As fortes chuvas que caíram neste final de semana, no município de Jaguarari trouxe muita alegria e alívio para muitos, porém para outros foi de transtornos, invasão de água em residências, ruas alagadas intransitáveis, pavimentação danificada, desabamentos de muros entre outras situações. 

As chuvas em grande quantidade sempre acompanhadas de fortes relâmpagos, trovões e raios se iniciaram no sábado e deu continuidade na manhã de domingo muito mais forte em cerca de duas horas de chuva, com chuviscos durante o restante do mesmo dia. 

O calor fortíssimo dos últimos dias era uma previsão que vinha chuva nos próximos dias, a água chegou em abundância encheu tanques, aguadas e barragens por todo o município, locais que amargavam a seca por meses agradeceram a Deus pela vinda da água preciosa, que não deixará as plantações se acabarem e os animais morrem principalmente na zona rural, no entanto em um município totalmente despreparado para receber grandes quantidades de água acaba ocorrendo muitos transtornos o que infelizmente não é de hoje, mais que já poderia ser corrigido em alguns locais aos poucos, isso não foi feito e a população é a mais prejudica. 
Nas primeiras horas da manhã de domingo, onde a chuva foi mais intensa já pode se perceber certas situações em vários pontos do município, a estrada que liga o distrito de Gameleira a Jaguarari foi tomada pelo água, bem como parte da BR 407 na altura do povoado de Aroeira, aonde naquela localidade o tanque transbordou, ainda nas proximidades as fortes chuvas derrubaram parte do muro de uma Cerâmica, seguindo para a sede do município, foi registrado alagamentos nos Bairros Mutirão, Mata Funda e Campo, parte do final da Rua do Engenho com a Castro Alves, onde água descia em alta velocidade, Rua do açude, Laranjeiras, Rua do contorno, Rua Goiânia, Rua do Matadouro, em todas essas ruas muitas casas foram invadidas pela água, moradores tiveram algumas percas, parte do muro do Colégio Walter Brandão na Rua São Vicente caiu, e parte dele ficou pendurado pelo alambrado, na avenida Juazeiro o muro do Clube dos Artistas veio ao solo matando alguns galos e galinhas, após as chuvas o que ficou foi rastro de muita lama em diversas ruas, moradores se uniram para ajudar uns aos outros. 

A prefeitura tomou conhecimento e colocou homens nas ruas para dá suporte a população, e adiou a festa do retorno do Prefeito Everton Rocha a Prefeitura, evento este que nem deveria ser anunciado pelo fato que vive o município atualmente, na cidade que existe dois prefeitos, mas nenhum deles nada fazem pela população, critica os jaguararienses. Ainda durante as fortes chuvas houve captação de uma considerável quantidade de água na Barragem da sede do município que está abandonada pela Embasa a muito tempo, a população espera e exige das autoridades postura para identificar e corrigir os problemas de escoamento de água durante chuvas fortes, e as pessoas principalmente as mais carentes possam dormir tranquilas quando chover no município. 

Portal Jaguarari

Resultado de imagem para otárioNão é nenhuma novidade para os moradores de Jaguarari, que o prefeito e um dos principais donos da rádio Liderança, Sr. Everton Rocha, tem um temperamento destemperado. Sempre que ele se aborrece com algum desafeto, os ouvidos dos ouvintes acabam servindo de water-closet (pinico). Não foi diferente na última sexta-feira, 7, quando em um longo e cansativo monólogo, durante o programa “jornal do meio dia”, o atual chefe do executivo desabafou criticando “alguns, um ou outro” empresário de Jaguarari, por, segundo ele, está participando de “reuniõezinhas no grupo” e torcendo contra o seu retorno à prefeitura municipal. Neste momento o gestor, em tom bastante aborrecido chamou o empresário de otário e abestalhado, sem citar nomes, porém no início da fala ficou nítido que não se trata de apenas um empresário.

Nas redes sociais, nas ruas da cidade e no interior do município a atitude desrespeitosa, vinda da emissora de rádio que é bancada por altas taxas que os empresários arcam com seus anúncios, gerou centenas de comentários, críticas e pedidos de atitude por parte dos patrocinadores da rádio. Em diversas manifestações postadas em grupos de Whatsapp, a indignação da população com a grosseria, falta de respeito e educação, ecoaram por todo o final de semana.

Ante os fatos, pergunta-se:
A Associação Comercial de Jaguarari vai se calar?
Os empresários aceitarão de boca calada os desaforos e continuarão a bancar a rádio?
Fica o espaço para que o prefeito/dono da rádio e a própria se manifestem, bem como os comerciantes, de forma individual ou através da ACIAJ.

Nós, que fazemos o Blog Jaguarari Online, nos solidarizamos com os empresários desta terra e repudiamos a atitude indelicada do Sr. Prefeito Everton Rocha.


Em meio ao conflito jurídico e político que o município de Jaguarari atravessa, onde a população vive um momento crítico, com o poder executivo passando das mãos do prefeito para o vice e vice-versa, uma decisão liminar reconduziu novamente o prefeito Everton Rocha (PSDB) à cadeira mais cobiçada do município. No entanto, ao contrário do que o bom senso e a precaução espera de um bom líder, Rocha anunciou uma festa intitulada “Respeita a escolha do povo”, e bem ao lado da sua residência.

Assim que o anúncio caiu oficialmente na redes sociais, as críticas de pessoas de todo o município foram imediatas. Em sua maioria, apontavam a festa como uma afronta aos que não aceitam ou não aprovam o retorno do gestor, que segue com diversos procedimentos investigatórios feitos pelo Ministério Público e com a indefinição da Ação Civil Pública – ACP, que o acusa de superfaturar atrações do São João 2017 e sonegar imposto.

Vários aliados e simpatizantes mais cautelosos do então prefeito, em conversa privada com a nossa produção, mostraram-se surpresos com a atitude imprudente de um prefeito que está no poder com uma frágil decisão liminar. Na opinião destes, o momento não é de festa, é de unir novamente a população que anda em pé de guerra umas com as outras, onde recentemente chegaram ao extremo de agredirem verbal e moralmente a Juíza da Comarca local.

Por sorte as fortes chuvas impediram que mais uma vez o povo jaguarariense corresse o risco de um confronto, desta vez físico, e forçou o adiamento do opróbrio, o qual espera-se não haver uma nova data.

Imagem relacionada
O município de Jaguarari, região do Piemonte Norte do Itapicuru, com uma população de aproximadamente 33 mil habitantes e uma área territorial de 2.466 quilômetros quadrados é proporcionalmente um dos mais ricos da região. E com a bagunça jurídica provocada por inúmeras decisões a favor e contra cada um dos chefes do executivo atual, não tem impedido que os recursos financeiros continuem a entrar nas contas bancárias da Prefeitura Municipal.

No período de 01 a 25 de novembro e 07 de dezembro, as contas da prefeitura estiveram sob a responsabilidade do prefeito Everton Rocha, e neste período o município recebeu R$ 4.460.643,98 (Quatro milhões, quatrocentos e sessenta mil, seiscentos e quarenta e três mil e noventa e oito centavos).

Já no período entre 26 de novembro e 06 de dezembro, sob a responsabilidade do prefeito Fabrício D’Agostino, a Prefeitura de Jaguarari arrecadou R$ 2.253.503,92 (Dois milhões, duzentos e cinquenta e três mil, quinhentos e três reais e noventa e dois centavos).


No período em que o prefeito Fabrício D’Agostino à frente do Poder Executivo, efetuou o pagamento da empresa responsável pelo transporte escolar, os salários de todos os servidores comissionados, concursados, efetivos e agentes políticos e ainda o 13º (décimo terceiro) salário dos funcionários efetivos e concursados das secretarias de administração, agricultura, meio ambiente, obras e desenvolvimento social, não tendo tido tempo suficiente para pagar dos funcionários da educação e saúde, por conta da decisão da Justiça em retornar Everton Rocha ao cargo de prefeito, mais uma vez.

A pergunta que não quer calar: O QUE O PREFEITO EVERTON ROCHA FEZ COM QUASE QUATRO MILHÕES E MEIO DE REAIS?

Em decisão proferida pelo Desembargador José Olegário Monção Caldas, da Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia, em análise ao Agravo de Instrumento Nº 8027169-78.2018.8.05.0000, foi acatado o pedido requerido pelos vereadores que ora assinaram a Ação Anulatória da eleição, que aconteceu em 7 de junho de 2018, a qual elegeu como Presidente da Casa, o vereador Márcio José Gomes de Araújo para o biênio 2019-2020.

De acordo com a Lei Orgânica do Município, a eleição da Mesa Diretora deverá acontecer na última Sessão Ordinária do última o ano do primeiro mandato, já o Regimento Interno da Câmara contraria a Lei maior e mantém a eleição para a primeira semana do mês de junho do último biênio.

Diante das alegações, o Desembargador concedeu efeito suspensivo ativo ao recurso para deferir a medida de urgência pleiteada no juízo de origem, a fim de determinar a suspensão dos efeitos da Sessão Ordinária realizada no dia 07 de junho de 2018, em todos os seus termos, e determinar a realização de uma nova sessão para eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jaguarari, para o biênio 2019-2020, dentro do prazo previsto no parágrafo 4º, do art. 36, da Lei Orgânica do Município e intimou a parte agravada para apresentar contrarrazões no prazo legal, devendo juntar a documentação que entender pertinente.

O cenário político e jurídico que atravessa o município de Jaguarari, na região do Piemonte Norte do Itapicuru é um dos mais vergonhosos e vexatórios da história. Após uma batalha política entre a Câmara de vereadores e o chefe do executivo municipal, o prefeito Everton Rocha recorreu para a esfera judicial, logrando uma série de incontáveis derrotas e vitórias.

Após passar por três cassações, um afastamento de 180 dias e algumas derrotas judiciais, nesta quinta-feira, 6 de dezembro, corroborado pela desistência da Câmara de vereadores, a Terceira Câmara Cível e o Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia determinaram a exclusão do recurso judicial e consequentemente a recondução do Sr. Everton Carvalho Rocha ao cargo de prefeito de Jaguarari, decisão que foi cumprida no início da noite pela Juíza substituta, da cidade de Campo Formoso.

Esta é a quarta vez que o prefeito Everton Rocha reassume o posto de chefe do executivo municipal. A primeira foi em 21/02, a segunda em 31/03, a terceira em 01/11 e a quarta nesta quinta-feira, 06/12, tudo isso em apenas 23 meses de administração.

Na atual decisão não cabe recurso, haja vista a desistência da Câmara, mas o mérito da cassação poderá ser julgado pela Justiça.

Também existe a segunda e terceira cassações que estão suspensas por decisões liminares e que a Câmara não se pronunciou se irá desistir ou não de continuar recorrendo.

E ainda há a indefinição da Justiça sobre o afastamento de 180 dias, que expirou no início do mês de outubro, porém o Tribunal de Justiça não emitiu nenhuma decisão, se pela absolvição ou condenação do prefeito Everton Rocha, o que acaba gerando expectativas naqueles moradores que são contrários à sua administração.

Sendo os prestadores de serviços e servidores municipais contratados, os mais prejudicados, mas que deram a sua parcela de contribuição à população, espera-se que o atual gestor, Everton Rocha, não os puna e busque a melhor forma de honrar com os compromissos do Município e pague aqueles que prestaram serviços ou forneceram mão de obra, bens e mercadorias.

A paz e a tranquilidade, tanto política quanto social só irão reinar, em Jaguarari, quando a Justiça baiana enxergar o papel devastador que ela está impondo ao município com a série escandalosa de “dá e toma”, onde um magistrado concede o direito a um e a outro, mas não chegam a decisão definitiva de quem deve terminar o mandato como prefeito. Enquanto ficar este jogo, a população continuará insatisfeita com ambas as partes e nada funcionará para os que mais precisam da maneira que deveria ser.


O Governo Juntos Construímos Mais, que tem o prefeito Fabrício D’Agostino como chefe do Pode Executivo do Município de Jaguarari, comunica a todos os proprietários de transportes locados à Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, que os valores referentes ao mês de outubro já foram pagos a empresa responsável pela locação e pagamentos, SAFIRA, cabendo a referida entrar em contato e fazer os pagamentos devidos.

Em tempo, o Governo Juntos Construímos Mais lembra a todos, que o pagamento deveria ter ocorrido ao final da primeira quinzena subsequente ao mês da prestação do serviço (outubro), mas por motivos alheios à sua permanência no mês de novembro, não teve como fazê-lo, o que não eximiu seu sucessor de cumprir com os deveres contraídos pelo Município.


ASCOM - Prefeitura de Jaguarari

O Governo Juntos Construímos Mais, que tem o prefeito Fabrício D’Agostino como chefe do Pode Executivo do Município de Jaguarari, efetuou nesta quinta-feira, 6 de dezembro, o pagamento do 13º (décimo terceiro) salário dos servidores públicos municipais das secretarias de Desenvolvimento Social, Administração (Meio Ambiente, Obras e Infraestrutura, Finanças e Agricultura). Os valores já estão nas contas bancárias dos funcionários.

O Governo Juntos Construímos Mais, lamenta não ter tido tempo hábil, tendo em vista que as decisões judiciais suspenderam o acesso do setor de Finanças, impedindo-o de concretizar o pagamento aos servidores das demais secretarias (Saúde e Educação), mas reitera que todo o processo de pagamento está pronto e que resta ao novo gestor municipal, apenas executá-lo.


ASCOM - Prefeitura de Jaguarari

A Câmara Municipal de Vereadores de Jaguarari não realizou Sessão Ordinária nesta quinta-feira, 6 de dezembro, por falta de quórum. Dos treze vereadores apenas Márcio Gomes, Franco Melo, Louri da Barrinha, Reges do Joel e Dourival Borges compareceram. 
Lembrando que o recesso está previsto para o dia 20 de dezembro, desde que a Lei Orçamentária Anual - LOA, seja aprovada.

O Desembargador Ivanilton Santos da Silva, da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia, em decisão monocrática proferida nesta quinta-feira, 6, acatou recurso da defesa do prefeito Everton Rocha, por força da extinção dos efeitos de Agravo de Instrumento que impedia o gestor a retornar ao cargo, mas que perdeu o efeito com a desistência da Câmara de Jaguarari e, assim o cargo do executivo da prefeitura de Jaguarari deve ser ocupado por Everton Rocha, tão logo a Juíza de Primeiro Grau tome ciência da decisão e determine o imediato cumprimento.

A Ação Anulatória impetrada por sete dos treze vereadores, com vistas a anular a eleição da Câmara de Jaguarari, por uma incoerência entre o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município, que divergem quanto a data de realização da eleição para a Mesa Diretora, a Juíza Maria Luíza Nogueira Cavalcanti Muritiba, alegou que “Face ao exposto, NÃO evidenciados os requisitos ensejadores da concessão do provimento liminar, INDEFIRO-O”. Diante da decisão, a Sessão que elegeu o vereador Márcio José Gomes de Araújo para o cargo de Presidente da Câmara para o biênio 2019-2020 está válida.
A decisão cabe recurso.


Um pé de algaroba caiu em um veículo na tarde desta quarta-feira (05/12), por volta das 14h30, no centro de Jaguarari, próximo a linha férrea. O veículo Chevrolet Celta, placas de Senhor do Bonfim, que estava estacionado foi atingindo pela árvore que possui aproximadamente dez metros de comprimento.

Populares cortaram alguns galhos e removeram o veículo que ficou com algumas avarias, ninguém ficou ferido.

Com a queda da árvore a via que dá acesso ao Bairro Cajazeiras e rua São Vicente ficou interditado, fazendo motoristas realizar manobras pela mão contraria.

Portal Jaguarari

Após todo o caos patrocinado por informações deturpadas, o governo Juntos Construímos Mais comunica a toda a população jaguarariense, que em apenas uma semana, conseguiu estabilizar o atendimento médico na Atenção Básica.
A prefeitura recebeu os novos médicos do programa MAIS MÉDICO, que já iniciaram os atendimentos nesta terça-feira, 04. Além desses, já FOI REALIZADA A CONTRATAÇÃO DE OUTROS MÉDICOS PARA AS DEMAIS UNIDADES DESCOBERTAS.
A partir da próxima semana teremos atendimento médico nos PSF’s de Odilon Gonçalves, Flamengo, Catuni da Estrada, Gameleira, Juacema, Fernando Dantas e Raul Lopes, ambos no distrito de Pilar e no 1º Centro Salomão Carvalho, na sede.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari


29 de novembro de 2018: Servidores Públicos Municipais de Jaguarari realizaram mais uma mobilização de greve, pelo cumprimento das leis e pela efetivação da reposição das perdas salariais, urgentemente! Na oportunidade, a Diretoria do SINDSPUJ enfatizou com bastante indignação a ausência de resposta ao ofício nº 056 de 16/11/2018, que informou ao então Governo Municipal, a respeito da última Assembleia Geral deste sindicato, a qual fez deliberações no tocante as propostas salariais de tal governo. Muitos servidores se posicionaram sobre a problemática em geral e se apontou a necessidade de realizar uma nova assembleia para avaliar a greve em todos os aspectos. Contudo, antes de convocar esta assembleia que acontecerá em breve, encaminhamos ofício ao governo atual deste município, manifestando mais uma vez, o interesse e a disposição deste sindicato para a negociação salarial, inclusive, enfatizando que as deliberações da assembleia de 16/11/2018 merecem a atenção do governo, independente de quem esteja assumindo a cadeira de prefeito de Jaguarari. Se não for para garantir o cumprimento das leis e os direitos da população, para que serve a cadeira de prefeito? Nada justifica servidores lutar pelo direito, desde fevereiro de 2018 e até este momento, nenhuma garantia de sua efetivação! Cumprir lei deve ser a prioridade de qualquer prefeito! E o cumprimento da lei, sem dúvida, é a garantia do direito! Se a lei não é cumprida, o direito não é efetivado. Para nossa decepção, essa é a realidade de Jaguarari!

Chega de tanto prefeito na cadeira do Executivo Municipal ou fora dela, tentando justificar o descumprimento da lei, quando na verdade fizeram foi desperdiçar inegáveis oportunidades de cumpri-la!

Independente de quem mereça ou desmereça a cadeira de prefeito em Jaguarari, a lei grita pelo seu cumprimento e os direitos pela efetivação!

Até quando vamos esperar que a caneta do Executivo desenferruje para assinar um projeto de lei exclusivamente para atender as reivindicações dos servidores que há dois anos sofrem a esmagadora defasagem salarial?

Chega de postura deseducativo-política por parte dos prefeitos que passam pela cadeira principal da Prefeitura Municipal de Jaguarari!

Administração Pública jamais poderia ser sinônimo de Atrapalhação Pública! Mas infelizmente no nosso contexto tem sido. Repúdio!

DIRETORIA EXECUTIVA DO SINDSPUJ

O ex-prefeito de Jaguarari, Sr. Everton Carvalho Rocha (PSDB), após uma sequência de decisões favoráveis a si no TJBA, por seu retorno a função de prefeito, e a desistência da Câmara de vereadores no processo da 1ª cassação, a qual mantinha o gestor afastado do executivo municipal, teve decisão contrária as suas pretensões de reassumir a cadeira de prefeito, proferida pela Juíza da Comarca da Campo Formoso-BA, Dra. Geysa Rocha Menezes.
A Magistrada INDEFERIU os pleitos almejados pela defesa do autor: a reintegração de Everton Rocha ao cargo de prefeito e a imediata extinção do processo e cassação; Ela sustenta que com a homologação do pedido de desistência do Agravo de Instrumento, diferentemente do que pretendem os autores, tal situação processual não tem o condão de importar na reintegração automática do Prefeito eleito Everton Carvalho Rocha e que a extinção do recurso resulta no restabelecimento dos efeitos da decisão liminar emitida pelo Juízo de Piso, contudo, o decisum em questão não determinava a reintegração do Prefeito Everton Carvalho Rocha e sim a anulação da sessão realizada na Câmara Municipal no dia 30\11\2017. Ainda sobre este item, Geysa pontua: “Por nada ter sido ventilado sobre imediata e automática reintegração do Prefeito Everton Carvalho Rocha na decisão liminar proferida nestes fólios, fica o pedido indeferido.”
No aspecto referente a homologação da desistência do recurso, Geysa Rocha entende que “não acarreta a extinção do processo principal” e indefere o pedido de extinção da presente ação anulatória sem resolução do mérito e finaliza garantindo o princípio do contraditório e da ampla defesa, ofertando o prazo de 15 dias para que a defesa de Everton Rocha apresente réplica.



Amigos de Jaguarari,

Nos últimos dias tenho sofrido ao ver meu nome nas redes sociais ser tratado sem nenhum respeito. Pessoas que não conhecem nossa história ou o que passamos para chegar na cadeira de vereador fazendo por causa de seus interesses ataques a minha pessoa. É por isso que decidi explicar de uma vez por todas o que realmente aconteceu. Estiveram em minha casa e me levaram para Pilar para uma reunião onde falavam da importância de ajudar o município. Para isso os vereadores deveriam assinar um documento dando autorização para um advogado entrar na justiça nos processos da Câmara. O que eu não sabia era que a procuração para todo mundo era uma e a minha era outra. A de todos tinha claro para que era e a minha era um cheque em branco que me disseram depois ser dando todos os poderes. Quando percebi o que tinha acontecido chamei lideranças que me acompanham e falei com eles sobre o ocorrido, da forma como tinham me tratado e do que fizeram comigo. Triste com isso pedi que meu nome fosse retirado dessa história e achei que isso ia colocar uma pedra final nesta história mas não, continuam atrás do meu povo e querendo que eles me pressionem a voltar atrás, mesmo fazendo o que fizeram. Não adianta, não vou voltar atrás na minha decisão até porque a minha decisão não influência em nada na permanecia ou não do Dr. Fabrício como prefeito, esse processo que queriam entrar não é sobre isso, é sobre a Câmara. Nunca fiquei contra Dr. Fabrício desde o início e nunca mudei de lado, não tem que misturar uma questão com a outra.
Vou seguir ajudando meu povo como estou fazendo e lutando pelas comunidades que eu represento, até garantindo transporte do meu bolso como tenho feito para que os estudantes não se prejudiquem. Espero que essa confusão em Jaguarari acabe logo. Meu papel de vereador eu cumprir, agora a Justiça tem que fazer o dela.

Um abraço a todos,

Vereador José Narciso - Budé

Mais uma vez a garotada do Povoado de Flamengo demonstrou a sua competência também em corrida de montanha, conquistando as 5 primeiras colocações na prova masculina e as duas primeiras na prova feminina. Alessandro Bonfim, 17 anos e Erivânia Cruz, 18 anos, centralizados na foto, foram os campeões enquanto que Marcos Rodrigo, 16 anos e Thaís Martins, 17 anos, ambos posicionados a direita dos campeões, ultrapassaram a linha de chegada na segunda colocação. Olegário Caetano, 17 anos, à direita de Alessandro, foi o terceiro colocado e Jonathan Natanael, 16 anos e Leonardo dos Santos, 19 anos, terminaram a prova no 4º e 5º lugares respectivamente. Ticiane Bonfim, 17 anos, que na foto está do lado esquerdo de Erivânia, sagrou-se campeã da categoria até 29 anos.
Esse domínio já havia acontecido na prova de 2017. O detalhe é que todos estavam de férias desde o dia 20 de novembro, quando chegaram da última competição, os Jogos Escolares da Juventude em Natal-RN.
A prova foi organizada pela Equipe Pelaskado de Juazeiro, que tem como líder Felipe Ribeiro. A participação dos atletas da Escolinha de Atletismo Flamengo graças ao apoio dos organizadores que não cobraram a inscrição dos corredores de Jaguarari.
Agora eles seguem treinando para a temporada 2019 e competem no próximo final de semana em Campo Formoso.

Pagar seus funcionários em dias é sinônimo de honestidade e compromisso com o servidor. Esta é uma marca do Governo Juntos Construímos Mais, que nenhuma calúnia vinda de quem não tem o compromisso, senão com acordos obscuros, irá ofuscar. Nestes quase oito meses à frente da administração da prefeitura de Jaguarari, trouxemos de volta a credibilidade dos nossos funcionários públicos.

A governabilidade empregada por nossa equipe, o empenho que cada um tem designado ao bem dos mais de 33 mil habitantes desta terra favoreceu a confiança do nosso comércio vender à prazo aos servidores efetivos, concursados e contratados no nosso governo, pois não foi e não é o hábito desta gestão importar justificativas para atrasar o pagamento, principalmente dos contratados, que em tempos atrás já estavam recebendo o salário do mês anterior após o dia 22, o que representa mais de 50 dias de atraso.

Conhece-se o valor e o respeito que um chefe tem por seu servidor, funcionário, pela capacidade dele quitar os direitos destes (salários) no prazo legal estabelecido.

O prefeito Fabrício D’Agostino, que retornou ao cargo na última segunda-feira, 26, junto com sua equipe, não se furtou da responsabilidade e efetuou os pagamentos dos salários de todos os servidores efetivos, concursados, comissionados, agentes políticos e conveniados da Câmara Municipal.

Ressaltamos que, jamais nosso governo carregará a marca de perseguição, já que respeitamos os direitos daqueles que serviram ao povo jaguarariense e pagamos pelos dias trabalhados, inclusive o ex-chefe do executivo e seus secretários.

ASCOM - Prefeitura de Jaguarari


O Jovem Escritor e Poeta Iago Dias, que lançou seu livro recentemente na cidade de Feira de Santana, através de um projeto social, projeto esse onde centenas de crianças carentes espalhadas por várias cidades do Estado da Bahia foram beneficiadas com um livro físico de sua autoria, está deixando sua obra literária, exposta virtualmente e gratuitamente no link abaixo para toda população Jaguarariense. 

O livro No Universo das Palavras de Iago Dias é uma obra composta de poesias, frases e textos de literatura em geral, com um conteúdo social, atual, rápido e bastante simples de ler, um livro feito para o publico infantil e jovem-adulto. 

Segundo o Autor da obra literária á ideia de fazer um livro sem fins lucrativos e que todo o trabalho seria destinado apenas para crianças pobres que não conseguiam ter acesso ou comprar um livro para lerem, veio da ideia de alguns jovens escritores espalhados pelo Estado, todos com um único sonho (objetivo), publicarem seus livros apenas com ajuda de patrocínios, para que assim os livros fossem entregues gratuitamente a centenas de crianças que hoje foram beneficiadas com ajuda desses jovens escritores, jovens esses como o nosso Escritor e Poeta Jaguarariense Iago Dias.

CONFIRA AQUI O LIVRO!


Portal Jaguarari

Resultado de imagem para polícia rodoviária federalDurante patrulhamento pela BR 407, na altura da área urbana de Jaguarari, por volta das 20h desta quinta-feira (29/11) a Polícia Rodoviária Federal avistou um caminhão VW 24.250 CNC 6x2, estacionado as margens da rodovia que chamou a atenção dos policiais, que ao verificar a placa FQF-0739, constatou divergências no modelo do veículo e chassi, e em uma consulta mais aprofundada os patrulheiros identificaram o veículo original de placa policial EMS-9294, licença de São Paulo, com restrição de furto/roubo da mesma cidade, em 2014.
Diante do exposto a ocorrência foi realizada na Delegacia Territorial de Senhor do Bonfim, para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Portal Jaguarari

MARI themes

Tecnologia do Blogger.