações! Que seus sonhos te abracem numa real felicidade traduzindo a tua vontade de que vale a pena viver. Que Deus te ilumine e prospere sua vida em todos os sentidos. Feliz Aniversário!
São os sinceros votos de todos os seus familiares e amigos.



COM BOLSONAROS DENUNCIADOS CRIMINALMENTE, RENUNCIARÃO AOS DIREITOS HUMANOS?


A Procuradoria-Geral da República (PGR) ofereceu denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) em face do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) por suposto racismo praticado contra quilombolas e injúrias contra indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs. Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do indiciado e igualmente deputado federal, também foi denunciado por ameaçar uma jornalista e ex-namorada, chegando a dizer que ela “tinha que ter apanhado mais pra aprender a ficar calada”.

Jair e seus filhos mantêm-se há 29 anos na política com uma linguagem a favor do Regime Militar (1964-1985) e fim do Estatuto de Desarmamento; contra o caderno ‘Escola Sem Homofobia’ (que chamou de ‘Kit Gay’); afirmando inúmeras vezes que “bandido bom é bandido morto”, que a política de Direitos Humanos tem que acabar porque é “uma praga, um câncer”  e que bandido não tem que ter direito nenhum, muito menos “progressão de pena” (o que ele queria dizer era progressão de regime).

Visto que doravante os deputados ocupam o polo passivo da denúncia e possivelmente tornar-se-ão réus em um processo criminal, inclino esse espaço para pensar: como seria a persecução criminal contra ambos se renunciassem aos direitos previstos da Declaração Universal de Direitos Humanos (DUDH)?

1º – A princípio os deputados não seriam mais reconhecidos como pessoas, sequer sujeitos de direitos e deveres processuais, mas como meros objetos (art. VI, DUDH);

2º – Depois poderiam ter tratamento diferenciado perante a Lei, sendo vistos a partir das suas profissões e convicções políticas e religiosas, a partir do patrimônio da família (R$ 15 milhões) e até pela sexualidade de cada um (art. VII, DUDH e art. 5º, caput, CRFB);

3º – A eles seria retirado o direito a remédios constitucionais (habeas corpus, habeas data, mandado de segurança, etc.), de modo que não haveriam direitos fundamentais a serem violados (art. VIII da DUDH e art. 5º, LXVIII ao LXXIII, CRFB); 

4º – Poderiam ser presos, detidos ou exilados sem o devido processo legal (art. IX, DUDH e art. 5º, LIV, CRFB), inclusive tornando-se possível a prisão preventiva dos dois sem que fossem atendidos os requisitos do art. 312 do Código de Processo Penal (art. 5º, LXI, CRFB);

5º – Não teriam direitos a uma justa e pública audiência por parte de um tribunal independente e imparcial para decidir sobre seus direitos e deveres e sobre o fundamento das acusações criminais contra eles (art. X, DUDH);

6º – Principalmente, não teriam direito à presunção de inocência, sendo tratados desde o início do processo como “bandidos”, inclusive invertendo o onus probandi, perdendo seus cargos ou sendo presos antes do trânsito em julgado da condenação (art. XI, DUDH e art. 5º, inc. LVII da CRFB); 

7º – Teriam suas vidas privadas, domicílios e correspondências violados sem ordem judicial, tornando possível à polícia penetrar nos domicílios de ambos durante a noite ou madrugada e sem consentimento (art. 5º, X, XI e XII, CRFB);

8º – A eles seria suspenso o direito de deixar o Brasil até o fim da persecutio criminis sob pena de perderem a nacionalidade, não poderem regressar e nem procurarem e gozarem asilo em outros países (art. XIV e XV, DUDH);

9º – Se condenados, o deputado Jair poderia perder até o direito de contrair pela 4ª vez um novo matrimônio, podendo seu filho ser privado do direito de constituir família tendo em vista as supostas ameaças que fez a sua ex-namorada (art. XVI, DUDH) e também terem todo o patrimônio da família arbitrariamente revertido em indenização para as vítimas (art. XVII, DUDH);

10º –  Não poderiam sequer usar a Liberdade de Expressão como defesa, de modo que também está no rol de Direitos Humanos (art. XIX, DUDH);

11º – Também não seriam beneficiados pelo princípio do in dubio por reo (art. 386, CPP), destarte aplicar-se-ia o princípio do in dubio pro sociedate, em que na dúvida se interpretaria o caso em favor da coletividade — senão das mulheres que são vítimas de ameaças pelos seus ex-namorados e das vítimas das supostas injúrias e racismo; 

12º – Sem dúvidas iniciariam o cumprimento de pena em regime fechado. Aliás, dado a gravidade histórica que o crime de racismo tem para o Brasil, seria possível até que ao deputado Jair fosse imputada a pena de morte ou perpétua (art. 5º, XLVII, alínea a e b, CRFB);

13º – Por fim, também não teriam direito ao silêncio, de sorte que correriam o risco de não se auto incriminarem com suas “mitagens” (art. 5º, LXIII, CRFB);

É óbvio que também seriam privados do direito de verem suas integridades físicas e morais respeitas (art, 5º, XLIX, CF); de serem processados e julgados pela autoridade competente (art. 5º, LIII, CF); dos recursos inerentes à ampla defesa (art. 5º, LV, CF); de serem citados e intimados dos atos processuais; de tomarem conhecimento da identidade dos responsáveis pela suas prisões (art. 5º, LXIV, CF); de não terem admitida contra eles provas obtidas por meio ilícito (art. 5º, LVI, CF); dentre outros.

Dessarte, torcemos para que os deputados tenham um processo legal devido e que tenham seus direitos humanos respeitados, de maneira que é inconcebível, em um Estado Democrático de Direito, até quem se opõe à Declaração Universal de Direitos Humanos não ser tutelado por ela.
Ueslley Ricardo de Siqueira é Bacharelando em Direito (7º período) pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina – FACAPE.

Um grupo de estudantes universitários, de Jaguarari e Pilar, que estudam em Petrolina-PE e Juazeiro-BA, entrou em contato com a redação do Jaguarari Online, preocupados com a situação delicada em que se encontram. De acordo com as informações passadas, o transporte que antes era 100% gratuito, hoje não é mais. Os estudantes relataram a seguinte situação:
JAGUARARI
A prefeitura colocou um ônibus, no entanto os estudantes estão arcando com parte do combustível, mas desde o dia 16 estão arcando com 100% das despesas do diesel.
PILAR
A situação é ainda mais grave: dos 56 estudantes, apenas 19 estão sendo atendidos por uma SPRINTER que os próprios estudantes locaram, uma média diária de R$ 14,00 por aluno. A prefeitura entra apenas com o combustível.
Ainda de acordo com os universitários, uma reunião com o prefeito Fabrício D’Agostino acontecerá nos próximos dias para encontrarem uma solução urgente.

MARI themes

Tecnologia do Blogger.